Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel

Considerado um dos principais lançamentos a Volkswagen neste começo de ano, a reestilização do Tiguan parece já estar praticamente pronta. A equipe de marketing já gravou alguns dos comerciais de divulgação (como mostramos em janeiro) e o pessoal da engenharia finaliza agora os últimos testes de rodagem.

Conforme adiantam as imagens deste flagra, as mudanças não serão exatamente profundas, mas suficientes para deixar o SUV atualizado diante dos principais concorrentes. Os protótipos usam truques de camuflagem para esconder as novidades, mas é possível notar o para-choque remodelado, faróis com formato ligeiramente modificado e nova assinatura de LEDs incluída.

Galeria: Volkswagen Tiguan Facelift – Novo Flagra

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel

13 Fotos

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel

Haverá ainda rodas de liga-leve com novas opções de acabamento/pintura e paleta de cores atualizada.

 A reestilização trará ainda mudanças na traseira, incluindo lanternas com novos elementos internos, para-choque revisto e grafia “Tiguan” estampada na tampa do porta-malas, a exemplo de lançamentos recentes como Golf, Arteon e Touareg.

 A cabine deve acompanhar as mudanças do exterior com detalhes revisados no acabamento, novos revestimentos, sistema de entretenimento atualizado, entre outros.

Na mecânica, são esperadas mudanças leves como adoção do motor 1.5 TSI equipado com sistema híbrido-leve (o mesmo do Golf) e um 2.0 TDI mais limpo. A grande novidade ficará por conta chegada do motor 2.

0 TSI de 300 cv sob o capô da variante esportiva R, que terá ainda câmbio DSG de dupla embreagem e tração integral 4Motion.

A variante já foi flagrada em testes em diversas ocasiões e finalmente será lançada neste facelift.

As cinco coisas mais legais do VW Tiguan 2020

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel

O VW Tiguan 2020 se tornou recentemente o carro mais vendido da linha atual da montadora alemã. Por isso nós listamos abaixo cinco das coisas mais legais que podem ser encontradas no SUV compacto da Volkswagen.

Campeão de vendas – no último trimestre o Tiguan rompeu a barreira de 6 milhões de unidades produzidas, fazendo do modelo o campeão de vendas da montadora. Ele está presentem em 80% dos países do mundo e é produzido em 3 continentes diverentes. Em média, no último ano, um Tiguan saiu da linha de montagem da Volkswagen a cada 35 segundos.

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel

Três fileiras – SUVs com três fileiras de bancos são bem comuns em modelos de porte médio. Já na categoria dos SUVs compactos, o recurso é incomum. Mas a configuração de três fileiras do Tiguan, além de seus modos de direção são quase exclusivos em relação à concorrência direta.

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel

Teto-solar para todos – Uma das características mais legais do VW Tiguan é o teto-solar democrático. Diferente de sedãs, em que o opcional é basicamente  direcionado aos bancos da frente, no Tiguan, o recurso é acessível para todos os ocupantes. O teto-solar está disponível nas versões SE, SE R-Line Black, SEL, e SEL Premium R-Line.

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel

Sistema customizável – O sistema de infotainmente do Tiguan oferece a possibilidade de customizar as preferências em quatro perfis distintos: três para motoristas e um para passageiros. Cada perfil armazena informações como configurações de rádio, sistema de trava, menu, posição dos assentos, e modo de direção.

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel

Atendendo a pedidos – Para o modelo 2020, o VW Tiguan apostou em uma gama de versões que incluiu a SE R-Line Black baseada nos pedidos dos proprietários.

Essa versão traz rodas de liga leve de alumínio de 20 polegadas, para-choques pretos com a assinatura da linha especial, luz de nebliona, teto-solar panorâmico, trilhos no teto e sensores de estacionamento na frente e na traseira.

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel

+ VW lança Tiguan 2020 com novos equipamentos de série
+ VW Jetta e Tiguan levam nota máxima em testes de colisão

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais + Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa + MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro + Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica + Veja os carros mais vendidos em outubro + Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo + Conheça o phloeodes diabolicus “o besouro indestrutível” + Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz + Arrotar muito pode ser algum problema de saúde? + Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago + Cinema, sexo e a cidade + Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Volkswagen Tiguan renovado já chegou a Portugal: a gama e os preços

Retocado por fora (nova frente, mas sem se afastar muito do Tiguan que já conhecíamos) e por dentro (novo volante e infoentretenimento com ecrã de até 9,2″), as principais novidades do renovado Volkswagen Tiguan estão nos conteúdos tecnológicos e nas novas adições à gama.

No que respeita à tecnologia, o novo sistema de infoentretenimento (MIB3) passa a permitir comandos por voz, temos Apple CarPlay sem fios e há dois painéis de instrumentos digitais (8″ e 10,25″). Destaque ainda para a substituição dos comandos físicos do sistema de climatização por outros sensíveis ao toque a partir do nível Life.

Ainda no campo tecnológico, destaque para a introdução do Travel Assist, que combina a ação dos sistemas de assistência à condução, e permite condução semi-autónoma (nível 2) até velocidades de 210 km/h.

VÊ TAMBÉM: Revisto e eletrificado, o Volkswagen Tiguan recebeu uma versão… R! Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel A família Tiguan com as novas adições R e eHybrid.

Tiguan, Life, R-Line

A gama do SUV mais vendido da Europa e do Volkswagen mais vendido no planeta foi também reestruturada, passando a ser composta por três níveis: Tiguan (entrada), Life e R-Line. De acordo com a Volkswagen, todos eles passam a vir com mais dotação de equipamento de série em relação aos antecessores equivalentes.

Subscreve a nossa newsletter

De série todos os Volkswagen Tiguan passam a trazer faróis LED, jantes de 17 ” (Tiguan e Life), volante multifunções em couro, infoentretenimento com ecrã (minímo) de 6,5″ e os serviços We Connect e We Connect Plus.

A versão Life adiciona o Adaptive Cruise Control (ACC) e o Air Care Climatronic.

O R-Line adiciona para-choques exclusivos e jantes em liga leve de 19″, luzes diurnas em LED e luzes de curva, o Digital Cockpit Pro (ecrã de 10″), iluminação ambiente (30 cores), o infoentretenimento Discover Media.

Leia também:  Picape Toyota Hilux Sw4 em São Paulo com Ar condicionado

Tiguan R e Tiguan eHybrid

Os destaques, no entanto, no rejuvenescimento do Volkswagen Tiguan passam pelos inéditos R e eHybrid, o mais desportivo dos Tiguan e o mais “verde”, respetivamente.

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel Anterior (Tecla de seta para a esquerda) Seguinte (Tecla de seta para a direita)

O Volkswagen Tiguan R apresenta-se, não só com roupagens mais vistosas, mas também com 320 cv e 420 Nm extraídos do bloco de 2.0 l de quatro cilindros em linha turbocomprimido (EA888 evo4). A transmissão é às quatro rodas (4Motion), via uma caixa de dupla embraiagem DSG de sete velocidades.

Em relação ao Volkswagen Tiguan eHybrid — que já tivemos oportunidade de conduzir —, trata-se do primeiro híbrido plug-in a fazer parte da gama.

Apesar de ser o primeiro Tiguan híbrido, a sua cadeia cinemática é conhecida, e podemo-la encontrar também nos Passat, Golf e Arteon.

Esta casa o motor 1,4 TSI com um motor elétrico, resultando em 245 cv de potência máxima combinada e uma autonomia elétrica de 50 km (WLTP).

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel Anterior (Tecla de seta para a esquerda) Seguinte (Tecla de seta para a direita) VÊ TAMBÉM: Novo Volkswagen Golf GTE (245 cv). Agora tem a potência do Golf GTI!

Os motores

Além das especificidades motrizes das versões R e eHybrid, os restantes Tiguan podem vir equipados com um 2.0 TDI (Diesel) e um 1.5 TSI (gasolina), com vários patamares de potência.

Assim, o 2.0 TDI divide-se em três versões: 122 cv, 150 cv e 200 cv. Tal como já vimos em outros lançamentos recentes da Volkswagen, como o Golf 8, o 2.0 TDI passa a vir equipado com dois catalisadores de redução seletiva (SCR) com injeção AdBlue. Uma dose dupla que permite reduzir as nefastas emissões de óxidos de azoto (NOx).

O 1.5 TSI divide-se em duas versões, 130 cv e 150 cv, e em ambas temos acesso à tecnologia de gestão ativa dos cilindros, ou seja, em certos contextos de condução permite “desligar” dois dos quatros cilindros, poupando combustível.

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel Anterior (Tecla de seta para a esquerda) Seguinte (Tecla de seta para a direita)

Quanto custa

O renovado Volkswagen Tiguan, nesta fase de lançamento, tem preços a começar nos 33 069 euros (1.5 TSI 130 Life) para as variantes a gasolina, que culmina nos 41 304 euros do 1.5 TSI 150 DSG R-Line. Nos Diesel os preços começam nos 36 466 euros para o 2.0 TDI 122 Tiguan e acabam nos 60 358 euros do 2.0 TDI 200 DSG 4Motion R-Line.

Ainda não foram comunicados os preços para os Tiguan R e Tiguan eHybrid, que chegam mais perto do final do ano, estimando-se que a versão híbrida fique por 41 500 euros.

Volkswagen Tiguan Allspace 2020 tem novidades

A Volkswagen iniciou as vendas da linha 2020 do Tiguan Allspace com algumas novidades. O modelo manteve as três versões: 250 TSI, Comfortline 250 TSI e R-Line 350 TSI. Os preços partem de R$ 129.990, R$ 153.990 e R$ 187.990, respectivamente. O SUV é importado do México.

Na versão de entrada, 250 TSI, a novidade é o volante revestido de couro sintético, como nas demais versões. A intermediária Comfortline ganhou chave presencial para abertura das portas por aproximação e partida por botão e o painel de instrumentos virtual.

A R-Line 350 TSI, de topo, ganhou um novo sistema de som premium, Dynaudio. Ele é composto de oito alto-falantes, um amplificador de 400W e 16 canais. O conjunto traz tweeters, alto-falantes para médios e woofers, além de um subwoofer, para dar vazão aos graves.

  • Volkswagen Kombi elétrica será lançada no Brasil em 2023

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a DieselCHEVROLET/DIVULGAÇÃO

  • CURTA O CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

Tiguan: equipamentos e motores

Desde a versão de entrada, há rodas de liga-leve de 17 polegadas com pneus 215/65 R17, ar-condicionado digital com três zonas, freio de mão elétrico, central multimídia, sensores de obstáculos na frente e atrás, câmera de ré, sensor de chuva.

Há ainda seis air bags e controles de tração e estabilidade, indicador de fadiga, função cornering light, que acende os faróis de neblina para iluminar as curvas, conforme vira o volante, entre outros.

A versão 250 TSI e a Comfortline 250 TSI são equipadas com o motor 1.4 turbo, flexível, de até 150 cv a 5.000 rpm e 25,5 mkgf a 1.500 rpm. A transmissão é a automática de seis velocidades com opção de troca na alavanca.

Para a R-Line 350 TSI o conjunto é o 2.0 turbo de 220 cv a 4.300 rpm e 35,7 mkgf a 1.600 rpm. O câmbio é o automatizado de dupla embreagem e sete velocidades (DSG) associado a tração integral.

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a DieselVOLKSWAGEN/DIVULGAÇÃO Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel

À espera do Taos, Tiguan Allspace 2021 chega ao Brasil só na versão R-Line – AUTOO

De uma forma completamente discreta, a Volkswagen já começou a oferecer em seu site comercial a linha 2021 do Tiguan Allspace.

Como era esperado, o SUV médio-grande recebeu uma revisão em seu catálogo de versões motivada pela estreia, ainda neste semestre, do Taos.

Previsto para às concessionárias brasileiras em junho, o SUV inédito será produzido na Argentina para a América do Sul e vai ocupar o espaço, tanto em tamanho como em faixa de preço, entre o T-Cross e o atual SUV 7 lugares da VW no país.  

Por conta da boa aceitação que o catálogo topo de linha do Tiguan Allspace sempre obteve aqui no Brasil, a marca alemã decidiu importar o SUV do México somente na configuração R-Line a partir da linha 2021.

Além de contar com três fileiras de assentos, o grande diferencial do Tiguan Allspace mais sofisticado reside no conjunto mecânico. Equipado com motor 2.

0 TSI (turbo + injeção direta) e câmbio de dupla embreagem com 7 marchas, o SUV tem a disposição 220 cv e acelera de 0 a 100 km/h em 6,8 segundos, podendo alcançar 223 km/h de velocidade máxima. Considerando que estamos falando de um SUV com 4,70 m de comprimento e 1.

780 kg, os dados de performance são excelentes. O propulsor 2.0 TSI aplicado no Tiguan Allspace R-Line aceita somente gasolina. 

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel Rodas de liga leve aro 19″ são escurecidas no pacote opcional Black Style Imagem: Divulgação

Como já está confirmado que o VW Taos será comercializado em nossa região apenas com motor 1.4 TSI e câmbio automático de 6 marchas, ao reforçar o 2.

Leia também:  Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica

0 TSI como a única opção para o Tiguan Allspace, a Volkswagen deixa bem clara a diferenciação entre os dois modelos.

Importante destacar que apenas o Tiguan Allspace 2021 conta com tração integral permanente (4Motion) dentro da atual linha de SUVs que a VW oferece no Brasil. O recurso favorece o controle direcional e colabora decisivamente para a segurança ativa.

O Tiguan Allspace R-Line 2021 tem preço sugerido de R$ 221.350 e traz um robusto pacote de itens de série.

Além dos 7 lugares, merecem destaque os 6 airbags, controles de tração e estabilidade, tampa do porta-malas com abertura e fechamento elétricos, central multimídia com tela de 8” e suporte ao Apple CarPlay sem fio (para o Android Auto ainda é necessário o uso de cabo), ar-condicionado automático digital com 3 zonas, revestimento interno de couro com os bancos dianteiros aquecíveis, carregador de smartphones por indução, faróis full-LED, câmera de ré, entre outros itens.

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel Volkswagen Tiguan Allspace 2021 traz suporte ao Apple CarPlay sem fio Imagem: Divulgação

O SUV conta ainda com alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência, podendo detectar também pedestres, além do controle adaptativo de velocidade de cruzeiro. Rodas de liga leve aro 19”, sistema de som especial com 400W de potência e sensores de estacionamento dianteiro e traseiro também figuram na lista de itens de série.

A Volkswagen vai oferecer para o Tiguan Allspace R-Line 2021 a opção do pacote opcional Black Style, uma novidade para o SUV por aqui. Ele custa R$ 2.150 e traz acabamento “todo preto” ao SUV, tendência que ganhou força recentemente em diversas categorias e mercados ao redor do mundo.

Entre as particularidades estéticas do pacote figuram o rack de teto e as rodas de liga leve escurecidos, capa dos retrovisores na cor preta, logotipo R-Line nos bancos, entre outros diferenciais de estilo. O Tiguan R-Line 2021 também pode receber como opcional o teto solar panorâmico, que adiciona R$ 5.790 ao preço final do SUV.

O Tiguan Allspace R-Line 2021 tem como opções as cores metálicas Cinza Platinum, Prata Pyrit e Vermelho Rubi, bem como a tonalidade perolizada Preto Mystic, todas a um custo de R$ 2.260. A única opção sólida, no caso a cor Branco Puro, não aumenta o preço do SUV. O pacote Black Style, por sua vez, pode ser combinado somente com a carroceria nas cores Preto Mystic e Branco Puro. 

Suv Volkswagen Tiguan com Rodas de liga leve a Diesel Volkswagen Tiguan Allspace 2021 com o pacote opcional Black Style Imagem: Divulgação

Leia também: Os 10 carros mais econômicos do Brasil

Volkswagen Tiguan enfim ganha nova geração no Brasil a partir de R$ 124.900

A pré-venda começa hoje e vai até o dia 27 de abril. De acordo com a Volks, todas as versões já estão disponíveis, e o lote inicial é de 500 carros. O fabricante aposta em preços agressivos de vendas e também de manutenção. Para tal, garante que as três primeiras revisões serão gratuitas em todas as configurações do Tiguan Allspace.

A versão de entrada é equipada com o motor 1.4 turbo flex de 150 cv, chamado de 250 TSI por conta dos 250 newton metro de torque. Já as configirações mais caras ganham um 2.0 turbo de 220 cv, referido pela VW como R-Line 350 TSI por conta dos 350 nm de força, este movido apenas a gasolina.

O Tiguan 250 TSI, de R$ 124.

900, vem de série com rodas aro 17, rack e detalhes na cor preta, ar-condicionado três zonas, sistema multimídia de 8 polegadas, sensores de estacionamento à frente e atrás, freio de estacionamento com auto hold (segura o carro automaticamente em paradas), volante multifuncional com borboletas, retrovisor fotocromático, controle de pressão dos pneus, sensor de chuva, detector de fadiga. Como opcional traz apenas o teto solar panorâmico (R$ 4 mil).

2 de 3
Modelo R-Line vem apenas com o motor EA888 2.0 TSI do Golf GTI (Foto: Guilherme Blanco Muniz/Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

Modelo R-Line vem apenas com o motor EA888 2.0 TSI do Golf GTI (Foto: Guilherme Blanco Muniz/Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

Já a opção intermediária Comfortline 250 TSI, de R$ 149.990, acrescenta sete lugares, rodas de liga leve aro 18, rack de teto e frisos cromados, revestimento de couro, bancos dianteiros com ajustes elétricos e três memórias, faróis e lanternas de LEDs e câmera de ré. Teto solar também é opcional.

A topo de linha R-Line, de R$ 179.990, se diferencia por ter, além do motor mais forte, tração integral 4Motion e câmbio DSG de 7 marchas. O pacote estético R-Line com para-choque esportivo, saias e outros elementos o deixou mais invocado.

E o nível de itens de série é bem maior, com direito a rodas de liga leve aro 19, revestimentos de couro dos bancos com bordado R-Line, teto escurecido, painel digital de 12,3 polegadas, controle de cruzeiro adaptativo, seleção de modos de condução, faróis de leds, assistente de baliza automática, abertura do porta-malas por gestos, freio automático com reconhecimento de pedestres, entre outros.

Tiguan Allspace 250 TSI – R$ 124.990

  • Tiguan Allspace Comfortline 250 TSI – R$ 149.990
  • Tiguan Allspace R-Line – R$ 179.990

3 de 3
Tiguan R-Line é o único com painel digital de 12,3 polegadas de série (Foto: Guilherme Blanco Muniz/Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

Tiguan R-Line é o único com painel digital de 12,3 polegadas de série (Foto: Guilherme Blanco Muniz/Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

Com a troca de geração e da plataforma PQ35 pela nova MQB, a distância entre-eixos foi ampliada em 20 centímetros. O comprimento total chega a 4,79 metros.

Os principais rivais do Tiguan Allspace no Brasil são o Chevrolet Equinox, Honda CR-V (que foi recentemente renovado e encareceu bastante), Hyundai New Tucson e Peugeot 5008. Nas versões mais caras, o Jeep Compass também compete em preço com o Tiguan Allspace, mas elas tem motor diesel, tração integral e proposta offroad, diferente do Volkswagen que é um modelo urbano.

1 de 9
Volkswagen Tiguan Allspace R-Line 2 de 9
Volkswagen Tiguan Allspace R-Line

9 fotos

3 de 9
Volkswagen Tiguan Allspace R-Line 4 de 9
Volkswagen Tiguan Allspace R-Line 5 de 9
Volkswagen Tiguan Allspace R-Line 6 de 9
Volkswagen Tiguan Allspace R-Line 7 de 9
Volkswagen Tiguan Comfortline 8 de 9
Volkswagen Tiguan Comfortline 9 de 9
Volkswagen Tiguan Comfortline Fotos: Volkswagen Tiguan Allspace

Leia também:  Hatch 2015 em Rio De Janeiro

Flagra: novo VW Tiguan é visto na Europa com frente inspirada no Golf

Vagcars Italy/Reprodução

O facelift da atual geração do Volkswagen Tiguan foi fotografado antes de sua estreia oficial, que deve acontecer no Salão do Automóvel de Genebra (Suíça), no próximo mês.

O registro foi feito pela página Vagcars Italy, do Instagram, e entrega todo o novo visual do modelo, que ganhou faróis em led bipartidos inspirados na nova geração do Golf.

Dianteira do novo Golf Divulgação/Volkswagen

A grade do SUV segue como a do modelo atual, com três linhas horizontais cromadas, assim como o pára-choque, que ganhou detalhes cromados.

Ainda não há outros detalhes sobre a reestilização, mas já podemos observar que a foto é de uma das versões mais completas do Tiguan, por conta de suas rodas de liga leve escurecidas e o acabamento externo.

Vagcars Italy/Reprodução

Segundo o site indiano, Indian Autos Blog, o SUV ainda pode ganhar um novo pára-choque traseiro, lanternas de led e o nome do veículo escrito em letras maiúsculas na traseira.

Além disso, o volante deve ficar menor; o painel de instrumentos deve ganhar quadro de instrumentos 100% digital; o veículo pode ganhar ainda a interface de navegação e entretenimento MIB 3, tal qual o novo Golf.

Continua após a publicidade

Porém, as mudanças não devem ficar só no visual, o modelo pode herdar também algumas versões de motores do novo Golf, inclusive a variante híbrida GTE, cotada para vir ao Brasil em 2021.

Vale lembrar que um vazamento de dados do hatch médio alemão mostrou que o veículo terá cinco variações. A mais mansa é a diesel com um 2.0 TDI de 200 cv, que promete ser mais eficiente que as demais variantes – menos GTE.

A GTE vem logo em seguida com a segunda geração de seu híbrido plug-in com 244 cv. Ela é seguida de perto pelo GTI com 2.0 TSI de 245 cv e que poderá ter um sistema híbrido leve de 12 volts.

O GTI TCR é uma evolução da versão convencional. Ele mantém o mesmo motor do lendário hot hatch mas recebe alguns ajustes que elevam sua potência para 300 cv.

Mais potente que ele, apenas a versão R que tem 333 cv de potência e tração integral.

Opções não faltam, mas resta saber qual dos trens de força pode equipar a linha 2021 do Tiguan.

No Brasil, o SUV é importado do México apenas na configuração Allspace, com entre-eixos estendido, opção de cinco ou sete lugares e motores 1.4 turbo flex (150 cv) ou 2.0 TSI a gasolina (220 cv).

Continua após a publicidade

Carros usados de R$ 80 mil: veja modelos que podem ser boas compras

Dos carros mais vendidos em março, a maioria está custando mais de R$50 mil. Sem contar que muitos não trazem equipamentos de série atrativos. Às vezes, é mais fácil encontrar uma opção um pouco mais velha, mas que traz um bom espaço interno e itens de conforto.

O Garagem360 preparou um guia com os melhores veículos que custam entre R$60 mil e R$ 80 mil. Nele, você encontrará algumas opções de carros usados (ou seminovos) que podem se tornar boas escolhas na hora de trocar o carro, comparado aos modelos 0km.

PS: os preços são baseados em anúncios do site Webmotors.

Citroën C4 Cactus

Foto: Divulgação/Citroën

Para abrir a lista, um representante francês na categoria dos SUVs. O Citroën C4 Cactus é um modelo que possui um desenho inovador. Sua configuração top de linha Shine traz um motor 1.6 THP Flex de 170 cv. É o motor turbo mais forte da categoria.

Por R$ 75.990, o modelo 2019 vem de série com airbag, ar-condicionado, controle de tração, controle automático de velocidade, bancos de couro, freios ABS, central multimídia, volante multifuncional e entre outros itens.

Fiat Argo

Foto: Divulgação/ Fiat

Lançado em 2017 para substituir o Palio e o Punto, o Fiat Argo pode ser uma opção para quem procura um hatch com um bom espaço interno.

Apesar de ter saído de linha, ainda é possível achar algumas unidades da versão Precision 1.8 (top de linha). Ela conta com um câmbio automático de seis velocidades. Algumas unidades de 2019 estão saindo por R$66.900.

Dentre os equipamentos de série, destacamos a central multimídia e os bancos de couro.

Seu consumo é de 10,1 km/l (gasolina) e 7,1 km/l (etanol) na cidade. Enquanto isso, ele faz 13,2 km/l (gasolina) e 9,5 km/l (etanol) no perímetro urbano,.

Outro SUV que aparece por aqui. A geração anterior do Volkswagen Tiguan pode ser uma opção por trazer algumas vantagens. O motor é o 2.0 TSi de 200 cv. Seu câmbio é o automático de seis marchas. No modelo 2015 (R$ 79.900), você encontra ar-condicionado, bancos de couro, sensor de estacionamento, rodas de liga leve, GPS e teto solar e entre outros itens.

Chevrolet Cruze

Foto: Divulgação/ Chevrolet

Luxo e conforto. A atual geração do Chevrolet Cruze é um carro que se destaca pelo design moderno e linhas mais fluídas. Sem falar em todos os equipamentos tecnológicos, com o sistema multimídia MyLink. Por R$ 75.900, você consegue encontrar unidades da versão LT 1,4 turbo 16v Flex, do ano de 2018.

Ele traz tela multimídia de 7 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay, ar condicionado, vidros e travas elétricas, bancos em couro e volante com regulagem de altura.

Toyota Hilux

Foto: Divulgação/ Toyota

Por fim, um carro para quem quer algo mais robusto e bom para enfrentar estradas de terra. A Toyota Hilux é a picape média mais vendida do Brasil. Por custando R$ 75.000, é possível achar unidades da versão 2.7 SR 4×2 cabine dupla 16v Flex.4P, de 2015.

Ela vem com um câmbio automático de quatro velocidades, freios ABS, ar-condicionado, banco do motorista com regulagem de altura, direção hidráulica e bancos de couro.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*