Sedan usados a Diesel Não blindado

Sedan usados a Diesel Não blindado
Sedan usados a Diesel Não blindado
Sedan usados a Diesel Não blindado

Aço balístico inoxidavel nas espessuras de 1,5, 2,5 e 3mm, dependendo do local e aplicabilidade, tais como: colunas, overlaps nos vidros dianteiro, traseiro e laterais, além de maçanetas e acabamentos superiores e barras das portas, as peças são moldadas e revestidas e se acomodam juntamente as partes originais do veículo, proporcionando um acabamento de excelência tornando imperceptível o trabalho de blindagem.

Manta de aramida aplicada em 80% da área opaca do veículo, o que torna a blindagem muito mais leve, garante através de sua maleabilidade na aplicação uma excelente proteção e acabamento, no entanto a mesma se torna vulnerável em seu contorno (extremidades), o que faz necessário a aplicação do aço balístico nas estruturas já mencionadas. Esse procedimento garante uma blindagem segura e precisa.

Em relação aos vidros, as peças utilizadas pela Blinda Tech são certificadas pelo Exército Brasileiro. Em um trabalho complexo e preciso, o carro é totalmente desmontado e todas as suas peças são inteiramente protegidas.

O serviço da Blinda Tech Tech abrange também itens como sistema de overlap (aplicação de aço balístico acomodado entre as caneletas dos vidros e as portas dos carros), o que impede a penetração de projéteis entre as fissuras, mecanismos de abertura de portas, barras de porta e colunas. Outros itens que integram a blindagem são sirene com comunicador e cinta de proteção nas rodas.

A Blinda Tech utiliza a mais avançada tecnologia existente no mercado mundial de blindagens automotivas. Alguns dos materiais utilizados são os mesmos aplicados em aeronaves militares. A empresa possui a blindagem NIJ III-A, a mais leve do mercado, composta em 80% de sua totalidade por manta de aramida.

Sedan usados a Diesel Não blindado Sedan usados a Diesel Não blindado Sedan usados a Diesel Não blindado
Sedan usados a Diesel Não blindado Sedan usados a Diesel Não blindado Sedan usados a Diesel Não blindado
Ordernar por: ano preço km Comparar

  • 20 Fotos
    • R$ 119.900,00
    • BLINDA TECH
    • Rudge Ramos – São Bernardo do Campo / SP
    • (11) 25944838
  • 13 Fotos
    1. R$ 42.900,00
    2. BLINDA TECH
    3. Rudge Ramos – São Bernardo do Campo / SP
    4. (11) 25944838
  • 8 Fotos
    • R$ 39.900,00
    • BLINDA TECH
    • Rudge Ramos – São Bernardo do Campo / SP
    • (11) 25944838
  • 1 Foto
    1. R$ 24.900,00
    2. BLINDA TECH
    3. Rudge Ramos – São Bernardo do Campo / SP
    4. (11) 25944838
  • 13 Fotos
    • R$ 65.900,00
    • BLINDA TECH
    • Rudge Ramos – São Bernardo do Campo / SP
    • (11) 25944838
  • 18 Fotos
    1. R$ 34.900,00
    2. BLINDA TECH
    3. Rudge Ramos – São Bernardo do Campo / SP
    4. (11) 25944838
  • 14 Fotos
    • R$ 64.900,00
    • BLINDA TECH
    • Rudge Ramos – São Bernardo do Campo / SP
    • (11) 25944838
  • 16 Fotos
    1. R$ 62.900,00
    2. BLINDA TECH
    3. Rudge Ramos – São Bernardo do Campo / SP
    4. (11) 25944838
  • 16 Fotos
    • R$ 69.800,00
    • BLINDA TECH
    • Rudge Ramos – São Bernardo do Campo / SP
    • (11) 25944838
  • 18 Fotos
    1. R$ 649.000,00
    2. BLINDA TECH
    3. Rudge Ramos – São Bernardo do Campo / SP
    4. (11) 25944838
  • 18 Fotos
    • R$ 549.900,00
    • BLINDA TECH
    • Rudge Ramos – São Bernardo do Campo / SP
    • (11) 25944838
  • 15 Fotos
    1. R$ 649.000,00
    2. BLINDA TECH
    3. Rudge Ramos – São Bernardo do Campo / SP
    4. (11) 25944838
  • 16 Fotos
    • R$ 549.900,00
    • BLINDA TECH
    • Rudge Ramos – São Bernardo do Campo / SP
    • (11) 25944838
  • 14 Fotos
    1. R$ 44.900,00
    2. BLINDA TECH
    3. Rudge Ramos – São Bernardo do Campo / SP
    4. (11) 25944838
  • 15 Fotos
    • R$ 49.900,00
    • BLINDA TECH
    • Rudge Ramos – São Bernardo do Campo / SP
    • (11) 25944838

Um blindado por R$ 30 mil? Veja 90 opções no mercado de usados

– Muito depreciado, carro blindado custa mais barato do que o mesmo modelo sem blindagem

Sedan usados a Diesel Não blindado

Processo de blindagem do carro

O Brasil é o país que mais vende carro blindado entre os que não vivem uma guerra declarada. E a procura continua grande; o número de blindadoras continua aumentando: segundo a Abrablin estão em funcionamento no País aproximadamente 70 empresas desse segmento.

A sensação de insegurança faz do blindado opção para boa parte dos usuários. O problema é o preço. A blindagem de um sedã custa entre R$ 45 e 50 mil, já a de um utilitário esportivo fica entre R$ 48 e 53 mil, além do valor do carro. Além disso, a depreciação do blindado é maior do que a de um carro comum: em alguns anos ele pode custar a metade do preço.

Mas se essa depreciação é ruim para quem compra um blindado zero, para quem busca um usado pode ser uma boa oportunidade. É possível encontrar no mercado de usados carros em boas condições a preços bem abaixo do mesmo carro não blindado.

Na hora de comprar um usado blindado, no entanto, você precisa observar alguns detalhes importantes (as condições de blindagem e as garantias), conforme vamos ver mais adiante.

Sedan usados a Diesel Não blindado

Processo de blindagem do carro

A Agência AutoInforme fez um levantamento de carros usados blindados, com preços em torno de R$ 30 mil e encontrou algumas boas surpresas.

O Tracker, da Chevrolet, ano 2008, custa R$ 30,6 mil conforme cotação da Molicar. Esse mesmo carro, sem blindagem, do mesmo ano-modelo, custa mais caro: R$ 34 mil, quer dizer, o carro blindado, que te deixa mais seguro, é mais barato.

  • Outro exemplo é o Airtrek, da Mitsubishi 2006 que custa R$ 30,9 mil blindado e R$ 38 mil sem blindagem.
  • Quem busca um carro pequeno pode comprar o Ford Focus, ano 2008, com câmbio automático, por R$ 30,9 mil, ou um Golf, da Volkswagen, ano 2006, por R$ 30,6 mil.
  • Num segmento um pouco mais acima o mercado oferece um Subaru Impreza 2005 por R$ 29,6 mil ou o PT Cruiser, da Chrysler, 2005, por R$ 30,3 mil.
  • Um sedã Bora blindado 2008 pode ser encontrado por R$ 29,8 mil e um Vectra 2006 por R$ 28,2 mil.

Tem ainda Meriva 2008, Zafira 2005, Ecosport 2006, tudo nessa faixa de preço. Todos os carros citados têm blindagem N3.

Leia também:  Carros Ford Ka em São Paulo com final da placa 7,8 Não blindado

Sedan usados a Diesel Não blindado

Processo de blindagem do carro

  1. Cuidados ao comprar
  2. Na hora de comprar um blindado é necessário tomar alguns cuidados, o primeiro é conhecer a marca da blindagem, para ter certeza que a blindadora ainda está em funcionamento.
  3. José Eduardo Cortez, diretor comercial da GR Blindados, explica qual o procedimento que o comprador deve tomar:
  4. “Compareça até a blindadora e solicite uma vistoria completa, para garantir que todo o veículo foi e continua blindado, pois em alguns casos, o carro pode ter sido batido, peças trocadas por outras não blindadas, como uma das portas, por exemplo, o que deixaria o usuário sem proteção”.
  5. José Eduardo Cortez explica que o aço aplicado nas travessas e colunas do carro não perdem a blindagem com o tempo, já a manta usada nas portas e no teto, pode ser danificada em caso de enchentes e batidas e não pode ser reaproveitada, o que acaba acontecendo em algumas mecânicas que não são especializadas e com isso o motorista pode ser atingido pela bala.
  6. No caso dos vidros blindados, eles são formados por várias camadas e a única forma dele perder a garantia é se uma das placas se mover e criar bolhas.
  7. A GR Blindados oferece um livro com cerca de 30 fotos do serviço aos seus clientes, indicando todo o processo de blindagem feito no carro, uma garantia de que o serviço foi feito.
  8. Manutenção
  9. A manutenção do carro blindado deve ser feita sempre que faltar 10 mil quilômetros para a revisão, isto é, se a revisão normal seria feita aos 50 mil km, o carro blindado deve ir para a oficina aos 40 mil km.

As principais peças prejudicadas pela blindagem são os sistemas de freios e suspensão, que trabalham muito mais por causa do aumento do peso do carro. Num sedã médio a blindagem aumenta o peso total do carro em 200 kg.

Escolha o seu blindado usado

MARCA / MODELO ANO VALOR R$
.VECTRA SEDAN  ELEGANCE 2.0 8v . 2007 29.730
.VECTRA SEDAN  ELEGANCE 2.0 8v . 2006 28.246
 ASTRA HATCH (F.P)  ELEGANCE 2.0 8v . 2009 29.255
 ASTRA SEDAN (F.P)  ELEGANCE 2.0 8v . 2008 29.351
 ASTRA SEDAN (F.P)  ELEGANCE 2.0 8v . 2007 28.130
 ASTRA SEDAN   ADVANTAGE 2.0 8v () (Aut.) . 2008 29.100
 MERIVA ()  PREMIUM 1.8 8v . 2008 28.600
 MERIVA ()  PREMIUM 1.8 8v (Easytronic) . 2008 29.100
 OMEGA SEDAN  CD 3.6 SFI V-6 (AT) . 2005 30.700
 TRACKER 4X4  2.0 16V . 2008 30.600
 VECTRA SD (F.P)  ELITE 2.4 16v . 2006 29.377
 VECTRA SD (F.P)  ELITE 2.4 16v . 2005 28.576
 ZAFIRA   ELITE 2.0 8v (Aut.) () . 2005 30.862
 ZAFIRA ()  ELEGANCE 2.0 8v . 2007 29.600
 ZAFIRA ()  ELITE 2.0 8v . 2006 30.140
 ZAFIRA ()  ELITE 2.0 8v . 2005 29.020
 PT CRUISER TOURING  LIMITED 2.4 16v . 2005 30.326
 C3   EXCLUSIVE 1.6 16v . 2009 29.600
 C3   XTR 1.6 16v . 2008 29.044
 C4 PALLAS    EXCLUSIVE 2.0 16v . 2008 30.652
 XSARA PICASSO  EXCLUSIVE 2.0 16v (138cv) . 2009 28.498
 XSARA PICASSO  EXCLUSIVE 2.0 16v (Aut.) . 2009 29.700
 DOBLO ADVENTURE   1.8 8V . 5P 2006 30.362
 DOBLO   ELX 1.8 8V . 5P  (BLIDADON3) 2007 29.700
 DOBLO   HLX 1.8 8V . 5P 2007 30.900
 DOBLO   HLX 1.8 8V . 5P 2006 29.046
 LINEA (Dualogic)    ABSOLUTE 1.9 16v . 2008 30.738
 LINEA    HLX 1.9 16v . 2009 28.400
 LINEA    LX 1.9 16v . 2010 29.700
 PALIO ADVENTURE   LOCKER 1.8 8v . 2008 30.174
 PUNTO   HLX 1.8 8v . 2010 30.600
 PUNTO   HLX 1.8 8v . 2009 29.100
 PUNTO   SPORTING 1.8 8v . 2007 29.140
 SIENA  (NOVASERIE)  HLX 1.8 8V . 2010 29.200
 STILO   ABARTH 2.4 20v . 2005 30.834
 STILO    1.8 8v . 2010 29.800
 STILO    SPORTING 1.8 8v . 2007 30.174
 STRADA C.ESTEND   ADVENTURE LOCKER 1.8 8v . 2p 2008 30.118
 ECOSPORT   4WD 2.0 16v . 2006 30.101
 ECOSPORT   4WD 2.0 16v . 2005 28.268
 ECOSPORT   XLT 2.0 16v . 2006 30.425
 FIESTA SD (Kinet)   1.6 8v . 2010 28.808
 FOCUS HATCH  GHIA 2.0 16v (Aut.147cv) . 2008 30.900
 FOCUS SEDAN   GHIA 2.0 16v (Aut.147cv) . 2007 28.300
 KA   1.6 8v . 2p 2010 29.680
HONDA ACCORD SEDAN  EX-AT 3.0 V-6 24v . 2005 29.600
HONDA ACCORD SEDAN  LX-AT 2.0 16v . 2005 30.645
HONDA FIT  LXL-MT 1.4 8v . 2008 28.600
KIA MAGENTIS  SEDAN EX-AT 2.0 16v . 2008 30.400
KIA MAGENTIS  SEDAN EX-AT 2.0 16v . 2007 28.200
 AIRTREK 4X4-AT  2.4 16v . 2006 30.900
 AIRTREK 4X4-AT  2.4 16v . 2005 29.238
 GRANDIS  2.4 16v (Aut.) . 2005 30.000
 SENTRA  S 2.0 16V-CVT . 2008 29.884
 SENTRA  S 2.0 16V-CVT . 2007 28.090
 TIIDA HATCH    SL 1.8 16v-MT . 2008 30.080
 307 HATCH   FELINE 2.0 16v  (Aut.) . 2009 30.600
 307 HATCH   FELINE 2.0 16v  (Aut.) . 2008 29.682
 307 SEDAN   FELINE 2.0 16v  (Aut.) . 2008 30.652
 LOGAN  PRIVILEGE 1.6 16v (Hi-Flex) . 2008 29.270
 MEGANE GRAND TOUR  DYNAMIQUE 2.0 16v (Aut.) . 2008 28.200
 MEGANE SEDAN  DYNAMIQUE 2.0 16v (Aut.) . 2008 28.700
 MEGANE SEDAN  DYNAMIQUE 2.0 16v (Aut.) . 2007 28.200
SUBARU IMPREZA HB  R 4X4-MT 2.0 16v . 2008 29.656
SUBARU IMPREZA HB  R 4X4-MT 2.0 16v . 2007 28.056
. FOX (G2) (TotalFlex)   PRIME 1.6 8v . 2010 30.800
. FOX (G2) (TotalFlex)   PRIME 1.6 8v . 2009 28.952
. SAV.C.EST (G5/NF)  TROOPER 1.6 8v (TotalFlex) . 2p 2010 30.250
. SAV.C.EST (G5/NF)  TROOPER 1.6 8v (TotalFlex) . 2p 2009 28.435
CROSSFOX    1.6 8v . 2006 30.496
CROSSFOX    1.6 8v . 2005 28.804
SPACEFOX    1.6 8v (Comfortline) . 2009 30.307
SPACEFOX    1.6 8v (Comfortline) . 2008 28.762
VOYAGE (G5/NF) (T.F)  COMFORTLINE 1.6 8v . 2010 29.200
VOYAGE (G5/NF) (T.F)  COMFORTLINE 1.6 8v . 2009 28.300
 BORA  2.0Mi . 2008 29.800
 BORA   2.0 (TotalFlex) . 2008 30.766
 GOLF  2.0Mi 2006 30.680
 GOLF  2.0Mi . 2005 28.342
 GOLF  2.0Mi (Aut.) . 2006 30.680
 GOLF  2.0Mi (Aut.) . 2005 28.342
 GOLF  2.0Mi (Comfortline) . 2006 30.160
 GOLF (TotalFlex)  1.6 8v .. 2007 30.000
 GOLF (TotalFlex)  1.6 8v .. 2006 28.356
 PARATI (G4)  TRACK&FIELD 1.8 8v (TotalFlex) . 2007 30.904
 PARATI (G4)  TRACK&FIELD 1.8 8v (TotalFlex) . 2006 28.995
 POLO SEDAN  2.0 8v (Comfortline) . 2008 30.888
 POLO SEDAN  2.0 8v (Comfortline) . 2007 29.190
 POLO SEDAN   COMFORTLINE 1.6 8v (TotalFlex) . 2009 30.600
 POLO SEDAN   COMFORTLINE 1.6 8v (TotalFlex) . 2008 29.300
Leia também:  Carros usados em São Paulo Quilometragem Até 88,000 km

Fotos: GR Blindados

12 carros usados (e acessíveis) que fazem você parecer mais rico

O tempo não tirou o brilho que essas estrelas tinham quando foram lançadas. Mas o passar dos anos dificultou ainda mais a já complicada tarefa de mantê-los vivos. Quem se aventura, porém, não passa dificuldade ao impressionar no primeiro encontro, e ainda garante as melhores vagas no estacionamento do restaurante concorrido.

Essa lista é gigantesca e, claro, várias outras opções ficaram de fora. Aqui paramos em doze. Mas fique à vontade para sugerir outros. Os preços pesquisados são os da tabela FIPE, com última atualização em janeiro de 2019.

1 de 12
Audi A4 2014 (Foto: Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

Audi A4 2014 (Foto: Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

Audi A4A semelhança visual dos Audi, entre modelos distintos, e até entre as gerações, ajudam esses alemães a preservar a juventude de estilo. O A4 2.

0 2014, de terceira geração, é bem parecido com o da quarta. E conta com um interior moderno, que mescla tons pretos e detalhes prateados com brilho acetinado.

Debaixo do capô, um motor de 183 cavalos e transmissão automática Multitronic. Na tabela FIPE, R$ 73.444.

2 de 12
Hyundai Azera 2015 (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Hyundai Azera 2015 (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Hyundai AzeraEsqueça a primeira geração. Ainda que tenha suas qualidades, já está ultrapassada, embora seja a mais notória e também a que mais vendeu.

A segunda fez sucesso em clipes musicais brasileiros que costumam ostentar a significância social de ter um “carrão”. No caso desse sedã sul-coreano, R$ R$ 76.766 são suficientes para levar um para casa, ano-modelo 2014. Mas negocie: um 2015, tem preço tabelado a R$ 86.345.

Além do visual, você ostentará um belíssimo 3.0 V6 – a primeira geração trazia um 3.3 V6 (o Azera GLS).

3 de 12
Chevrolet Camaro – o legítimo Bumblebee (Foto: Chevrolet) — Foto: Auto Esporte

Chevrolet Camaro – o legítimo Bumblebee (Foto: Chevrolet) — Foto: Auto Esporte

Chevrolet Camaro SS 2010Para chamar de “acessível” um usado de R$ 113.

991 (segundo tabela FIPE em janeiro de 2019) é preciso forçar a barra, pois nenhum preço de seis dígitos em um automóvel é viável para a maioria das pessoas.

Porém, um muscle cars desses com quase dez anos nas costas tirou cerca de 65% do valor equivalente ao novo, mas a perda não atingiu a emoção de ter um motor V8 6,2 litro. O Camaro de última geração parte de R$ 315.000.

Sedan usados a Diesel Não blindado 4 de 12
Porsche Cayenne 2003 – encara? (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Porsche Cayenne 2003 – encara? (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Porsche CayenneO SUV que salvou a empresa da falência vendeu tanto ao redor do mundo que é relativamente fácil encontra-lo no mercado de usados, inclusive no Brasil. Enquanto um Cayenne Turbo 2019 passa dos R$ 700 mil na concessionária, um Cayenne S ou Turbo, ano 2003, com motor 4.5 V8, está tabelado em R$ 79.509.

Mas uma rápida busca traz resultados que partem de R$ 69.900. Já um Cayenne S 3.6 biturbo 2015 (de 420 cv), encosta nos R$ 320.000. Ainda assim, metade do preço de um novo. O problema? Enfrentar a manutenção que, ao contrário do preço do carro, não depreciou. Aqui na Autoesporte já tivemos relatos de leitores que receberam orçamentos de R$ 100.

000 para substituição de transmissão.

5 de 12
Mercedes-Benz CLS facelift (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Mercedes-Benz CLS facelift (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Mercedes-Benz CLSO cupê de quatro portas alemão inaugurou um segmento e estimulou outras marcas a criar rivais, como o VW Passat CC. Tudo começou em 2004, com a estreia do modelo.

De lá para cá, foram apenas três gerações. Ou seja, poucas mudanças. Deixe de lado a primeira geração (2004 a 2010). O CLS 350 CGI 2012 tem motor 3.5 de 306 cv e sai a R$ 132.385.

Em pesquisa em sites de compra e venda, encontramos opções a R$ 120.000.

6 de 12
Jeep Grand Cherokee 2014 (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Jeep Grand Cherokee 2014 (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Jeep Grand CherokeeConsidere a versão Limited 3.6 4×4 V6 2014, por sugeridos R$ 131.924. A importação do SUV foi irregular, então não é possível encontrar todos os anos-modelos entre 2012 e 2018.

Ainda assim, é uma oportunidade de andar em um modelo relativamente confiável e com até cinco anos de uso.

É preciso pesquisar para encontrar modelos com manutenção em dia e que não tenham sido blindados – a não ser que você justamente queira um com proteção balística.

7 de 12
Toyota Hilux (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Toyota Hilux (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Sedan usados a Diesel Não blindado

Toyota HiluxÀ venda no Brasil desde os anos 90, a oferta de picapes é gigantesca, bem como a quantidade de versões. Inicialmente importada do Japão, passou a vir da Argentina.

Uma opção com bom custo-benefício é a versão CD D4 4×4 2012. Traduzindo as siglas: cabine dupla, turbodiesel, com motor 2,5-litros.

Leia também:  Carros 2020 com Volante com regulagem de altura com final da placa 9,0 Não blindado

Nesse ano-modelo, você leva para casa a mais completa e última daquela geração (2005 a 2012).

8 de 12
Sem colar, sabe a diferença entre o Cooper 2009 e o 2014? O da foto é 2014 (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Sem colar, sabe a diferença entre o Cooper 2009 e o 2014? O da foto é 2014 (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Mini CooperQuase esportivo de nicho, o Mini Cooper S 1.6 2009 automático chega aos dez anos e perdeu bastante valor. Sai a R$ 49.431, mas é fácil encontrar preços ainda mais baixos. O Cooper One, configuração de entrada, é básica demais e a desvalorização acentuada do modelo justifica a migração para modelos mais equipados.

9 de 12
Mitsubishi Outlander (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Mitsubishi Outlander (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Mitsubishi OutlanderOs SUV da marca têm clientes fiéis (e até fãs). Nem todos os modelos são equipados ou bem-acabados como versões equivalentes da concorrência, mas ainda assim preservam seu valor e preferência.

Um Outlander 2012 com motor 2.0 sai a R$ 49.403. Por ser um carro de baixo volume, e por mudar pouco ao longo dos anos, passa por novidade.

Aliás, há quem afirme que a notória dianteira chamada de “jet fighter” é até mais bonita que a geração atual.

10 de 12
Hyundai Santa Fe (Foto: Hyundai) — Foto: Auto Esporte

Hyundai Santa Fe (Foto: Hyundai) — Foto: Auto Esporte

Hyundai Santa FeO SUV é muito bem equipado e chegou ao Brasil numa fase de ouro da importadora – a Caoa. Tanto o Santa Fe quanto a opção maior, o Veracruz, marcaram a década de 2000.

Hoje, um Santa Fe GLS 2.7 V6 2009, dotado de transmissão automática do tipo Tiptronic, e tração nas quatro rodas, V6 4x4TipTronic, sai a R$ 39.324.

É uma bela pedida por um carro relativamente fácil de encontrar em bom estado.

11 de 12
BMW Série 3 E46 (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

BMW Série 3 E46 (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

BMW Série 3Vamos deixar para lá o lado emocional, ok? Nada de lembrar que o Série 3 de quarta geração, o E46, foi a estrela do jogo Need for Speed Most Wanted, ProStreet, Undercover, World, Shift, Unleashed… Enfim.

Deu para entender a importância do Série 3 para toda uma geração. E agora você pode realizar o sonho de ter um BMW só seu por “apenas” R$ 38.604, se optar pela versão 330i Motorsport 2002, com motor 3.0.

Cuidar depois? Um problema de cada vez.

12 de 12
Volvo XC60 Drive-E (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Volvo XC60 Drive-E (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Volvo XC60A primeira geração do SUV sueco foi comercializada entre 2009 e 2017, mas os Volvo do final dos anos 2000 sofreram consideravelmente com desvalorização.

Boa notícia para os clientes que vêm nos seminovos uma grande oportunidade de bons negócios: um XC60 3.0 AWD 2012 está na FIPE por R$ 83.967.

A manutenção não é barata, mas trata-se de um carro durável, confortável e, principalmente, muito seguro.

Blindados: melhores modelos

Há carros que são mais fáceis de blindar que outros. Isso ocorre por várias razões, como menor tendência à torção, sistema eletrônico sem grande complexidade, vãos livres de maior dimensão etc. Quanto mais recursos tecnológicos ele tiver, maior será o trabalho da blindadora. – e maior terá de ser o cuidado para que não aconteçam problemas.

Não são raros os casos em que a rede CAN (que transmite os dados entre a central e os vários módulos) acaba danificada pela blindagem. Com o tempo, surgem panes difíceis de ser rastreadas, por causa da interrupção dessas linhas, geralmente fruto do descuido de quem faz o serviço, aliado à complexidade do modelo.

Mas uma das principais restrições à blindagem é motorização. Carro 1.0 ou com motor pouco potente numa carroceria grande não apresenta desempenho suficiente para lidar com o aumento de peso e a eventual necessidade de fuga de um assalto.

Outro problema é o teto solar. Quanto maior, mais caro e mais complexo é o serviço, pois o vidro precisará ser blindado. Como ele é muito mais pesado que o original, a estabilidade do veículo ficará prejudicada, pois o excesso de peso numa área alta eleva demais o centro de gravidade. Essa dificuldade se acentua nos carros com teto panorâmico, como o Land Rover Evoque.

Falando nele, é consenso entre as empresas que o veículo mais adequado é o utilitário esportivo. Mais alto e robusto, o SUV suporta bem a blindagem e encara melhor uma colisão que se mostre necessária para escapar de uma situação de risco.

Modelos com câmbio manual não têm restrições técnicas, mas vão virar mico, já que nesse segmento quase todos os carros são automáticos: além de mais confortáveis, eles reduzem a possibilidade de o motorista deixar o motor morrer numa emergência. Uma versão sem ar-condicionado, então, nem pensar, pois os vidros estarão fechados o tempo todo.

Continua após a publicidade

  • No mercado, os preferidos são Toyota Corolla (barato, fácil de blindar, é simples e robusto e tem ótima liquidez na revenda), Honda Civic (é como o Corolla, mas com liquidez e porta-malas menores), VW Tiguan (não é um SUV luxuoso muito caro, motor de 211 cv, alta liquidez), Hyundai Tucson (barato e discreto, apesar do motor fraco) e Evoque (preferido no alto luxo, motor de 240 cv e câmbio de nove marchas).
  • Veja também:
  • Blindados: como nascem
  • Blindados: níveis de proteção
  • Blindados: modelos usados
  • Blindados: como dirigir

Continua após a publicidade

  • blindados
  • geral
  • quatro rodas
  • quatrorodas

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*