Hatch usados 2018 com Ar condicionado

  • 22 de Abril de 2015
  •   23 Comentários

Hatch usados 2018 com Ar condicionadoNos dias de hoje, com o calor que tem feito e o trânsito sempre lento nas grandes cidades, quem tem carro sem ar-condicionado sabe a falta que o equipamento faz. Ele deixou de ser um item de luxo, e se tornou essencial para o bem-estar do motorista e dos passageiros. E com certeza, quem adquiriu um automóvel sem ar-condicionado, já se perguntou se é possível e se vale a pena instalar o equipamento.

É possível sim, mas se vale mesmo a pena vai depender de vários fatores importantes. Alguns técnicos afirmam que a vantagem da instalação posterior é o preço, pois sai mais em conta do que comprar um veículo já com o item de série incluso. Porém, existem desvantagens as quais o veículo é submetido.

  • Desvantagens de instalar ar-condicionado posteriormente
    -Perda da originalidade;
    -Diminuição da potência;
  • -O carro fica em torno de 60kg mais pesado.

Não existem grandes problemas técnicos em fazer a instalação posterior, mas ao comprar o kit fora da rede de concessionárias, é provável que se perca a garantia de fábrica. Pois algumas concessionárias como a Volkswagen, Fiat, Chevrolet e Ford, não instalam ar-condicionado em veículos seminovos ou usados.

  1. Mas mesmo com essas constatações de profissionais técnicos, o mercado paralelo, que oferece instalação de ar-condicionado com preços muito acessíveis, vem crescendo.
  2. Leia também: Seis mitos e verdade sobre ar-condicionado automotivo
  3. Saiba a média de valores e tipos de instalação de ar-condicionado automotivo

Média de valores de ar-condicionado (instalado):
Carros populares: R$ 2.800 a R$ 3.800

Carros especiais: R$ 4.200 a R$ 5.000

  • Média de valores de filtro do A/C:
    Carros populares: R$ 30
  • Carros especiais: R$ 60

Observação! Quanto mais espaço o veículo possui sob o capô, mais fácil é a instalação do ar-condicionado e mais barato será todo o trabalho.

Tipos de instalação

Kit do fabricante: É o mais caro. Todos os componentes são originais.

Kit paralelo, aprovado pelo fabricante: Feitos especialmente para diversos modelos de carros, usam partes semelhantes ou até mesmo originais. Componentes de boa qualidade.

Gambiarra: Pode ser boa ou ruim. São adaptações feitas com componentes que não são originais ou semelhantes, mas podem ficar perfeitas dependendo do profissional e das condições do veículo. Quanto mais caro, melhor.

Sistema de segunda mão: Kit usados podem valer a pena se o carro for muito usado e o proprietário achar que não vale a pena investir muito nele. Pesquisando bem na internet é possível economizar bastante.

Leia também: Ar-condicionado automotivo e o consumo de combustível

Redação do Portal WebArCondicionado.

Quais são os 5 carros mais baratos do Brasil

1) Chery QQ Smile R$ 28.740

2 de 6
Chery QQ (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Chery QQ (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

O carro mais barato do Brasil é o Chery QQ na versão Smile. Só há uma opção de motorização: um 1.0 três cilindros flex que rende até 75 cv e câmbio manual de 5 velocidades. O hatch é vendido em três versões que vão de R$ 28.340 a R$ 34.140.

Mesmo sendo leve, o QQ tem apenas 940 kg, o consumo não é uma maravilha.

De acordo com o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro, o pequeno faz 8,9 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada com etanol. Com gasolina, o hatch faz 12,9 km/l e 14,4 km/l, respectivamente.

Se você precisa de espaço, o QQ vai te deixar na mão: o porta-malas tem apenas 160 litros, de acordo com a própria fabricante.

Para que você tenha uma noção do preço do seguro, Autoesporte cotou o Chery em três empresas: Porto Seguro, Azul Seguros e Sul América. Como base, usamos o perfil de um homem casado, 35 anos, morador da zona sul de São Paulo, com cinco anos de CNH e sem bônus. A Azul Seguros e a Sul América não aceitaram segurar o modelo. A Porto Seguro cobrou R$ 2.783.

Outro gasto que já pode ser planejado: as revisões. Até 60 mil quilômetros, o valor cobrado pelas concessionárias é de R$ 2.628.

Esqueça o ar-condicionado na versão de entrada. Apesar disso, o carro mais barato do Brasil vem equipado com vidros elétricos dianteiros, rádio AM/FM com entrada USB, regulagem de altura dos faróis e abertura interna do porta-malas. A garantia é de 3 anos.

Apenas os QQ mais completos trazem ar-condicionado e direção hidráulica, de série nas versões Look (R$ 33.040) e Act (R$ 34.540). O top traz ainda acionamento elétrico dos retrovisores e vidros traseiros e sensor de estacionamento.

2) Renault Kwid Life R$ 32.490

3 de 6
Renault Kwid (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Renault Kwid (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Lançado em julho de 2017, o Renault Kwid passou por uma série de aumentos de preços e perdeu o posto de carro mais barato do Brasil. O hatch possui três versões Life, Zen e Intense, que vão de R$ 32.490 até R$ 41.990. O motor é sempre o 1.0 flex de 3 cilindros, que tem até 70 cv e 9,8 kgfm com o câmbio manual de 5 velocidades.

Quando o assunto é consumo de combustível, o Kwid tem boas médias com etanol e gasolina. De acordo com o Inmetro, o modelo faz 10,3 km/l na cidade e 10,8 km/l na estrada com etanol.

Leia também:  Hatch Chevrolet usados com Entrada usb

Com gasolina, as médias vão para 14,9 km/l no trecho rodoviário e 15,6 km/l no trecho rodoviário. O espaço do porta-malas também agrada para a categoria: são 290 litros.

Apesar do bom tamanho e de a tampa ser leve, o acesso é dificultado pelo formato do carro: a abertura não é tão larga quanto poderia ser.

Para ter uma noção de quanto as seguradoras cobram pelo Kwid, fizemos três cotações. A Porto Seguros cobra R$ 2.538, a Azul Seguros R$ 1.855 e a Sul América R$ 1.322. As três primeiras revisões possuem um bom preço: até 60 mil km custam R$ 2.336.

O Renault Kwid de entrada vem de fábrica com Isofix, aquele sistema de fixação de cadeirinha infantil, airbags laterais e pré-disposição para o rádio. Não tem ar, trio elétrico e computador de bordo. A versão Zen é a que tem melhor custo-benefício: acrescenta ar, rádio com USB e bluetooth. A garantia é de 3 anos.

Hatch usados 2018 com Ar condicionado

3) Fiat Mobi Easy R$ 32.590

Avaliação do Etios: manutenção, revenda e consumo

  • O Etios oferece um ótimo conjunto mecânico, mesmo no motor com menor cilindrada.
  • O design do carro não chega a ser impressionante, mas as linhas externas harmonizam entre si, tanto no hatch quanto no sedã.
  • Seu câmbio manual de cinco marchas oferece engates que compensam e deixam a dirigibilidade mais prazerosa.

A suspensão é ajustada sob medida, sendo um dos pontos positivos do carro.

O espaço interno do Etios é surpreendente.

O condutor encontra posição perfeita para dirigir sem muita dificuldade.

O Etios é o primeiro modelo compacto da marca japonesa no mercado brasileiro.

No Brasil, foi lançado em setembro de 2012. Atualmente fabricado na planta da Toyota em Sorocaba – SP, o Etios foi criado para servir países emergentes, como Índia e Brasil, e gerar volume de venda para a fabricante.

No modelo 2015, ele recebeu uma pequena repaginada no painel.

Etios Versão 2016

  1. Em 2016, o novo modelo do Etios trouxe uma nova central multimídia, com tela de sete polegadas sensível ao toque, entradas para cabo HDMI, cartão SD, USB e conexão Bluetooth, além de contar com o sistema Mirror Link, que permite fazer o espelhamento da tela do smartphone na central multimídia.

  2. Os itens são oferecidos nas configurações mais caras do Etios Hatch e do Etios Sedã e é de série no Etios Cross, a versão “aventureira”.
  3. Na versão hatch, o Etios mede 3,7 m de comprimento, 1,7 m de largura, 1,5 m de altura e 2,5 m de entre-eixos.

No bagageiro, ele carrega 270 litros.

O hatch é oferecido em cinco versões, incluindo a Cross, que exibe visual com apelo mais aventureiro, que se diferencia pela grade frontal estilo quebra-mato, pelo para-choque mais largo, pelos faróis com máscara negra, pelos retrovisores com luzes de seta integradas, pelas rodas de liga leve com acabamento preto e pelas barras no teto – que levam até 50 kg de carga.

Os motores são 1.3 (única para o hatch) e 1.5 (opção para o sedã e a única do Cross), ambos flex.

O primeiro desenvolve 90 cavalos (com etanol) e tem 12,8 kgfm de torque a 3.100 rotações por minuto. O 1.5 tem 96,5 cv e 13,9 kgfm de torque a 3.100 rpm.

Ambos são combinados com transmissão manual de 5 marchas.

Ficha técnica doToyota Etios

• Motor 1.3 – 90 cv (etanol) e 84 (gasolina)• Motor 1.5 – 96,5 cv (etanol) e 92 cv (gasolina)• Comprimento – 3777 mm (hatch) 4265 mm (sedan)• Largura – 1695 mm• Altura – 1510 mm• Capacidade do porta-malas – 270 litros (hatch) e 562 litros (sedan)

• Capacidade do tanque de combustível – 45 litros

Itens de série doToyota Etios

• Airbags 2.• Porta traseira abertura vertical.• Portas motorista, atrás do motorista, passageiro, atrás do passageiro e abertura à frente.• Consumo de combustível secundário: 12,5 e 13,0.• Distribuição eletrônica de frenagem EBD.• Estepe em ferro e normal.

• Rodas dianteiras e traseiras em ferro 14 com 5,0pol de largura.• Vidros elétricos na dianteira com acionamento em um só toque, vidros elétricos na traseira.• Limpador do para-brisa com intermitência fixa.• Vidros verdes.• Vidro traseiro fixo com antiembaçante e limpadores do para-brisa com ciclo constante.

• Retrovisores das portas do motorista e passageiro com ajuste elétrico na pintado.• Retrovisor interno.• Ar condicionado.• Transmissão manual com cinco velocidades no assoalho, C550 e manual.

• Suspensão tipo McPherson e dianteira com barra estabilizadora, roda tipo independente e molas helicoidais, suspensão tipo eixo de torção e traseira com roda tipo semi-independente e molas helicoidais.

• Direção Assistida proporcional à velocidade e tipo.

• Volante de direção com ajuste de altura.• Banco traseiro com capacidade para três lugares, encosto em uma peça, com assento inteiriço e voltado para frente.• Bancos dianteiros individuais, sem ajustes para motorista, manual, bancos dianteiros individuais, sem ajustes para passageiro, manual.

• Revestimento dos bancos em tecido.• Cintos de segurança traseiros no assento do motorista, assento do passageiro, cintos de segurança traseiros tipo abdominal no assento central estático.• Cintos de segurança no assento do motorista e do passageiro com pré-tensionador.• Com ajuste na altura nos bancos dianteiros.

Leia também:  Hatch usados Quilometragem Até 38,983 km

• Airbag dianteiro para motorista e passageiro.• Pintura metálica.• Alarme.• Travamento central remoto.• Cobertura do porta-malas rígida.• Pneus: dianteiros, traseiros, 175 x 65 T e 82.• Faróis de superfície complexa e lâmpada halógena.

• Acabamento de luxo com imitação de alumínio na alavanca de câmbio e piano preto no painel nenhum.

• Conta-giros.

• Um hodômetro parcial.• Painel instrumentos.• Tração dianteira.• Capacidade de carga: banco traseiro normal – até altura dos vidros (litros): 270 e medida do fabricante.• Espelho de cortesia para motorista e passageiro.

• Imobilizador.• Para-choques na pintado, dianteiros e traseiros.• ABS.• Dois freios à disco com dois discos ventilados.• Aerofólio na cor do veículo e no teto.• Tomada com saída 12v dianteira.• 5 assentos com configuração 2+3.

• Carroceria com cinco portas tipo hatchback entre eixos curto.

O Toyota Etios possui motor 1.3 na versão de entrada, capaz de render 90 cv quando abastecido com etanol e 84 cv com gasolina. Já as demais configurações trazem o propulsor 1.5 flex de 96 cv com etanol e 92 cv com gasolina.

O câmbio é sempre manual de cinco marchas. Conforme avaliação do Inmetro, as médias de consumo de combustível do Toyota Etios, rodando na cidade e na estrada, são:• Motor 1.

3 – 8,7 Km/l com álcool e 12,7 Km/l com gasolina (média entre cidade e estrada).

• Motor 1.5 – 8,9 Km/l com álcool e 12,9 Km/l com gasolina (média entre cidade e estrada).

Etios 1.5 é o mais econômico.

  • O Toyota Etios também está muito bem posicionado quando se trata de manutenção.
  • O modelo Etios sedã apresentou o menor custo sugerido de manutenção mecânica, de acordo com o Índice de Manutenção Veicular (IMV) do CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e segurança Viária).
  • Em uma avaliação com outros 45 veículos, o Etios sedã conquistou o primeiro lugar em um empate múltiplo e é considerado o veículo que, atualmente, possui a manutenção mais barata do mercado

A versão Etios hatch 1.5 também participou da avaliação e ficou em segundo, com um dos menores custos de manutenção. 

Atualmente vendido no mercado brasileiro nas versões X 1.3, XS 1.5, XLS 1.5, sedan X 1.5, sedan XS 1.5, sedan XLS 1.5, sedan Platinum 1.5 e Cross 1.5, o modelo tem preço básico de R$ 41.890 na versão de entrada e, R$ 56.490 na versão mais completa top de linha.

Gostou do artigo? Continue com a gente e confira as melhores ofertas em todo o Brasil do Toyota Etios.

Melhor Compra 2019: hatches usados a partir de R$ 14.000

Todos os anos, QUATRO RODAS seleciona as melhores compras de cada segmento para você levar para casa o carro ideal. É o Melhor Compra.

A seguir, os melhores hatches usados do Brasil. Eles estão separados em categorias: até R$ 15.000; até R$ 20.000; até R$ 25.000; até R$ 30.000; acima de R$ 30.000. Consideramos custos de peças, seguro e revisões:

Hatches até R$ 15.000

1 – Peugeot 207 1.4 XR 2010 – R$ 14.000

Ele já está fora de linha, mas tem de longe o melhor custo/benefício do trio: é o mais equipado e barato e tem ótimo acabamento. Seu  1.4 de 82 cv dá conta do recado. As peças não são baratas nas autorizadas, mas podem ser encontradas no mercado paralelo.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 5,52 % 
  • Seguro – R$ 1.209
  • Liquidez – 7
  • Custo de manutenção – 6 
  • Imagem – 6
  • Prazer de dirigir6

2 – Citroën C3 GLX/Exclusive 2010 – R$ 15.000

O C3 nasceu completo desde a versão básica, a GLX: ar, direção e vidro elétrico nas quatro portas, além do acabamento superior. O 2010 é o último ano com este design. O motor 1.4 é ágil e econômico e o 1.6 tem bom desempenho, mas cheque a correia dentada.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 9,76%  
  • Seguro – R$ 1.267
  • Liquidez – 8
  • Custo de manutenção – 7 
  • Imagem – 7
  • Prazer de dirigir 6

3 – Ford Fiesta 1.0 2010 completo – R$ 15.000

Destaque para o motor RoCam (73 cv), com muito torque em baixo giro. O porta-malas tem só 305 litros, mas o banco é rebatível. Olho vivo na caixa de direção, que costuma bater mesmo em carros bem conservados, principalmente com direção hidráulica.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 9,05% 
  • Seguro – R$ 1.055
  • Liquidez – 8
  • Custo de manutenção – 7 
  • Imagem – 5
  • Prazer de dirigir 6

Hatches até R$ 19.900

1 – Renault Clio 1.0 Expression 2015 completo – R$ 19.900

Vence por  ser o mais novo do trio, sem ser o mais caro, além do ótimo custo/benefício. Tem indicador de troca de marcha, para ajudar na economia. Mesmo bebendo pouco, seu 1.0 16V de 70 cv não deixa o Clio manco. Atenção à correia dentada.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 7,63% 
  • Seguro – R$ 1.098
  • Liquidez – 8
  • Custo de manutenção – 8 
  • Imagem – 5
  • Prazer de dirigir 6

2 – Fiat Uno Vivace 2013 – R$ 19.000

Neste ano o Vivace ainda traz o para-choque sem pintura, que só viria no 2013. É um carrinho ágil e econômico, além de ser barato de manter. O motor 1.0 de 73 cv e 9,9 mkgf também é robusto, por isso é um dos preferidos de locadoras e frotistas.

Leia também:  N/d Volkswagen em São Paulo a Gasolina

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 7,05% 
  • Seguro – R$ 1.289
  • Liquidez – 8
  • Custo de manutenção – 8 
  • Imagem – 5
  • Prazer de dirigir 6

3 – Renault Sandero Expression 1.0 16V 2012 – R$ 20.000

O preço é da versão completa, com ar, direção e trio elétrico. É o mais velho do grupo, porém é o mais espaçoso e tem o maior porta-malas (320 litros) e motor 1.0 16V de 80 cv. É o primeiro ano com o novo design. Aprenda: o estepe sob o carro é alvo de ladrões.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 10,87% 
  • Seguro – R$ 1.205
  • Liquidez – 8
  • Custo de manutenção – 8 
  • Imagem – 7
  • Prazer de dirigir 6

Hatches até R$ 24.500

1 – VW Gol 1.0 Mi City 2015 – R$ 24.500

Continua após a publicidade

Está sempre entre os usados mais procurados ano após ano. Com projeto antigo (o G5 é de 2009), ele é robusto e usa peças baratas. Visado por ladrões, o seguro é alto dependendo da região. O motor 1.0 já deu problemas no passado, que aqui foram sanados.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 8,39%   
  • Seguro – R$ 1.425
  • Liquidez – 9
  • Custo de manutenção – 9
  • Imagem – 8
  • Prazer de dirigir – 7

2 – Renault Clio 1.0 Expression 2016 – R$ 24.000

É uma ótima opção para quem busca um carro pouco rodado. Foi o último ano antes de o Clio sair de linha, que tinha pacote opcional da época com ar-condicionado e ainda poderia incluir a pintura metálica – mas o valor aqui é para o modelo completo.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 7,63%   
  • Seguro – R$ 1.120
  • Liquidez – 8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 5
  • Prazer de dirigir – 6

3 – Fiat Uno Vivace 1.0 2016 – R$ 25.000

O Vivace é a versão de entrada, que neste ano já conta com a reestilização que veio na linha 2015. Mas ainda tem o motor Firefly, que só viria em 2017. Peças baratas, manutenção simples e facilidade de revenda estão entre os seus principais atributos.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 7,05%   
  • Seguro – R$ 1.342
  • Liquidez – 8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem –  7
  • Prazer de dirigir – 6

Hatches até R$ 30.000

1 – Renault Sandero 1.0 SCe 2018 – R$ 30.000

É o mais atual e espaçoso do grupo, além do bom porta-malas (320 litros), acabamento razoável e excelente liquidez. Não espere muita agilidade, pois o motor 1.0 é um tanto fraco para seu porte, em especial pelo torque vir só no giro alto (10,5 mkgf a 4.250 rpm).

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 9,45%   
  • Seguro – R$ 1.397
  • Liquidez – 8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem –  7
  • Prazer de dirigir – 6

2 – Chevrolet Onix Joy 2018  – R$ 29.000

É a versão de entrada do Onix, que manteve o visual antigo, da geração anterior. Apesar de básica, traz de série ar, direção, trava e vidros elétricos dianteiros. O câmbio manual de seis marchas tem a sexta marcha bem longa, para reduzir o consumo.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 6,07%   
  • Seguro – R$ 1.182
  • Liquidez – 9
  • Custo de manutenção – 9
  • Imagem –  8
  • Prazer de dirigir – 6

3 – Fiat Uno 1.0 Firefly Attractive 2017 – R$ 27.900

A linha 2017 marca a segunda reestilização do Uno Evo. É o modelo mais barato deste grupo e traz de série ar, direção, faróis de neblina, travas e vidros elétricos, entre outros itens. O destaque é o novo motor 1.0 Firefly, de três cilindros e 77 cv.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – n/d
  • Seguro – R$ 1.446
  • Liquidez – 8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem –  7
  • Prazer de dirigir – 6

Hatches acima de R$ 30.000

1 – VW Polo 1.0 200 TSI Highline 2019 – R$ 70.000

Versão topo de linha, é igual ao 0-km e vem superequipado, apesar do interior cheio de plásticos: câmbio automático, ar digital, chave presencial e borboletas para troca de marchas. Por mais R$ 4.500, há o Technology Pack, com o desejado painel digital.

2 – Chevrolet Cruze LTZ 1.4 Turbo 2018 – R$ 83.000

Acervo/Quatro Rodas

É a única versão da linha Cruze a ter teto solar, nunca oferecido no sedã. O motor é um 1.4 turbo de 153 cv, que trabalha muito bem com o câmbio automático de seis marchas, aliando bons desempenho e consumo. Só fica devendo um acabamento melhor.

3 – VW Golf 1.0 200 TSI Comfortline 2018 – R$ 83.000

Para 2018, o Golf recebeu a reestilização, uma leve mudança na dianteira e traseira. A versão aqui indicada tem teto solar neste valor, grande atrativo na hora da revenda. O motor 1.0 TSI teve aumento de potência em 2018, passando de 125 cv para 128 cv.

Continua após a publicidade

  • melhor compra
  • Melhor Compra 2019

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*