Hatch Hyundai 2020 em São Paulo

  • Brasil
  • >
  • SP
  • >
  • DDD 11 – São Paulo e região
  • Capital:Grande São Paulo:Outros:

    DDD 11 – São Paulo e região

    Carros, vans e utilitários

    1 – 50 de 1.463 resultadosPagamento e entrega

    Categoria sem OLX Pay

    Tipos de anúncio

    Todos os anúncios

    Ordenar por

    Mais Relevantes

    • Hatch Hyundai 2020 em São Paulo90.000 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 14:15 – Profissional
    • Hatch Hyundai 2020 em São Paulo53.000 km | Câmbio: Manual | Flex
    • Hatch Hyundai 2020 em São Paulo82.688 km | Câmbio: Manual | FlexSão Bernardo do Campo, Rudge Ramos
    • Hatch Hyundai 2020 em São Paulo38.200 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Vila CalifórniaProfissionalHoje às 14:08 – Profissional
    • Hatch Hyundai 2020 em São Paulo13.455 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Jardim Santa Terezinha (Zona Leste)ProfissionalHoje às 14:08 – Profissional
    • Hatch Hyundai 2020 em São Paulo60.000 km | Câmbio: Automático | FlexProfissionalHoje às 14:02 – Profissional
    • Hatch Hyundai 2020 em São Paulo43.549 km | Câmbio: Automático | FlexSão Paulo, Jardim São PedroProfissionalHoje às 14:02 – Profissional
    • Hatch Hyundai 2020 em São Paulo53.000 km | Câmbio: Automático | FlexHoje às 13:54
    • Hatch Hyundai 2020 em São Paulo27.974 km | Câmbio: Manual | FlexSão Caetano do Sul, BarcelonaProfissionalHoje às 13:54 – Profissional
    • Hatch Hyundai 2020 em São Paulo47.000 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 13:52 – Profissional
    • 58.640 km | Câmbio: Manual | FlexSanto André, Tamanduateí 8ProfissionalHoje às 13:48 – Profissional
    • 61.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Parque Santa BárbaraHoje às 13:46
    • 52.000 km | Câmbio: Automático | FlexProfissionalHoje às 13:44 – Profissional
    • 13.000 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 13:43 – Profissional
    • 0 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 13:43 – Profissional
    • 7.000 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 13:38 – Profissional
    • 80.200 km | Câmbio: Automático | FlexProfissionalHoje às 13:31 – Profissional
    • 75.837 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 13:26 – Profissional
    • 76.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Vila ConstançaProfissionalHoje às 13:19 – Profissional
    • 37.000 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 13:07 – Profissional
    • 0 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 13:04 – Profissional
    • 57.000 km | Câmbio: Automático | Flex
    • 53.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Jardim MaringáProfissionalHoje às 12:49 – Profissional
    • 89.700 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Jardim MatarazzoHoje às 12:47
    • 42.000 km | Câmbio: Automático | FlexSanto André, Tamanduateí 8ProfissionalHoje às 12:24 – Profissional
    • 58.000 km | Câmbio: Manual | Flex
    • 78.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, São Miguel PaulistaProfissionalHoje às 12:18 – Profissional
    • 11.111.111 km | Câmbio: Automático | FlexSanto André, Parque Novo OratórioProfissionalHoje às 12:18 – Profissional
    • 124.487 km | Câmbio: Automático | FlexProfissionalHoje às 12:17 – Profissional
    • 26.350 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, São Miguel PaulistaProfissionalHoje às 12:07 – Profissional
    • 99.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Vila Nova CachoeirinhaHoje às 12:07
    • 103.000 km | Câmbio: Manual | FlexSanto André, Jardim Aclimação
    • 34.300 km | Câmbio: Manual | Flex
    • 114.945 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 12:04 – Profissional
    • 53.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Jardim Rubilene
    • 32.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Caetano do Sul, Nova GertyProfissionalHoje às 11:45 – Profissional
    • 17.743 km | Câmbio: Automático | Flex
    • 84.553 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 11:27 – Profissional
    • 67.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Conjunto Habitacional Barreira Grande
    • 1.000 km | Câmbio: Manual | FlexJundiaí, Jardim Pitangueiras IIProfissionalHoje às 11:17 – Profissional
    • 60.000 km | Câmbio: Manual | FlexMogi das Cruzes, Jundiapeba
    • 30.000 km | Câmbio: Automático | Flex
    • 22.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Jardim São Nicolau
    • 90.286 km | Câmbio: Automático | FlexProfissionalHoje às 10:45 – Profissional
    • 62.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Vila AricanduvaProfissionalHoje às 10:41 – Profissional
    • 34 km | Câmbio: Automático | FlexSão Paulo, Conjunto Residencial José BonifácioHoje às 10:36
    • 73.250 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 10:33 – Profissional
    • 74.552 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 10:25 – Profissional
    • 11.000 km | Câmbio: Automático | FlexSão Paulo, Vila GuilhermeProfissionalHoje às 10:17 – Profissional
    • 0 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 10:10 – Profissional

    Página 1 de 30

    Novo Hyundai HB20 2020 é revelado oficialmente

    Este é o novo Hyundai HB20 2020, revelado antes da data de lançamento oficial, marcada para 16 de setembro. A fabricante sul-coreana não quis esperar e já apresentou o design externo do hatchback, que confirma as linhas antecipadas pelo conceito SAGA EV do Salão de São Paulo 2018. Entre as novidades estará o novo motor 1.0 turbo de três cilindros, que gera 120 cv.

    Galeria: Hyundai HB20 2020

    Hatch Hyundai 2020 em São Paulo

    92 Fotos

    Hatch Hyundai 2020 em São Paulo Hatch Hyundai 2020 em São Paulo Hatch Hyundai 2020 em São Paulo Hatch Hyundai 2020 em São Paulo Hatch Hyundai 2020 em São Paulo Hatch Hyundai 2020 em São Paulo Hatch Hyundai 2020 em São Paulo

    Segundo a marca, o Hyundai HB20 2020 adota o estilo de design chamado “Esportividade Sensual”, identidade que fez sua estreia na nova geração do Sonata, apresentada em abril.

    Recebeu uma grade mais larga na frente e com arestas mais proeminentes.

    Os faróis quase encostam na entrada de ar e espicham até chegar perto da coluna A, contando com uma linha em LED na parte de baixo, para iluminação diurna.

    Na traseira, as lanternas horizontais têm novo formato, semelhante ao do protótipo SAGA. A tampa do porta-malas está bem mais alta e inclinada. Embora a fabricante tenha dito que adotaria o estilo de teto “flutuante” ao mostrar um teaser da coluna C pintada de preto, acabou que só tem este detalhe em outra cor, já que a coluna A segue na mesma cor que a carroceria.

    Embora a Hyundai ainda não tenha revelado o interior, Motor1.com viu o carro na Coreia do Sul e adianta que terá um painel totalmente novo, recebendo uma central multimídia com tela flutuante de 8 polegadas e que contará com Android Auto e Apple CarPlay.

    Terá menos botões físicos espalhados, com três comandos para o ar-condicionado abaixo do display e com uma pequena tela com as informações de temperatura e intensidade do ar.

    Contará com um painel de instrumentos redesenhado, recebendo um velocímetro digital e conta-giros analógico, além do computador de bordo.

    Produzido em Piracicaba (SP), o hatch virá com a missão de continuar entre os carros mais vendidos do país – atualmente, ele ocupa a 2ª posição no ranking. A segunda geração atualizou toda a plataforma e não reaproveita nem uma peça do modelo anterior em sua carroceria. Ainda teve seu entre-eixos aumentado em 30 milímetros.

    '

    A motorização teve uma atenção especial. A fabricante deixará de usar o 1.6 aspirado de 128 cv e 16,5 kgfm para adotar um novo 1.0 turbo de três cilindros, que gera 120 cv e 17,5 kgfm. Ao contrário do 1.

    0 turbo usado na versão antiga, esta nova unidade conta com injeção direta, então será mais eficiente, tanto em desempenho quanto em economia de combustível. Trabalhará exclusivamente com o câmbio automático de 6 marchas. Já as versões de entrada manterão o 1.

    0 aspirado de 80 cv e 10,2 kgfm, sempre com a transmissão manual, mas com uma novidade: deve passar a contar com 6 marchas.

    Os preços do Hyundai HB20 2020 só serão divulgados no lançamento, no dia 16 de setembro. Atualmente, o hatch tem valores entre R$ 44.990 e R$ 68.990 – sem contar a versão aventureira HB20X, que alcança os R$ 75.590.

    O mais provável é que tenha um preço inicial próximo dos R$ 50 mil, enquanto o topo de linha pode passar dos R$ 70 mil e tenha uma versão 1.

    0 turbo automática por menos de R$ 70 mil para não perder as isenções para o público PCD.

    HB20S e HB20X

    A Hyundai não esqueceu do sedã HB20S e nem do aventureiro HB20X.

    Embora ainda a dupla ainda não tenha aparecido nem mesmo camuflada e não tenha sido confirmada para o evento do dia 16 de setembro, sabemos que estão em desenvolvimento e que chegarão em breve.

    O HB20X adotará um visual ainda mais próximo do conceito SAGA – o protótipo que vimos na Coreia do Sul é 90% parecido com o modelo do Salão de São Paulo.

    Já o HB20S será bem diferente do atual. Ao invés de só alongar o hatch, a fabricante teve um cuidado especial, criando uma identidade própria para o modelo. Terá um pouco mais de cara de cupê do que de sedã, algo que a Hyundai anda fazendo muito com seus carros de três-volumes. Será mais próximo do Elantra, tanto no caimento do teto quanto no formato das lanternas.

    Ouça nosso podcast:

     

    Your browser does not support the audio element.

    HATCH COMPACTO: Hyundai HB20

    Hatch Hyundai 2020 em São PauloFoto: Divulgação

    CONFIRA AQUI TODOS OS PREMIADOS NO COMPRA DO ANO 2020

    › VERSÕES
    1.0 Sense R$ 46.490
    1.0 Vision R$ 48.990
    1.0 Vision BlueMedia R$ 50.490
    1.0 Evolution R$ 53.

    790
    1.6 Vision R$ 57.990
    1.6 Vision AT R$ 62.790
    1.0T Evolution R$ 67.190
    1.0T Diamond R$ 73.590
    1.0T Diamond Plus R$ 77.

    990

    Hatch Hyundai 2020 em São PauloQuando o HB20 chegou ao Brasil, o design era um dos atrativos. Ousado e diferente, agradou ao consumidor. Agora, o Hyundai chega à segunda geração totalmente mudado. Ousado e diferente, outra vez, parece ter desagradado a muita gente. Ou agradado bem menos que o também novo Chevrolet Onix. Ainda assim, é a Compra do Ano 2020.

    Leia também:  Hatch Ford 2013 Manual em São Paulo

    Hatch Hyundai 2020 em São PauloFoto: Divulgação

    Apesar de o Hyundai ser menor por fora que o novo Onix (leia aqui) , e também que o VW Polo (leia aqui), o espaço agrada – atrás, assento é grande e confortável, e com boa largura, garantindo conforto mesmo para um quinto passageiro.

    O acabamento não se destaca e há falhas leves, como o velocímetro digital, e graves, como o ar-condicionado das versões top, que tem tela digital mas não mantém a temperatura automaticamente. Já a central multimídia é bem posicionada e fácil, com botões de verdade para volume e faixa/estação.

    Há, ainda, duas tomadas USB na dianteira, uma raridade.

    Mas o que nos conquistou no novo HB20 é o que mais importa ao motorista: a interface homem-máquina. É boa nas versões de entrada, que mesmo com o 1.

    0 aspirado já têm um câmbio manual preciso, suspensões perfeitamente acertadas – silenciosas e confortáveis, sem serem moles – e freios bem modulados.

    Além disso, a nova direção elétrica é precisa e bem calibrada, e a posição de dirigir é ótima, com amplos ajustes do volante.

    A coisa melhora no 1.0 turbo de 120 cv – com injeção direta, que o Onix não tem. O motor vale mais a pena que o 1.

    6 (ainda ofertado), respondendo com uma suavidade que não se vê nos rivais turbinados, com saídas mais confortáveis.

    O câmbio automático de seis marchas também prioriza o conforto, mas, para mais esportividade, permite trocas manuais (alavanca ou aletas). O Onix chegou perto, mas o HB20 ganhou, principalmente, pelo prazer ao dirigir.

    Potência 80 a 130 cv › Porta-malas 300 litros › Consumo B (1.0T) › Versão indicada 1.0T Evolution

    Confira abaixo os vencedores em cada categoria (clique nos links para ler a avaliação completa):

    HATCH URBANO: Renault Kwid

    HATCH PREMIUM: Mercedes-Benz Classe A

    SEDÃ COMPACTO: Hyundai HB20S

    SEDÃ MÉDIO: Toyota Corolla

    SEDÃ GRANDE: Honda Accord

    SEDÃ PREMIUM: Volvo S60

    SEDÃ DE LUXO: Audi A6

    STATION WAGON: Volvo V60

    MONOVOLUME: Chevrolet Spin

    HÍBRIDO: Toyota Corolla

    ELÉTRICO: Nissan Leaf

    ESPORTIVO: Porsche 911

    CONVERSÍVEL: BMW Z4

    AVENTUREIRO: Fiat Argo Trekking

    SUV COMPACTO: Volkswagen T-Cross 

    SUV MÉDIO: Toyota RAV4

    SUV PREMIUM: Land Rover Evoque

    SUV DE LUXO: Audi Q8

    SUV 4X4: Mitsubishi Pajero Sport

    PICAPE MÉDIA: Ford Ranger

    PICAPE MONOBLOCO: Fiat Toro

    Veja também

    + Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais + Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa + MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro + Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica + Veja os carros mais vendidos em outubro + Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo + Conheça o phloeodes diabolicus “o besouro indestrutível” + Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz + Arrotar muito pode ser algum problema de saúde? + Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago + Cinema, sexo e a cidade + Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

    Hyundai HB20

    Motor vehicle
    Hyundai HB20OverviewManufacturerHyundaiProduction2012–presentAssemblyBrazil: Piracicaba, São Paulo (Hyundai Brasil)Body and chassisClassSubcompact car (B)Body style5-door hatchback4-door sedanLayoutFront-engine, front-wheel-drivePlatformHyundai-Kia PBRelatedKia RioHyundai Accent

    The Hyundai HB20 (“HB” stands for “Hyundai Brasil”) is a subcompact by Korean manufacturer Hyundai Motor Company, which was launched in 2012. It is Hyundai’s third vehicle produced in Brazil and has flexible-fuel engines, therefore it was not exported to other South American countries until 2016, when it began to be sold in Paraguay and Uruguay.[1]

    First generation (HB; 2012)

    Motor vehicle
    First generation (HB)OverviewProduction2012–2019DesignerCasey HyunPowertrainEnginePetrol:1.0 L Kappa I31.6 L Gamma I4DimensionsWheelbase2,500 mm (98.4 in)Length3,920 mm (154.3 in) (hatchback)4,230 mm (166.5 in) (sedan)3,995 mm (157.3 in) (HB20X)Width1,680–1,710 mm (66.1–67.3 in)Height1,470–1,550 mm (57.9–61.0 in)

    It has two engine options, one of them from Kia Picanto (1.0-litre I3 with 75 hp).[2] The higher versions do feature a 1.6-litre Gamma engine with 128 hp. The HB20 is available with a six speed automatic and manual transmission for both 1.0-litre and 1.6-litre.

    HB20S

    The Hyundai HB20S is the sedan version of the HB20 hatchback. It has the same engine and transmission choices from the regular HB20. It has the same wheelbase as the hatchback but is longer with 4.23 m (166.5 in) and has a bigger trunk (450 liters against three hundred liters in the regular HB20).

    HB20X

    The Hyundai HB20X is a mini SUV version which sets it apart from the standard HB20. As is the case for other similar models, it is available only with front-wheel drive. It is produced and sold only in Brazil to compete in the expanding mini SUV market.

    This version contains mixed use tires, a suspension raised slightly and a few visual upgrades. It is available only with the 1.6-litre Gamma engine.

    • Hyundai HB20 (rear)

    • Side view of the Hyundai HB20

    Second generation (BR2; 2019)

    Motor vehicle
    Second generation (BR2)Hyundai Graviti HB20X (Colombia)OverviewAlso calledHyundai Getz HB20[3][4]Hyundai Accent HB20S[4]Hyundai Graviti HB20X[4]Production2019–presentPowertrainEnginePetrol:1.0 L Kappa I3 1.0 L Kappa I3 turbo1.6 L Gamma I4DimensionsWheelbase2,530 mm (99.6 in)Length3,940 mm (155.1 in) (hatchback)4,260 mm (167.7 in) (sedan)3,995 mm (157.3 in) (HB20X)Width1,700 mm (66.9 in)Height1,470–1,550 mm (57.9–61.0 in)

    The second generation HB20 was launched in 17 September 2019.[5] It is also available in a crossover-look variant named HB20X.[6]

    • Hyundai HB20S (Brazil) front view

    • Hyundai HB20X (Brazil) front view

    • Hyundai HB20X (Brazil) rear view

    • Hyundai Graviti HB20X (Colombia) interior

    References

    1. ^ “Novo HB20”. Retrieved 12 February 2016.
    2. ^ “Hyundai HB20 estreia na próxima semana – Carros – iG”. Carros.ig.com.br. Retrieved 19 October 2013.
    3. ^ autotimesnews (17 September 2020). “Hyundai revives Getz hatchback |”. Retrieved 17 October 2020.

    4. ^ a b c Mantilla, Óscar Julián Restrepo (2 September 2020). “Hyundai HB20 Getz, Accent y Graviti en Colombia: Precios y características”. El Carro Colombiano (in Spanish). Retrieved 17 October 2020.
    5. ^ “Novo Hyundai HB20 parte de R$ 46.

      490 e vai a R$ 77.990; veja todas as versões, preços e equipamentos das três carrocerias”. revistaautoesporte.globo.com (in Portuguese). Retrieved 28 June 2020.

    6. ^ HB20, Hyundai. “Novo Hyundai HB20 2020 é lançado com preço inicial de R$ 46.490”. Motor1.com (in Portuguese).

      Retrieved 28 June 2020.

    External links

    Wikimedia Commons has media related to Hyundai HB20.
    • Official website

    Retrieved from “https://en.wikipedia.org/w/index.php?title=Hyundai_HB20&oldid=997882798”

    Avaliação do Hb20: manutenção, revenda e consumo

    • Primeiro modelo popular da Hyundai e fabricado no Brasil, o HB20 (HB é sigla para Hyundai Brasil) é um dos concorrentes atuais na categoria de Gol (Volkswagen), Palio (Fiat), Ka (Ford), Onix (Chevrolet), Sandero (Renault), entre outros.
    • Lançado em 2012, o HB20 surgiu apenas na versão hatch, de traseira curta e posteriormente recebeu novas configurações na linha.
    • O carro é produzido na fábrica Hyundai de Piracicaba, interior do estado de São Paulo e foi inicialmente vendido em concessionárias exclusivas para o modelo.
    • O design invocado, com faróis agressivos e grade frontal arrojada, caiu nas graças do brasileiro que buscava uma alternativa aos veículos mais conhecidos, fazendo com que o HB20 fosse sucesso de vendas logo no lançamento.
    • Outro atrativo que pesou na hora da compra de um HB20 foi a garantia de 5 anos, sem limites de quilometragem, oferecida pela fabricante, ainda que isso limitasse a escolha de serviços às concessionárias Hyundai por todo o período.
    • Em 2013 a linha foi expandida com duas novas versões para o carro.
    • O crossover aventureiro HB20X, mais alto, com suspensão reforçada e visual ainda mais agressivo que o HB20 hatch e com alterações no interior do veículo como a pedaleira esportiva e controles exclusivos para o ar condicionado.
    • O outro “primo” apresentado foi o sedã HB20S, com quatro portas e seguindo o modelo original em praticamente todo o resto de suas características.

    Design Escultura Fluida

    1. A filosofia de design “Escultura Fluida” da fabricante sul coreana busca inspiração nas curvas da natureza para garantir aos seus carros um visual imponente e artístico.

    2. Presente em todos os veículos da marca e abrangendo desde a forma das placas da carroceria até os menores detalhes de acabamento, as Esculturas Fluidas Hyundai são responsáveis pela percepção do HB20 (e outros veículos da marca, como o Veloster e o i30) como carros além de suas categorias de desempenho e preço.
    3. As curvas refinadas, a integração de elementos ópticos (faróis, lanternas, e refletivos) a carroceria, rodas, frisos e detalhes contribuem para a percepção que o visual externo de um Hyundai é diferenciado ao da concorrência.

    O HB20 hatch mede 3,9 m de comprimento, com 2,5 m entre os eixos. Tem 1,7 m de largura e 1,5 m de altura, com assoalho distante 16,5 cm do solo (medidas aproximadas).

    O tanque comporta até 50 litros de combustível, enquanto o porta malas tem espaço equivalente a 300 litros de armazenagem.

    Todas as opções de motorização disponíveis para o HB20 (inclusive para o crossover e para o sedã) são bicombustível, aceitando álcool e gasolina igualmente e contam com tecnologia CVVT (controle variável de válvulas) e DOHC (duplo comando de válvulas no cabeçote), além do cabeçote em alumínio.

    Atualmente o carro vem equipado com motor 1.0 Kappa 12V que gera até 80 cv de potência com álcool e 75 cv com gasolina ou com o 1.6 Gamma 16V com 128 cv no álcool e 122 cv na gasolina.

    Os três modelos contam com a opção de transmissão automática sequencial de 4 marchas quando equipados com o motor 1.6 Gamma.

    Aliás, vale destacar que essa opção de motorização é a única disponível no modelo crossover HB20X, independente da seleção de câmbio feita pelo comprador.

    Novas Versões do Hb20

    As três versões do HB20 atendem a públicos bastante diferentes.

    Enquanto o HB20 hatch atrai principalmente os potenciais compradores de Gols, Palios e outros carros populares, os modelos HB20S e HB20X se dedicam para conquistar quem está construindo família e gosta de viajar ou um público mais esportivo que, ainda assim, não abre mão de conforto e economia, respectivamente.

    Cada um dos novos modelos para 2016 recebeu atualizações mecânicas e de acabamento interno e externo para manter o sucesso da linha no mercado, bem como a satisfação dos compradores.

    Hyundai Hb20: novos pacotes de acabamento e facilidades

    O pacote básico – chamado Comfort pela Hyundai – do HB20 oferece ar-condicionado, duplo airbag frontal, regulagem de altura do banco do motorista, computador de bordo, freios ABS, travas elétricas nas portas e porta malas e rádio com bluetooth para conexão com celulares, incluindo controles de telefonia no volante.

    Já o pacote máximo – Premium – de opcionais inclui bancos de couro, airbags frontal duplo e laterais, central multimídia (blue Media) com opção de espelhamento de aplicativos do celular direto na tela multitoque, ajuste elétrico e rebatimento automático dos retrovisores externos, sensor de estacionamento, entre muitos outros itens de acabamento e conforto.

    Os motores 1.0 Kappa e 1.6 Gamma são reconhecidos como alguns dos mais econômicos atualmente disponíveis no mercado, com eficiência até 5,4% maior do que os motores de veículos de outras montadoras.

    Todas as versões – hatch, sedã, e crossover – contam com tanque de 50 litros.Em relação ao consumo, o HB20 equipado com motor 1.0 Kappa e abastecido com gasolina alcança até 11,5 km/l na cidade e 14,5 km/l na estrada, enquanto com álcool o rendimento chega a 7,6 km/l em vias urbanas e 9,8 km/l em rodovias.

    Já com o motor 1.6 Gamma, mais potente, o alcance passa a 11,6 km/l na cidade e 12,7 km/l na estrada, com gasolina. Com álcool, o HB20 1.6 desenvolve 7,6 km/l na cidade e  8,7 km/l na estrada.

    O HB20S, mais pesado que a versão hatch, chega a 11,5 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada com o motor 1.0 Kappa e abastecido com gasolina, enquanto faz até 7,8 km/l urbanos e 9,7 km/l em estrada, com álcool.

    Com o motor 1.6 Gamma, a versão sedã chega, na gasolina, até 10 km/l na cidade e 11,7 km/l em rodovias, enquanto que, abastecido com álcool, alcança 6,9 km/l urbanos e 8,2 km/l na estrada.

    A versão esportiva HB20X só conta com motor 1.6 Gamma, e percorre até 11,3 km/l na cidade e 12,5 km/l na estrada com gasolina, e 7,9 km/l na cidade e 8,8 km/l em rodovias com álcool no tanque.

    • A manutenção dos modelos HB20 é feita principalmente nas concessionárias da marca em virtude dos programas que a Hyundai implantou para atrair compradores, como os 5 anos de garantia sem limite de quilometragem e o de preço justo pela mão de obra no caso de reparos e manutenções não programadas.
    • Dessa forma, além de garantir a especialização de quem trabalha no carro, a disponibilidade de peças e a procedência dos equipamentos também é garantida, aumentando a tranquilidade do proprietário do veículo.
    • A rede de oficinas em geral também dispõe de mecânicos e técnicos capacitados a trabalhar nos modelos do HB20, mas a oferta e agilidade de serviços e peças é um diferencial das concessionárias oficiais. 
    • O HB20, em qualquer uma das versões disponíveis, tem mantido um valor de revenda bastante próximo ao valor do carro 0 km na tabela FIPE em virtude principalmente da garantia estendida por 5 anos sem limite de quilometragem oferecida pela Hyundai.
    • Além disso, por se tratar de um modelo bastante recente, a depreciação do veículo tem sido bem pequena, já que mesmo os primeiros carros lançados ainda recebem suporte da fabricante em termos de peças e serviços.
    • Continue com a gente e encontre em todo o Brasil as melhores oportunidades do carro Hyundai Hb20. 

    Teste: Novo HB20 turbo 2020 é ousado no design e quer convencer ao volante

    O compacto produzido em Piracicaba (SP) tinha frescor, trazia materiais atraentes na cabine, novos motores 1.0 (3 cilindros) e 1.6 flex, e tinha um estilo marcante, completamente inédito, que logo caiu no gosto do público. Em sete anos, mais de 1 milhão de unidades foram emplacadas. Isso reflete o tamanho da expectativa em relação à segunda geração, revelada pela marca nesta semana.

    O novo HB20 que chega à lojas em outubro talvez desaponte os fãs mais exigentes, já que o modelo mantém um pézinho na vida passada por preservar a plataforma. Foi uma escolha da Hyundai.

    Apesar disso, não dá para dizer que o compacto parou no tempo. São muitas as atualizações no projeto original. A carroceria recebeu 30% de aços de ultra-alta resistências, o que exigiu adaptações até na linha de montagem no interior de São Paulo.

    Ao todo, a marca investiu R$ 350 milhões na renovação.

    Além da maior rigidez estrutural, a engenharia retrabalhou a suspensão e fez outros ajustes necessários.

    A direção agora tem assistência elétrica em todas as versões, e o entre-eixos ganhou 3 centímetros, passando a 2,53 metros, o que ampliou o espaço na cabine — principalmente no banco traseiro, que era apertado no vão para as pernas. Outro ponto que mudou para melhor foi a ergonomia.

    O banco do motorista traz novas regulagens por alavanca, mais fáceis de acionar e com maior amplitude. E o painel totalmente redesenhado fica em posição levemente mais baixa, o que amplia o campo de visão dos passageiros.

    2 de 9
    Hyundai HB20 tem estilo ousado e dividiu opiniões na internet (Foto: Marcos Camargo / Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

    Hyundai HB20 tem estilo ousado e dividiu opiniões na internet (Foto: Marcos Camargo / Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

    A Hyundai também investiu pesado no design do HB20. O estilo foi inspirado na nova geração do sedã premium Sonata, e traz linhas marcantes e até um tanto ousadas. Nas redes sociais de Autoesporte, houve considerável rejeição ao desenho. Um dos pontos mais criticados é a enorme grade trapezoidal que preenche o para-choques.

    Outro elemento que joga contra são as colunas dianteiras conectadas aos ressaltos laterais do capô. O arranjo marcou a primeira geração e entrega que se trata da mesma plataforma de antes.

    Entre os detalhes interessantes, destaque para as molduras nas colunas traseiras que fazem o teto parecer flutuante — o recurso lembra bastante o utilizado pela Toyota no Yaris hatch.

    Segundo Simon Loasby, VP de estilo do Centro Global de Design do Grupo Hyundai Motor, o desenho do novo HB20 causou debate até dentro da montadora quando foram apresentados os sketches.

    Mas o executivo se manteve firme em suas convicções e está confiante de que o público brasileiro vai entender e apreciar a nova filosofia de linhas do modelo. “Design tem a ver com surpreender, com criar algo diferente, com causar algum espanto, e nós temos um design que se destaca deliberadamente da multidão.

    Algumas pessoas não gostarão? Tudo bem! Mas vai ter um grupo que vai apreciar. O design não pode ser conservador”, justificou.

    Nos últimos dias, nós contamos todos os detalhes da segunda geração do HB20, que desta vez estreia em sua formação completa — o hatch, o sedã HB20S e o aventureiro HB20X. Também detalhamos os preços, versões e equipamentos de toda a gama. E agora finalmente vamos ao que interessa: como é acelerar o novo Hyundai HB20.

    3 de 9
    Lanternas do hatch ficam abaixo do vinco (Foto: Marcos Camargo / Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

    Lanternas do hatch ficam abaixo do vinco (Foto: Marcos Camargo / Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

    Diferente do que fez a Chevrolet, que lançou a segunda geração do Onix por enquanto apenas na carroceria sedã (Onix Plus), o nosso primeiro contato com o compacto da Hyundai incluiu as versões hatch e sedã (que chega às lojas em novembro). Os dois estavam disponíveis apenas na versão mais completa Diamond Plus, com preços de R$ 77.990 e R$ 81.290, respectivamente.

    Ambos trazem, evidentemente, a grande novidade mecânica da nova geração, o motor 1.0 turbo flex de injeção direta, capaz de entregar 120 cv. Segundo a Hyundai, o torque máximo de 17,5 kgfm (com ambos os combustíveis) surge logo a 1.

    500 rpm e se mantém constante em um platô até atingir os 3.500 giros. O motor é sempre conectado ao câmbio automático de seis marchas, que, pela primeira vez incluí paddle-shifts no volante, um item valioso que ajuda muito e fazia falta.

    Ao volante, a nova mecânica é protagonista e dá a agilidade que se espera. E o melhor, funciona bem tanto no hatch quanto no sedã. Dinamicamente, as duas carrocerias se saem bem com o novo conjunto, que é realmente superior ao antigo 1.0 turbo de injeção eletrônica. A entrega de força em todos os regimes é garantida pelo comando duplo variável em abertura e fechamento das válvulas.

    4 de 9
    O sedã também agrada na dinâmica e desempenho (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

    O sedã também agrada na dinâmica e desempenho (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

    A sensação de largada é ótima, porém não estamos falando de um carro esportivo. O novo 1.0 TGDI dá aos compactos força nas saídas e fôlego extra em retomadas. Durante o test drive por estradas vicinais do litoral baiano, foi tranquilo fazer ultrapassagens. A montadora anuncia um zero a 100 km/h de 10,7 segundos, tempo que vamos conferir em breve na nossa pista.

    Já os consumos (cidade/estrada) pelo Inmetro sao interessantes: 12,2/13,9 km/l com gasolina e 8,6/10,6 km/l com etanol no hatch; 12,7/15,6 km/l (G) e 8,8/11 km/l (E) no sedã.

    Contudo, esses são os números obtidos pelas versões Diamong Plus, que são equipadas com o sistema start/stop, que desliga o motor nas paradas no trânsito. Sem o recurso, o 1.

    0 TGDI faz 11,8/14,2 km/l (G) e 8,2/10,2 km/l (E) no hatch; e 12,1/15,3 km/l (G) e 8,0/10,8 km/l (E) no HB20S.

    Além do motor mais moderno, o HB20 passa a contar com direção elétrica de série em todas as versões, e isso altera bastante o comportamento do carro.

    O novo volante tem bom encaixe para as mãos, ganhou comandos do controle de cruzeiro (item que é novidade) e agora apresenta uma leveza maior nas manobras, que deixa a condução mais agradável especialmente na cidade.

    Entretanto, quando se está em alta velocidade, o peso é adequado. Também é nítida a maior precisão das respostas aos movimentos.

    5 de 9
    Hyundai HB20 2020 (Foto: Marcos Camargo / Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

    Hyundai HB20 2020 (Foto: Marcos Camargo / Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

    A suspensão ajuda a dar esse equilíbrio maior. A Hyundai mexeu nos conjuntos e buscou um acerto mais voltado ao conforto.

    Se antes os amortecedores às vezes davam batente ao pegar buracos, quebra-molas e valetas, agora os dois modelos (hatch e sedã) estão claramente mais macios e isolados, mas sem excesso.

    Essa mudança deixou o HB20 mais responsivo aos movimentos, além de ser silencioso e macio, o que faz muito bem ao HB20S, de perfil familiar.

    Sobre a vida a bordo, tem bastante novidade. Há chave presencial com acionamento do motor por botão, o ar-condicionado ganhou um visor que mostra alguns ajustes; as versões de topo trazem um baú entre os bancos que serve de apoio de braço; e agora os comandos dos vidros elétricos têm acionamento por um toque nas quatro portas.

    6 de 9
    O sedã teve o volume do porta-malas ampliado (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

    O sedã teve o volume do porta-malas ampliado (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

    Uma coisa bacana é que a Hyundai manteve o porta-objetos no console inferior do painel, com aquela persiana que esconde o compartimento.

    Ali tem mais uma novidade: há duas entradas USB, uma delas de carregamento rápido, a outra para conversar com a nova central multimídia, o grande destaque do painel com a tela flutuante de oito polegadas.

    O sistema é incomparavelmente mais rápido o anterior e oferece com as plataformas Android Auto e CarPlay. Há uma régua com comandos físicos que ajudam a manusear com o carro em movimento, fora os comandos do som no volante.

    O novo painel traz ainda um quadro de instrumentos que combina o relógio do conta-giros a um visor monocromático que exibe o velocímetro e outros dados do veículo.

    O cluster lembra o do Citroën C4 Cactus e peca um pouco pela simplicidade — não é como a tela de alta definição presente nos Volkswagens Polo e Virtus. De toda forma, a sensação na cabine é de refinamento.

    Um detalhe bacana é que o interior pode ter três padrões de cores. Há o preto básico e uma opção cinza para o sedã que é combinada ao couro bege — os tons mais claros ajudam a realçar o espaço. Já o hatch tem uma opção marrom que transmite elegância.

    Aqui outro acerto: a Hyundai conseguiu recriar o interior preservando aquela sensação de cabine bem construída. Apesar de ser inteiro coberto de plástico, as texturas e o toque agradam.

    7 de 9
    Quadro de instrumentos mistura conta-giros analógico e visor digital (Foto: Diogo de Oliveira/Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

    Quadro de instrumentos mistura conta-giros analógico e visor digital (Foto: Diogo de Oliveira/Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

    O último quesito que chama a atenção nas versões de topo do HB20 e HB20S são os novos conteúdos de segurança. O modelo segue devendo airbags de cortina e para os joelhos do motorista (algo que o Toyota Yaris tem). Os quatro airbags equipam apenas o topo da gama.

    Também poderia trazer discos nas quatro rodas, mas continuam os tambores traseiros — a conferir os números de frenagem em pista. Só que o modelo ganhou outros recursos modernos que irão lhe dar algum valor percebido.

    São eles os controles eletrônicos de estabilidade e de tração, o assistente de arranque em subidas e os inéditos alerta de saída de faixa e frenagem autônoma de emergência com detector de pedestres.

    O recurso freia o carro totalmente em situações de risco iminente de colisão e funciona a velocidades de até 50 km/h.

    8 de 9
    Multimídia tem oito polegadas e o ar-condicionado é digital (Foto: Diogo de Oliveira/Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

    Multimídia tem oito polegadas e o ar-condicionado é digital (Foto: Diogo de Oliveira/Autoesporte) — Foto: Auto Esporte

    Talvez alguns achem que, apesar de tudo, o HB20 é o mesmo de antes. Mas as mudanças ao volante são bem maiores do que parece. Há um salto tecnológico expressivo, são vários recursos inéditos no compacto.

    Todas as versões agora já dispensam, por exemplo, o tanquinho auxiliar de gasolina para a partida a frio.

    O design é um ponto que pode atrapalhar, embora, pessoalmente, não seja do tipo “ame ou odeie” — a nova geração do Creta que está por vir 2021, conforme antecipamos com exclusividade, é bem mais ousada!

    No fim, a Hyundai fez um belo upgrade no sua gama de compactos, mantém os cinco anos de garantia e acredita na fidelidade dos atuais proprietários de HB20. A marca também conta com a “mística baiana”: sete anos depois, lança a nova geração no mesmo mês e local de 2012. É pura superstição dos coreanos! Mas quem duvida?

    9 de 9
    Interior do HB20 teve o espaço ampliado graças ao entre-eixos 3 cm maior (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

    Interior do HB20 teve o espaço ampliado graças ao entre-eixos 3 cm maior (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

    MotorDianteiro, transversal, 3 cil. em linha, 1.0, 12V, comando duplo, injeção eletrônica, turbo, flex

    Potência120 cv a 6.000 rpm (etanol e gasolina)

    Torque17,5 kgfm a 1.500 rpm (E/G)

    CâmbioAutomático com seis marchas; tração dianteira

    DireçãoElétrica progressiva

    SuspensãoIndependente McPherson (diant.) e eixo de torção (tras.)

    FreiosDiscos ventilados (diant.) e tambores (tras.)

    • Comprimento: 3,94 metrosLargura: 1,72 metrosAltura: 1,47 metro
    • Entre-eixos: 2,53 metros

    Tanque de combustível44 litros

    MotorDianteiro, transversal, 3 cil. em linha, 1.0, 12V, comando duplo, injeção eletrônica, turbo, flex

    Potência120 cv a 6.000 rpm (E/G)

    Torque17,5 kgfm a 1.500 rpm (E/G)

    CâmbioAutomático com seis marchas; tração dianteira

    DireçãoElétrica progressiva

    SuspensãoIndependente McPherson (diant.) e eixo de torção (tras.)

    FreiosDiscos ventilados (diant.) e tambores (tras.)

    1. Comprimento: 4,26 metrosLargura: 1,72 metrosAltura: 1,47 metro
    2. Entre-eixos: 2,53 metros

    Tanque de combustível50 litros

    Seja o primeiro a comentar

    Faça um comentário

    Seu e-mail não será publicado.


    *