Hatch 2018 Automatizado com Ar condicionado

A Toyota lança no mercado brasileiro a linha Etios 2018 com desenho atualizado desenvolvido no Brasil, mantendo características do modelo 2017, como o motor de entrada Dual VVT-i de 1.3L e 98 cv, transmissão automática, painel de instrumentos digital TFT com visor de 4.2 polegadas – o Toyota Smart Screen.

Há, porém, mais equipamentos de série em todas as versões.

Hatch 2018 Automatizado com Ar condicionado As vendas da linha Etios 2018 têm início em 24 de janeiro, em toda a Rede de Concessionárias Toyota, com preços a partir de R$ 45.990,00 na versão com motor 1.3L Dual VVT-i de 98 cv de potência.

Hatch 2018 Automatizado com Ar condicionado A tabela completa de preços segue abaixo.

Modelo Versão Preço sugerido
Toyota Etios Hatchback 2018 X 1.3L 16V manual R$ 45.990
X 1.3L 16V automático R$ 50.890
XS 1.5L 16V manual R$ 51.190
XS 1.5L 16V automático R$ 56.090
Ready 1.5L 16V automático R$ 59.840
XLS 1.5L 16V automático R$ 61.390
Cross 1.5L 16V automático R$ 64.290
Platinum 1.5L 16V automático R$ 64.990
X 1.5L 16V manual R$ 50.690
X 1.5L 16V automático R$ 55.590
XS 1.5L 16V manual R$ 53.990
XS 1.5L 16V automático R$ 58.890
XLS 1.5L 16V automático R$ 64.190
Platinum 1.5L 16V automático R$ 68.390

Vídeo – Toyota Etios 2018 Hatch e Sedã

Estética

O Toyota Etios 2018 segue com as mesmas versões já disponíveis no mercado atualmente, no entanto, a partir de agora, toda a linha passa a contar com design externo renovado, recentemente introduzido nas versões Ready e Platinum.

Hatch 2018 Automatizado com Ar condicionado Como destaques, tanto a versão hatchback como a sedã contam com novo desenho da frente, destacando os novos para-choques dianteiros e traseiros e a nova grade, que confere ao modelo uma sensação de maior dinamismo.

Hatch 2018 Automatizado com Ar condicionado Além disso, à versão XLS foi adicionado um diferencial com saias laterais (antes disponível apenas na Platinum), enquanto a Platinum ganhou um detalhe cromado na grade dianteira e tapetes de carpete.

Versões e equipamentos

O Toyota Etios 2018 X vem de série com itens como o Toyota Smart Screen, computador de bordo, antena externa do tipo short pole e banco traseiro com encosto rebatível.

O modelo também possui direção eletroassistida progressiva (EPS); ar-condicionado; abertura interna do porta-malas e do tanque de combustível; chave com comando de abertura e fechamento das quatro portas; console central com dois porta-copos dianteiros e um traseiro; para-sol com espelho de cortesia para motorista e passageiro; alarme de advertência para portas abertas, chave na ignição e cinto de segurança; vidros dianteiros e traseiros com acionamento elétrico, sendo o do motorista com função auto-down; travas elétricas; entre outros itens de conforto, conveniência e segurança, além dos obrigatórios airbag duplo dianteiro e freios com sistema ABS de última geração.

Hatch 2018 Automatizado com Ar condicionado

A versão XS adiciona os seguintes itens, partindo da versão X: sistema de áudio que reproduz arquivos de MP3 com função Bluetooth® e entradas auxiliar e USB; controle de velocidade de cruzeiro (versão automática); controle de áudio e do computador de bordo no volante; difusores do ar-condicionado e base da manopla da alavanca da transmissão cromados; abertura do porta-malas por meio de um botão; bancos com tecido em duas cores; descansa-braços no assento do motorista (somente na versão automática); alto-falantes e tweeters; além da função EcoWallet no computador de bordo, que permite ao motorista colocar o valor pago pelo litro do combustível, possibilitando o cálculo e o monitoramento do valor gasto durante uma viagem.

A edição especial Ready, que já conta com o design renovado que passa a integrar toda a linha Etios 2018, é baseada na versão XS hatchback com transmissão automática e tem acessórios internos exclusivos que reforçam e elevam a sensação de conforto, privilegiando a independência e liberdade dos ocupantes do veículo. Entre os itens estão bolsa organizadora e tapetes para porta-malas; suporte para bolsas/mochilas; sensor de estacionamento traseiro na cor do veículo e sistema multimídia Toyota Play, antes presente somente na versão topo de linha Platinum, com áudio, Bluetooth®, TV digital, DVD e GPS integrado.

Hatch 2018 Automatizado com Ar condicionado

A versão XLS agrega todos os equipamentos da versão XS, mais rodas de liga leve de 15 polegadas (nas versões X e XS as rodas são de 14 polegadas e revestidas por calotas); sistema de áudio com tela touch screen, que permite espelhamento de smartphones; faróis de neblina; acabamento cromado na tampa do porta-malas; revestimento do volante em padrão couro; retrovisores externos com indicadores de seta integrados e acabamento dos bancos Comfort Drive (padrão couro).

Hatch 2018 Automatizado com Ar condicionado

A Cross, disponível apenas na carroceria hatchback, não possui alteração de design, já que conta com detalhes exclusivos que enaltecem sua vocação aventureira. No entanto, se diferencia da XLS pelo desenho das rodas de liga leve, costura exclusiva dos bancos, manopla do câmbio com acabamento em couro e jogo de tapetes com a inscrição Cross.

  • A versão topo de linha Platinum conta com todos os itens da versão XLS, mais rodas de liga leve de 15 polegadas com design esportivo; manopla de câmbio em couro; máscara negra na lanterna traseira; detalhe cromado na grade; aerofólio (na versão sedã); tapetes de carpete e sistema multimídia Toyota Play, com áudio, Bluetooth®, TV digital, DVD e GPS integrado.
  • Motores

A linha Etios 2018 segue com os mesmos propulsores 1.3L e 1.5L, ambos 16V Flexfuel, produzidos na planta de motores da Toyota inaugurada em 2016, na cidade de Porto Feliz (SP). Eles trazem a tecnologia de duplo comando de válvulas variável Dual VVT-i da Toyota, que atua no gerenciamento dos sistemas de admissão e escape da câmara de combustão, otimizando a queima do combustível de maneira inteligente, refletindo em melhor desempenho e menor consumo.
Hatch 2018 Automatizado com Ar condicionado São dois tipos de motores disponíveis:

1.3L Flexfuel, Dual VVT-i DOHC de 16 válvulas, que rende 98 cv a 5.600 rpm, quando abastecido com etanol, e 88 cv, também a 5.600 giros, com gasolina. O torque máximo nesta configuração é de 12,8 kgfm (com etanol) e de 12,3 kgfm (com gasolina), sempre a 4.000 rpm.

1.5L Flexfuel, Dual VVT-i DOHC de 16 válvulas, que rende 107 cv de potência a 5.600 rpm, quando abastecido com etanol, e 102 cv, também a 5.600 giros, com gasolina. O torque máximo nesta configuração, a 4.000 giros, é de 14,4 kgfm (com etanol) e de 14,0 kgfm (com gasolina).

Consumo

Etanol Gasolina / Diesel

Fiat Argo: todas as versões, itens e preços do novo hatch

O Argo será vendido em sete opções diferentes: serão três opções de acabamento (Drive, Precision e HGT), três motores (1.0, 1.3 e 1.8) e três câmbios (manual de cinco velocidades, automatizado de cinco velocidades e automático de seis). Além disso, a empresa produzirá mil unidades de uma edição especial de lançamento, chamada de Opening Edition Mopar.

Nossas avaliações do Fiat Argo 2 de 12
Fiat Argo Drive 1.0 (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo Drive 1.0 (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo 1.0 Drive manual – R$ 46.800

Direção elétrica progressiva, ar-condicionado, quadro de instrumentos com tela central, banco do motorista com ajuste de altura, cintos de segurança retráteis de três pontos para todos os ocupantes, sistema start/stop, Isofix, travas elétricas e vidros dianteiros com acionamento elétrico.

Kit Multimedia – Central Multimídia UCONNECT de 7″ Touchscreen com Adroid Auto e Apple Car Play, Bluetooth, entrada USB e Sistema de reconhecimento de voz, Volante com comandos de rádio e telefone, Segunda porta USB para passageiros traseiro – R$ 1.990

Kit Convenience – Retrovisores externos elétricos com luzes indicadoras de direção integradas e função Tilt Down (Rebatimento automático retrovisor direito ao acionar a ré), Vidros elétricos traseiros com one touch e antiesmagamento – R$ 1.200

Kit Parking – Sensor de estacionamento traseiro com visualizador gráfico, Câmera de ré com linhas dinâmicas – R$ 1.200

Rádio Connect – AUX/USB/MP3/AM/FM, Audio Streaming, Viva-voz Bluetooth, Volante com comandos do rádio e telefone – R$ 1.300

3 de 12
Fiat Argo Drive 1.3 manual (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo Drive 1.3 manual (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo 1.3 Drive manual – R$ 53.900

Adiciona sistema de monitoramento da pressão dos pneus, central multimídia com tela sensível ao toque de 7 polegadas com Apple CarPlay e Android Auto, volante multifuncional e porta USB adicional para o passageiro traseiro.

Kit Convenience – Retrovisores externos elétricos com luzes indicadoras de direção integradas e função Tilt Down (Rebatimento automático retrovisor direito ao acionar a ré), Vidros elétricos traseiros com one touch e antiesmagamento – R$ 1.200

Kit Parking – Sensor de estacionamento traseiro com visualizador gráfico, Câmera de ré com linhas dinâmicas – R$ 1.200

Kit Stile – Faróis de neblina, Rodas de liga leve 6.0 x 15'', Pneus 185/60 R15 – R$ 1.900

4 de 12
Fiat Argo Drive 1.3 Automático GSR (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo Drive 1.3 Automático GSR (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Leia também:  Carros Volkswagen em Mato Grosso Do Sul com Sensor de estacionamento com final da placa 1,2

Fiat Argo 1.3 Drive automatizado – R$ 58.900

Adiciona controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, modo de condução Sport, aletas para trocas de marchas atrás do volante, sistema Auto-Up Shift Abort para retomadas de velocidades, conjunto de iluminação interna, controle de velocidade de cruzeiro, apoio de braço para o motorista, vidros traseiros e retrovisores elétricos, sistema que ajusta os retrovisores automaticamente para facilitar manobras e repetidores de setas.

Kit Parking – Sensor de estacionamento traseiro com visualizador gráfico, Câmera de ré com linhas dinâmicas – R$ 1.200

Kit Stile – Faróis de neblina, Rodas de liga leve 6.0 x 15″, Pneus 185/60 R15 – R$ 1.900

Fiat Argo 1.8 Precision manual – R$ 61.800

Adiciona alarme, faróis de neblina, luzes de posição de LED, rodas de liga-leve de 15 polegadas e banco traseiro bipartido.

Kit Tech – Keyless entry'n'go, Retrovisores externos com rebatimento elétrico e luz de conforto, Ar condicionado digital, Quadro de instrumentos de alta resolução TFT de 7'' personalizável, Sensor de chuva, Sensor crepuscular, Retrovisor interno eletrocrômico – R$ 3.500

Kit Stile – Bancos revestidos em couro ecológico, Rodas de liga leve 6.0 x 16'', Pneus 195/55 R16 – R$ 2.200

Side bags dianteiros – R$ 2.500

Kit Parking – Sensor de estacionamento traseiro com visualizador gráfico, Câmera de ré com linhas dinâmicas – R$ 1.200

Fiat Argo 1.8 Precision automático – R$ 67.800

Em relação à versão 1.8 Precision manual, acrescenta apenas aletas para trocas atrás do volante, controle de velocidade de cruzeiro, apoio de braço para o motorista, volante revestido de couro e pacote de iluminação interna.

Kit Tech – Keyless entry'n'go, Retrovisores externos com rebatimento elétrico e luz de conforto, Ar condicionado digital, Quadro de instrumentos de alta resolução TFT de 7'' personalizável, Sensor de chuva, Sensor crepuscular, Retrovisor interno eletrocrômico – R$ 3.500

Kit Stile – Bancos revestidos em couro ecológico, Rodas de liga leve 6.0 x 16'', Pneus 195/55 R16 – R$ 2.200

Side bags dianteiros – R$ 2.500

Kit Parking – Sensor de estacionamento traseiro com visualizador gráfico, Câmera de ré com linhas dinâmicas – R$ 1.200

5 de 12
Fiat Argo HGT 1.8 manual (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo HGT 1.8 manual (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo 1.8 HGT manual – R$ 64.600

Adiciona tela colorida de 7 polegadas no quadro de instrumentos, detalhe vermelho na grade dianteira, spoilers no para-choque, moldura preta na parte inferior da lateral e nas caixas de roda, ponteira de escapamento cromada, rodas de liga-leve de 16 polegadas e calibração de suspensão mais esportiva, revestimento vermleho na parte central do painel.

Kit Stile – Bancos revestidos em couro ecológico, Rodas de liga leve 6.5 x 17'', Pneus 205/50 R17 – R$ 2.500

Kit Tech – Ar condicionado digital, Retrovisores externos com rebatimento elétrico e luz de conforto, Keyless entry'n'go, Sensor de chuva, Sensor crepuscular, Retrovisor interno eletrocrômico – R$ 2.800

Side bags dianteiros – R$ 2.500

Kit Parking – Sensor de estacionamento traseiro com visualizador gráfico, Câmera de ré com linhas dinâmicas – R$ 1.200

6 de 12
Fiat Argo HGT 1.8 automático (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo HGT 1.8 automático (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo 1.8 HGT automático – R$ 70.600

Em relação à versão 1.8 HGT manual, acrescenta aletas para trocas de marchas atrás do volante, apoio de braço para o motorista e controle de velocidade de cruzeiro.

Kit Stile – Bancos revestidos em couro ecológico, Rodas de liga leve 6.5 x 17'', Pneus 205/50 R17 – R$ 2.500

Kit Tech – Ar condicionado digital, Retrovisores externos com rebatimento elétrico e luz de conforto, Keyless entry'n'go, Sensor de chuva, Sensor crepuscular, Retrovisor interno eletrocrômico – R$ 2.800

Side bags dianteiros – R$ 2.500

Kit Parking – Sensor de estacionamento traseiro com visualizador gráfico, Câmera de ré com linhas dinâmicas – R$ 1.200

7 de 12
Fiat Argo HGT 1.8 Opening Edition Mopar (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo HGT 1.8 Opening Edition Mopar (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo Opening Edition Mopar – R$ 75.200

Baseado na versão topo de linha 1.8 HGT automático, acrescenta acessórios Mopar. Limitada em 1.

000 unidades, será vendida sempre pintada de azul Portofino, teto e retrovisores pintados de preto, aerofólio preto na tampa traseira, rodas de alumínio de 16 polegadas escurecidas, protetor de soleira das portas, tapetes de borracha e carpete, kit de alto-falantes com 60 W e o identificação Mopar nas colunas traseiras. Os donos destas unidades terão as três primeiras revisões gratuitas.

Prata Bari, Cinza Scandium, Preto Vesúvio e Branco Alaska – R$ 1.600

Vermelho Alpine, Branco Banchisa e Preto Vulcano – sem custo extra

Cores exclusivas para a versão HGT: Vermelho Modena e Azul Portofino – sem custo extra

O Argo contará com três motores em sua linha, todos já conhecidos da Fiat. A começar pelo 1.0 Firefly flex de três cilindros que já equipa o Mobi e entrega 77 cv e 10,9 kgfm de torque com etanol.

Nesta configuração, a empresa garante que o carro chega a 100 km/h em 13,4 segundos e tem velocidade máxima de 162 km/h.

Na cidade, promete médias de consumo de 9,9 km/l com etanol e 14,2 km/l com gasolina; na estrada, chega a 10,7 km/l com etanol e 15,1 km/l com gasolina.

8 de 12
Fiat Argo HGT 1.8 automático (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo HGT 1.8 automático (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

A segunda opção será o 1.3 Firefly flex de quatro cilindros, que tem potência de 109 cv e torque de 14,2 kgfm. Com ela, o Argo chega a 100 km/h em 10,8 segundos e tem máxima de 184 km/h.

Já o consumo urbano é de 9,2 km/l com etanol e 12,9 km/l com gasolina; na estrada, sobe para 10,2 km/l com etanol e 14,3 km/l com gasolina.

Com câmbio automatizado, as médias passam para 8,9 km/l com etanol e 12,7 km/l com gasolina no ciclo urbano e 10 km/l com etanol e 14,4 km/l com gasolina no rodoviário.

Já o motor 1.8 E.torQ Evo VIS de 139 cv a 5.750 rpm e de 19,3 kgfm a 3.750 rpm será reservado para as opções topo de linha, especialmente a esportiva HGT. Segundo a marca, esta última chega aos 192 km/h de velocidade máxima e alcança os 100 km/h em 9,2 segundos.

O consumo urbano é de 8 km/l com etanol e 11,5 km/l com gasolina, enquanto o ciclo rodoviário tem médias de 9,6 km/l com etanol e 13,8 km/l com gasolina. Com câmbio automático, a velocidade máxima cai para 191 km/h e o 0 a 100 km/h cai para 10,4 segundos.

Já as médias de consumo urbana são de 7,1 km/l com etanol e 10,1 km/l com gasolina, enquanto em ciclo rodoviário é de 9,5 km/l com etanol e 13,2 km/l com gasolina.

As opções de transmissão também apostará na versatilidade: manual de cinco marchas, automatizada GSR Comfort de cinco marchas com trocas por botões e automática de seis velocidades.

Esta última chega para tirar a má impressão do público com a tecnologia Dualogic adotada nos hatches da marca até então.

Entre suas novas características está a Neutral Function, que desacopla o motor da transmissão em paradas rápidas de trânsito.

Nenhuma das motorizações do Argo terá o tanquinho, que foi deixado em favor de um sistema que pré-aquece o combustível automaticamente quando a temperatura externa está abaixo dos 16 ºC.

9 de 12
Fiat Argo HGT 1.8 manual (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo HGT 1.8 manual (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

A Fiat finalmente aposta pra valer em um sistema multimídia para seus carros. O Argo terá telinha de 7 polegadas sensível ao toque posicionada ao centro e ao topo do painel. Há a possibilidade de fazer o download de aplicativos complementares.

Uma das falhas do equipamento é a falta de um sistema GPS nativo – o motorista precisa fazer o download de um app específico para navegação caso deseje.

O sistema é compatível com Apple CarPlay e Android Auto e os comandos também podem ser feitos pelo volante multifuncional ou por voz.

O sistema multimídia trabalha em conjunto com uma tela de TFT localizada no painel de instrumentos. Nas versões de entrada do modelo, ela tem 3,5 polegadas, já nas versões topo de linha Precision 1.8 e HGT 1.8, ela tem 7 polegadas. Ela exibe, entre outras, informações do computador de bordo, que é de série em todas as versões.

O Argo poderá ter outras boas tecnologias, porém elas serão vendidas como opcionais. É o caso da abertura de portas e acionamento do botão sem chave. Basta estar com a chave presencial no bolso.

Haverá, ainda, ar-condicionado automático e digital, retrovisores externos rebatíveis e luz de cortesia.

Outro opcional será o retrovisor eletrocrômico, que será oferecido em um kit com acendimento automático e sensor de chuva.

Leia também:  Hatch Renault Sandero em São Paulo com final da placa 9,0

10 de 12
Fiat Argo 1.8 HGT (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo 1.8 HGT (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

O Argo 1.0 Drive tem 3,99 m de comprimento, 1,72 m de largura, 1,50 m de altura e 2,52 m de distância entre-eixos. A altura mínima do solo é de 15,5 cm.

Isso faz dele maior que o HB20 (3,92 m de comprimento, 1,68 m de largura, 1,47 m de altura e 2,50 m de entre-eixos) e que o Onix (3,93 m de comprimento, 1,70 m de largura, 1,47 m de altura e 2,52 m de entre-eixos).

Já a altura mínima do solo do HB20 é de 16,5 cm, enquanto a do Onix é de 12 cm.

Já a versão HGT, conta com alguns elementos no visual que ampliam seu comprimento para exatos 4 metros e a largura para 1,75 m. Apesar de ser a versão com visual mais esportivo, a altura mínima do solo é maior, de 15,7 cm.

O porta-malas terá espaço para transportar até 300 litros de carga e, segundo a Fiat, não será invadido pelas caixas de rodas. O espaço total pode ser ampliado com o rebatimento dos bancos traseiros. A título de comparação, os rivais Chevrolet Onix e Hyundai HB20 têm 280 litros e 300 litros, respectivamente.

11 de 12
Fiat Argo Drive 1.3 (Foto: Fiat ) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo Drive 1.3 (Foto: Fiat ) — Foto: Auto Esporte

Segundo a Fiat, o Argo tem aços de alta resistência “em quase toda a carroceria”, para aumentar a segurança dos passageiros em caso de acidente.

Mas, a empresa não informou como estima que será o desempenho do carro em crash tests, como os feitos pelo Latin NCAp.

A montadora apenas detalha que, em comparação com o Punto, o Argo ganhou aumento de 7% na rigidez torcional e de 8% na rigidez flexional.

O Argo poderá ser customizado com outros acessórios produzidos pela divisão Mopar. No entanto, a Fiat ainda não oficializou o preço destes itens.

Haverá, por exemplo, uma tela multimídia opcional de 9 polegadas, rodas de alumínio de 16 polegadas escurecidas, revestimento preto fosco para o teto do carro, kit de alto-falantes de alta performance, pacote de iluminação interna, engate para reboque, alarme e sensor de estacionamento. No total, a empresa promete oferecer 53 acessórios para o carro.

12 de 12
Fiat Argo HGT 1.8 Opening Edition Mopar (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

Fiat Argo HGT 1.8 Opening Edition Mopar (Foto: Fiat) — Foto: Auto Esporte

O modelo será vendido com três anos de garantia de fábrica e sem limite de quilometragem. Os consumidores que preferirem poderão adquirir garantia estendida por mais um ou dois anos. As revisões terão preços fixos (ainda não divulgados) e poderão ser adquiridas no momento da compra do carro, da mesma forma como foi feito com Mobi e Toro.

Toyota Etios Hatch X 1.3: o automático mais barato do Brasil – Revista iCarros

Testamos o Toyota Etios Hatch X 1.3

1/19

Modelo já é linha 2018

2/19

A frente reestilizada chegou em janeiro desse ano

3/19

Há o emblema 1.3 X na tampa traseira

4/19

Rodas são de 14 polegadas com calota

6/19

Motor é o 1.3 flex de até 98 cv

7/19

Porta-malas leva 270 litros

8/19

O acabamento tem basicamente plástico, já que se trata da versão de entrada do Etios

9/19

Banco do motorista tem ajuste de altura, mas não há regulagem no volante

10/19

Espaço no banco traseiro é bom para as pernas, mas não cabem três adultos atrás

11/19

Assoalho é quase plano e há cintos de três pontos para todos os ocupantes

12/19

Acabamento traz preto brilhante no centro e textura na parte superior do quadro de instrumentos e no lado do passageiro

13/19

Versão vem com ar-condicionado e direção elétrica

14/19

Destaque para as saídas de ar à direita

15/19

Não há sistema de som de série

16/19

Quadro de instrumentos já é digital há algum tempo no Etios e vem com computador de bordo

17/19

O câmbio é automático de quatro marchas

18/19

Detalhe dos botões para travar e destravar as portas, que fica atrás do volante

19/19

Cobrando R$ 51.870, o Toyota Etios é o carro automático mais barato à venda no Brasil – descontando claro os automatizados.

Agora com visual renovado e quadro de instrumentos digital, reclamações de antigos clientes, será que o hatch tem o que precisa para se aproximar dos líderes? Vale lembrar que a reestilização foi introduzida na linha 2018, embora a mudança no interior já venha desde o modelo anterior. 

Leia mais: Os 10 carros automáticos mais baratos do Brasil  Comissão aprova CNH exclusiva para veículos automáticos  Menos desvalorizados: conheça dos campeões por categoria

Essa nova frente causou uma boa impressão quando estreou na versão topo de linha Platinum e então foi ampliada para as demais configurações da linha. Testamos a opção X com motor 1.3 e câmbio automático, que cobra R$ 4.

990 a mais que a mesma com transmissão manual. Já com motor 1.5, os preços partem de R$ 52.180 (manual) ou R$ 57.170 (automático). E para comparar, o próximo automático na lista dos mais baratos é o Kia Picanto, de R$ 51.

990, mas com motor 1.0. 

Motorização e desempenho

A opção de entrada do Etios tem motor 1.3 flex que rende 98 cv com etanol e 88 cv com gasolina, com torque máximo de 13,1 kgfm e 12,5 kgfm, respectivamente, a partir de 4.000 rpm. São números menores, por exemplo, que o 1.0 turbo da Volkswagen, que entrega 105 cv e 16,8 kgfm com etanol ou 101 cv 16,8 kgfm com gasolina.

Veja ofertas de Etios Hatch

O câmbio é o automático de quatro marchas, resultando em um conjunto satisfatório na cidade, mas sem empolgação. O carro até que tem boas respostas em arrancadas e retomadas – ele é leve pesando apenas 955 kg. Contudo, a transmissão segura um pouco o desempenho do hatch.

Com quatro marchas, às vezes as reduções ficam bruscas demais, resultando em trancos. O mesmo acontece em velocidades baixas no trânsito, quando se roda no limite dos giros para as trocas.

Não há opção de fazer as mudanças manuais.

O Etios permite apenas selecionar entre as posições “3”, “2” e “L” (Low), que limita a marcha maior a ser usada para situações em que se precise de mais força como uma ladeira ou na descida de serras, por exemplo. 

A suspensão do Etios é o ponto forte, com acerto na medida para oferecer conforto na cidade – ainda mais em ruas esburacadas como São Paulo – e estabilidade em curvas. A direção elétrica progressiva também merece elogios, com peso ideal independente da velocidade. 

Leia também a opinião dos donos

Consumo

De acordo com os dados do Inmetro, o Etios 1.3 automático faz média de 8,2 km/l na cidade e 9,2 km/l na estrada com etanol ou 11,8 km/l e 13,3 km/l na mesma ordem com gasolina. Durante uma semana rodando a maior parte do tempo com trânsito pesado, porém, o computador de bordo registrou média de 6,7 km/l com etanol. 

Acabamento e espaço interno

Se a mecânica e a dirigibilidade do Etios são seus maiores destaques, o mesmo não pode ser dito do interior. O acabamento adota muito plástico rígido, com variação de preto brilhante e uma leve textura no lado do passageiro. O quadro de instrumentos central também não é unanimidade, embora agora com mostradores digitais esteja bem mais fácil a sua visualização. 

Já tradicional no Etios, a cabine traz porta-luvas com tampa arredondada e saídas de ar centrais posicionadas à direita do rádio. Aliás, essa configuração não tem rádio, embora venha pelo menos com ar-condicionado de série.

Há ainda poucos porta-objetos na cabine.

A ergonomia poderia ficou um pouco melhor com o reposicionamento de alguns comandos, como de abertura e fechamento das portas, que fica escondido atrás do volante junto aos botões dos retrovisores elétricos. 

Compare com os concorrentes

O espaço na cabine é amplo, mas não tanto para quem vai no banco traseiro.

São 2,46 m de entre-eixos, o que dá um bom espaço para as pernas, mas a largura de 1,69 m torna mais difícil acomodar três pessoas atrás.

O porta-malas de 270 litros também é considerado pequeno para o segmento – o Gol tem 280 litros e o Onix, 285 litros. A diferença pode parecer pequena, mas garante uma mochila a mais, pelo menos. 

Equipamentos de série

Sem muitos itens de fábrica, o Etios X vem com ar-condicionado, banco do motorista com ajuste de altura, banco traseiro rebatível, chave com comando de abertura e fechamento das portas, computador de bordo, direção elétrica progressiva, trio elétrico (presente nos vidros dianteiros e traseiros) e rodas de aço aro 14″ com calotas integrais. Mas há cintos de segurança de três pontos para todos os ocupantes, além de isofix para cadeirinhas infantis. O rádio com CD Player, MP3, USB e Bluetooth só vem a partir da versão XLS. 

Leia também:  Carros Volkswagen com Chave reserva a Gasolina Blindado

Conclusão

É bem difícil achar um dono de Etios insatisfeito com o carro. Praticamente todos elogiam seu conjunto mecânico e a dirigibilidade.

No caso da versão X, parei alguns minutos para observar as críticas dos proprietários no iCarros e notei que a maior parte diz respeito mesmo aos equipamentos disponíveis.

Há reclamações, por exemplo, sobre os vidros não fecharem pelo controle remoto na chave, além do sistema de som, claro. 

Vai parcelar? Simule aqui quanto vai gastar

Também é impossível não sentir falta de mais marchas na estrada, enquanto concorrentes diretos vêm com câmbios automáticos de seis marchas.

Mas o Etios é, como um dono bem resumiu, um carro prático e racional.

 Em uma cotação recente, o Etios apresentou seguro mais em conta que alguns rivais, além de ser o terceiro hatch com menor desvalorização no país em 2017, segundo pesquisa da Agência AutoInforme. 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Qual é o melhor entre os carros automáticos mais baratos do Brasil? – AUTOO

Os brasileiros querem, cada vez mais, carros automáticos. Seja pelo trânsito cansativo dos grandes centros urbanos, a demanda cada vez maior do público PcD (Pessoas com Deficiência), dentre outras razões, as principais montadoras instaladas no Brasil correm para oferecer alternativas em suas linhas que atendam a esse desejo do público.

Hoje já é possível encontrar opções muito competentes de carros automáticos 0 km que não vão muito além dos R$ 60.000, portanto configuram-se como os automóveis com esse tipo de transmissão mais acessíveis do país. 

O Autoo preparou uma análise de cada um deles, classificando-os de acordo com o que oferecem em termos mecânicos, de custo-benefício e segurança. Importante salientar que, por questões editoriais, só consideramos carros automáticos veículos com transmissões dotadas de conversor de torque, caixa CVT, dentre outras tecnologias semelhantes.

Carros com sistemas automatizados de embreagem única não oferecem o mesmo nível de conforto e suavidade nas trocas do que um automático convencional, além desse tipo de transmissão geralmente custar bem menos devido à menor complexidade do conjunto. Por isso, torna-se equivocado misturar carros automáticos com automatizados. Essa é uma das razões pelas quais modelos da Fiat, como o Mobi GSR e o Argo Drive 1.3 GSR, ficarem de fora dessa lista. 

Confira, então, como fica a nossa classificação das melhores opções de compra entre os automáticos mais baratos do Brasil:

7º lugar – Chevrolet Onix Advantage – R$ 55.990

Notando a forte demanda por carros automáticos mais acessíveis, a GM foi esperta e lançou, no início deste ano, uma configuração mais simples e acessível para o Onix automático. Chamada Advantage, o forte dessa versão é o custo-benefício. Tabelado em R$ 55.990, ele conta com motor 1.

4, câmbio automático de 6 marchas e ainda traz ar-condicionado, direção elétrica, travas e vidros elétricos, bem como rádio de série. Econômico, o Onix 1.4 automático é capaz de percorrer até 11,7 km/l na cidade e 13,9 km/l na estrada com gasolina.

O modelo ficou em último lugar em nossa análise pois outros modelos, como você verá adiante, entregam desempenho melhor sem sacrificar tanto o consumo e o Onix ainda fica devendo os controles de tração e estabilidade, não oferecidos sequer como um opcional.

6º lugar – Citroën C3 Attraction 1.6 automático – R$ 60.490

O Citroën C3 na versão Attraction automática também fica devendo os controles de tração e estabilidade, mas já oferece um conjunto mecânico bem mais interessante que o Onix Advantage.

A chegada do câmbio automático de 6 marchas fez muito bem ao Citroën C3, que oferece um desempenho interessante graças ao motor 1.6 16V.

O preço é bem mais elevado em relação ao Onix Advantage, mas, além do comportamento ao volante mais interessante, o modelo conta com ar-condicionado digital e central multimídia de série.

5º lugar – Hyundai HB20 1.6 Comfort Plus automático – R$ 60.850

O Hyundai HB20 ficou na frente do Citroën C3 por uma questão relevante: apesar do conjunto mecânico parecido (motor 1.6 16V e câmbio automático 6 marchas), ele oferece 5 anos de garantia integral, o que favorece o modelo do ponto de vista da liquidez no mercado de usados, menor desvalorização e reflete também, ainda que de forma indireta, no custo de propriedade em si.

O preço citado aqui, no caso R$ 60.850, refere-se à versão Comfort Plus com a central multimídia, um aparelho muito desejado hoje em dia. A diferença para o HB20 Comfort Plus sem o aparelho (R$ 58.950) é pequena frente às comodidades que o equipamento oferece. Além disso, o Hyundai HB20 ainda oferece um habitáculo mais atual e melhor aproveitado em relação ao Citroën C3.

4º lugar – Volkswagen Gol 1.6 automático – R$ 54.580

Assim como a Chevrolet fez com seu Onix Advantage, a Volkswagen fez muito bem em compartilhar o conjunto mecânico do Polo intermediário com seu hatch de entrada. A combinação entre o motor 1.

6 16V e o câmbio automático de 6 marchas ficou excelente no Gol e muito melhor do que a versão automatizada I-Motion já extinta. Assim como o Chevrolet, o ponto forte do Gol automático é o preço, no caso abaixo de R$ 55.

000, mas ele oferece comportamento dinâmico melhor do que o Onix Advantage. Com todos os opcionais o preço do Gol 1.6 automático fica em R$ 59.580 considerando uma das três cores sólidas.

Por esse valor, ele oferta central multimídia, volante funcional com borboletas para trocas sequenciais (algo raro no segmento de entrada), além de rodas de liga leve aro 15”, computador de bordo, trio elétrico, sensor de estacionamento, entre outros.

3º lugar – Nissan March 1.6 SV CVT – R$ 57.990

Com uma participação discreta entre os hatches compactos, o Nissan March é o único modelo na categoria que entrega um diferencial importante: o eficiente câmbio automático do tipo CVT (relações continuamente variáveis).

A caixa, geralmente encontrada em modelos mais caros como os sedãs Toyota Corolla e Honda Civic, apenas para citar dois exemplos, colabora muito para aproveitar da melhor forma possível toda a potência e torque do motor, resultando em menor consumo de combustível (ele chega a registrar 14,5 km/l na estrada com gasolina) e bom nível de desempenho levando em conta a proposta do March. Nessa configuração, o modelo sai de fábrica com os principais equipamentos de conforto (ar-condicionado, direção elétrica, travas e vidros elétricos e rádio), sendo que pode receber central multimídia com espelhamento de smartphones por meio do Android Auto e Apple CarPlay por mais R$ 2.100.

2º lugar – Ford Ka SE Plus 1.5 automático – R$ 59.490

O grande mérito do Ford Ka 2019 automático reside em especial no eficiente motor 1.5 de 3 cilindros. Com projeto e construção exemplares, ele pode não ser um dos mais avançados do mercado (lembre-se do 1.0 TSI da VW, por exemplo), mas consegue entregar um alto nível de eficiência.

A maior prova reside nos 136 cv com etanol que ele é capaz de entregar, resultando em uma potência específica de 90,8 cv, algo muito elogiável para um carro aspirado. No Ford Ka 2019 o motor 1.5 trabalha com o câmbio automático de 6 marchas, formando um bom casamento. Você encontra a opção SE 1.5 automática (R$ 56.

990), mas vale a pena pagar um pouco a mais na configuração SE Plus citada aqui, que já recebe central multimídia, trio elétrico e piloto automático de série.

1º lugar – Toyota Etios X 1.3 automático – R$ 54.490

Ele está longe de ser considerado o mais belo dos modelos reunidos aqui, mas o Etios merece o primeiro lugar em nossa avaliação dos carros automáticos mais baratos do Brasil pelo conjunto que oferece.

Só ele conta, de série, com os controles de tração e estabilidade e ainda é o automóvel mais barato do país com esse tipo de transmissão. Apesar da caixa ter apenas 4 marchas, o Etios X 1.

3 automático não fica devendo no quesito consumo, sendo capaz de entregar médias na casa de 11,8 km/l na cidade e 13,3 km/l na estrada com gasolina. O desempenho, contudo, não é o seu forte, mas, assim como o Onix Advantage, ele atende plenamente as necessidades no uso urbano.

O valor do Etios X automático é bem competitivo, mas você terá que acrescentar ao menos um rádio ou uma central multimídia, já que ele não oferece sistema de som por esse valor. De qualquer forma, é uma pedida racional e bem interessante, sobretudo levando em consideração o maior nível de segurança que oferece.  

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*