Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica

Carros, vans e utilitários

1 – 50 de 22.821 resultadosPagamento e entrega

Categoria sem OLX Pay

Tipos de anúncio

Todos os anúncios

Ordenar por

Mais Relevantes

  • Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica77.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Parque GuaianazesHoje às 09:28
  • Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica83.500 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Parque Residencial OratorioProfissionalHoje às 09:28 – Profissional
  • Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica131.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Jardim Nove de JulhoHoje às 09:28
  • Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica9.241 km | Câmbio: Automático | FlexSão Paulo, Vila Rio BrancoProfissionalHoje às 09:27 – Profissional
  • Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica4.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Jardim IndependênciaProfissionalHoje às 09:27 – Profissional
  • Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica107.724 km | Câmbio: Automático | FlexSão Paulo, Vila CalifórniaProfissionalHoje às 09:25 – Profissional
  • Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica34.011 km | Câmbio: Automático | FlexSão Paulo, Jardim AvelinoProfissionalHoje às 09:23 – Profissional
  • Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica124.000 km | Câmbio: Manual | Gasolina
  • Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica29.000 km | Câmbio: Automático | FlexProfissionalHoje às 09:23 – Profissional
  • Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica41.809 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Vila AricanduvaProfissionalHoje às 09:21 – Profissional
  • 149.000 km | Câmbio: Manual | FlexHoje às 09:21
  • 153.000 km | Câmbio: Automático | FlexSão Paulo, São Miguel PaulistaProfissionalHoje às 09:20 – Profissional
  • 72.000 km | Câmbio: Manual | GasolinaSão Paulo, Cidade Satélite Santa Bárbara
  • 110.000 km | Câmbio: Automático | GasolinaProfissionalHoje às 09:20 – Profissional
  • 27.057 km | Câmbio: Automático | FlexProfissionalHoje às 09:19 – Profissional
  • 180.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Jardim São Martinho
  • 56.000 km | Câmbio: Manual | Álcool
  • 213.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Vila Divina PastoraProfissionalHoje às 09:17 – Profissional
  • 112.115 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, São Miguel PaulistaProfissionalHoje às 09:17 – Profissional
  • 39.000 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 09:15 – Profissional
  • 63.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, São Miguel PaulistaProfissionalHoje às 09:13 – Profissional
  • 36.000 km | Câmbio: Automático | FlexProfissionalHoje às 09:13 – Profissional
  • 166.000 km | Câmbio: Manual | Gasolina
  • 180.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Vila Nova Curuçá
  • 113.000 km | Câmbio: Manual | Flex
  • 31.000 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 09:09 – Profissional
  • 75.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Jardim Nossa Senhora do CarmoHoje às 09:07
  • 159.000 km | Câmbio: Manual | GasolinaSão Paulo, Parque Maria LuizaProfissionalHoje às 09:05 – Profissional
  • 119.117 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Itaim PaulistaProfissionalHoje às 09:05 – Profissional
  • 7.000 km | Câmbio: Automático | GasolinaSão Paulo, Vila Regente FeijóProfissionalHoje às 09:05 – Profissional
  • 60.000 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 09:04 – Profissional
  • 6.663 km | Câmbio: Automático | FlexSão Paulo, Vila Divina PastoraProfissionalHoje às 09:03 – Profissional
  • 96.000 km | Câmbio: Automático | FlexSão Paulo, Itaim PaulistaProfissionalHoje às 09:01 – Profissional
  • 51.518 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Itaim PaulistaProfissionalHoje às 09:01 – Profissional
  • 88.500 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Jardim Matarazzo
  • 54.877 km | Câmbio: Automático | FlexSão Paulo, Jardim IndependênciaProfissionalHoje às 09:01 – Profissional
  • 180.000 km | Câmbio: Manual | Álcool
  • 139.000 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Jardim PiratiningaHoje às 08:58
  • 25.982 kmHoje às 08:58
  • 124.000 km | Câmbio: Manual | GasolinaSão Paulo, Vila Princesa Isabel
  • 143.000 km | Câmbio: Manual | GasolinaProfissionalHoje às 08:58 – Profissional
  • 135.000 km | Câmbio: Automático | GasolinaProfissionalHoje às 08:57 – Profissional
  • 119.000 km | Câmbio: Automático | FlexSão Paulo, Vila EsperançaProfissionalHoje às 08:54 – Profissional
  • 55.735 km | Câmbio: Manual | FlexSão Paulo, Jardim Ângela (Zona Leste)
  • 33.817 km | Câmbio: Automático | FlexProfissionalHoje às 08:53 – Profissional
  • 129.100 km | Câmbio: Manual | GasolinaProfissionalHoje às 08:53 – Profissional
  • 69.000 km | Câmbio: Automático | GasolinaProfissionalHoje às 08:52 – Profissional
  • 35.500 km | Câmbio: Automático | GasolinaHoje às 08:51
  • 91.325 km | Câmbio: Manual | GasolinaSão Paulo, Jardim AricanduvaProfissionalHoje às 08:51 – Profissional
  • 56.539 km | Câmbio: Manual | FlexProfissionalHoje às 08:48 – Profissional

Página 1 de 100

Carros usados baratos: 10 opções até R$ 10 mil

Tem gente que é viciada em tecnologia. Quer comprar logo o smartphone ou computador mais avançado que se tem notícia, não importa o preço. Mas também tem gente que acha um absurdo gastar quase R$ 10 mil em um celular, como o iPhone 11 XR Pro Max.

Com um bom garimpo em sites de vendas de automóveis, é possível encontrar carros usados baratos dos anos 1990 e 2000 – que ainda dão um caldo para te levar de um lado para o outro ou para um “projetinho” de track day. Ou até apostar em um modelo com potencial de ser colecionável.

Honda Civic

Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica

  • Anos: 1998 e 1999
  • Preços: entre R$ 9 mil e R$ 10 mil
Leia também:  Carros 2020 com Volante com regulagem de altura com final da placa 9,0 Não blindado

O sedã que é sinônimo de robustez e confiabilidade mecânica custa até menos que o iPhone todo modernoso. Claro que são carros usados baratos muito rodados, com mais de 20 anos de uso, mas lembre-se que os donos de Civic geralmente são zelosos com o seu modelo. As versões LX anos 98 e 99 usam motor 1.6 de 106 cv e têm airbag, ar, direção hidráulica, trio, volante com ajuste de altura e som.

VEJA TAMBÉM:

Renault Clio

Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica

  • Anos: 2004 a 2007
  • Preços: entre R$ 6 mil e R$ 10 mil

O compacto da marca francesa é uma opção de carro barato usado mais “novo” dentro desta faixa de preço. É possível encontrar desde versões de entrada RL ou Authentique com o motor 1.0 de 56 cv, até configurações mais equipadas, como a Privilège com o 1.6 16V (flex a partir de 2007) com até 115 cv. Estas têm até airbag duplo, ar, direção hidráulica, vidros e travas elétricos e som com CD.

Chevrolet Vectra

Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica

  • Anos: 1997 a 1999
  • Preços: entre R$ 8 mil e R$ 10 mil

A segunda geração do Vectra era um médio-grande e ainda se destaca pelo espaço interno e também pela dinâmica. Além disso, costuma ser bem equipada  e é possível encontrar exemplares com airbag, teto solar e bancos de couro, além dos “triviais”, ar, direção hidráulica, trio, rodas de liga leve, computador de bordo e som. Há desde versões com motores 2.0 de 110 cv (8V) e 141 cv (16V), feitas até 1997, até 2.2 de 123 cv (8V) e 138 cv (16V), a partir de 1998.

Citroën Xsara Picasso

Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica

  • Anos: 2002 a 2005
  • Preços: entre R$ 8,5 mil e R$ 10 mil

Para quem tem saudades das minivans, está aí uma boa pedida de carro usado barato para lá de confortável e espaçoso – além do design marcante como o nome do artista espanhol pede. O Xsara Picasso foi produzido no Brasil a partir de 2001 e começou com o motor 2.0 16V de 118 cv, o que garante um desempenho suficiente para o monovolume na cidade. As variantes Exclusive trazem airbag, freios com ABS, ar, trio, direção hidráulica e banco com regulagem de altura.

Ford Ka

Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica

  • Anos: 2002 a 2005
  • Preços: entre R$ 7 mil e R$ 8,5 mil

Não precisa de espaço e não está nem aí para a marca da maçã? Que tal um subcompacto espertinho para o dia a dia na cidade? O Ford Ka com seu motor Zetec Rocam 1.0 de 65 cv dá mais do que conta do recado, e os modelos pós-2002 já trazem a reestilização da traseira. Só é preciso pesquisar bastante para encontrar veículos com ar-condicionado e direção hidráulica – o volante é bem pesado sem a assistência.

Volkswagen Parati

Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica

  • Anos: 1993 a 1998
  • Preços: entre R$ 6,5 mil e R$ 9,5 mil

Pelo preço do iPhone mais moderno do pedaço é possível salvar as peruas. E no caso da Parati, um carro usado barato, dá para escolher desde a mais quadradinha – e colecionável -, até a segunda geração, lançada em 1997, que seguiu os passos do Gol Bolinha. As opções de motores incluem os AP 1.6 e 1.8, mas é difícil encontrar a station wagon com ar-condicionado de fábrica.

Fiat Siena

Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica

  • Anos: 1997 a 2003
  • Preços: entre R$ 7 mil e R$ 10 mil

Outro carro usado barato que dá para abranger uma boa faixa de anos e de preços. A primeira geração do sedã da Fiat foi lançada em 1997, derivada do Palio. Os modelos a partir de 2001 já carregam o face-lift de meia-vida. Dentro deste leque, há uma infinidade de motores, de 1.0 a 1.6. As pedidas são os Fire 1.0 8V de 55 ou 1.3 16V de 80 cv. Evite a versão com o 1.0 de 61 cv e câmbio manual de seis marchas, assim como as com o Fire 1.0 16V de 70 cv.

Mercedes-Benz Classe A

Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulicaClasse A: primeiro carro feito em Juiz de Fora

  • Anos: 1999 e 2000
  • Preços: entre R$ 8 mil e R$ 10 mil

Dá até para fazer uma extravagância com a grana do iPhone. O Classe A era o Mercedes brasileiro e mais popular, é verdade, mas nem por isso deixa de carregar o requinte da marca premium. Além disso, é bem recheado, com controles de estabilidade e tração, freios com ABS, ar-condicionado, bancos em couro, entre outros itens. Só fuja dos modelos semiautomáticos – câmbio manual de cinco marchas, mas sem o pedal da embreagem.

Leia também:  Suv cor Prata com Rodas de liga leve a Diesel com final da placa 1,2

Peugeot 206

Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica

  • Anos: 2001 a 2008
  • Preços: entre R$ 8 mil e R$ 10 mil

Acredite, com até R$ 10 mil tem 206 em intervalo de quase sete anos. Isso porque algumas versões de acabamento (como Rallye) e com motor 1.4 ou 1.6 são mais valorizadas. Mesmo assim, as opções com motor 1.0 16V (do Renault Clio) acabam sendo mais “novas”. O 206 se destaca entre os carro usados baratos pelo design e acabamento interno, mas fique atento ao estado da suspensão e à parte elétrica.

Volkswagen Fusca

Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulicaVW Fusca 1978

  • Anos: 1975 a 1985
  • Preços: entre R$ 7 mil e R$ 10 mil

Curte Fusca? Pois tem modelos do carro mais querido do país que saem por menos que o iPhone – e que também não vão te custar um rim. Alguns mais ou menos originais, com motores 1.3, 1.5 ou 1.6 e dos mais variados anos. Dependendo, dá até para você começar a sua coleção. Aí, é aquela dica: é preciso pesquisar bastante e ver qual perfil de Fusca você curte mais.

Fotos: Divulgação

Quais são os 5 carros mais baratos do Brasil

1) Chery QQ Smile R$ 28.740

2 de 6
Chery QQ (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Chery QQ (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

O carro mais barato do Brasil é o Chery QQ na versão Smile. Só há uma opção de motorização: um 1.0 três cilindros flex que rende até 75 cv e câmbio manual de 5 velocidades. O hatch é vendido em três versões que vão de R$ 28.340 a R$ 34.140.

Mesmo sendo leve, o QQ tem apenas 940 kg, o consumo não é uma maravilha.

De acordo com o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro, o pequeno faz 8,9 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada com etanol. Com gasolina, o hatch faz 12,9 km/l e 14,4 km/l, respectivamente.

Se você precisa de espaço, o QQ vai te deixar na mão: o porta-malas tem apenas 160 litros, de acordo com a própria fabricante.

Para que você tenha uma noção do preço do seguro, Autoesporte cotou o Chery em três empresas: Porto Seguro, Azul Seguros e Sul América. Como base, usamos o perfil de um homem casado, 35 anos, morador da zona sul de São Paulo, com cinco anos de CNH e sem bônus. A Azul Seguros e a Sul América não aceitaram segurar o modelo. A Porto Seguro cobrou R$ 2.783.

Outro gasto que já pode ser planejado: as revisões. Até 60 mil quilômetros, o valor cobrado pelas concessionárias é de R$ 2.628.

Esqueça o ar-condicionado na versão de entrada. Apesar disso, o carro mais barato do Brasil vem equipado com vidros elétricos dianteiros, rádio AM/FM com entrada USB, regulagem de altura dos faróis e abertura interna do porta-malas. A garantia é de 3 anos.

Apenas os QQ mais completos trazem ar-condicionado e direção hidráulica, de série nas versões Look (R$ 33.040) e Act (R$ 34.540). O top traz ainda acionamento elétrico dos retrovisores e vidros traseiros e sensor de estacionamento.

2) Renault Kwid Life R$ 32.490

3 de 6
Renault Kwid (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Renault Kwid (Foto: Divulgação) — Foto: Auto Esporte

Lançado em julho de 2017, o Renault Kwid passou por uma série de aumentos de preços e perdeu o posto de carro mais barato do Brasil. O hatch possui três versões Life, Zen e Intense, que vão de R$ 32.490 até R$ 41.990. O motor é sempre o 1.0 flex de 3 cilindros, que tem até 70 cv e 9,8 kgfm com o câmbio manual de 5 velocidades.

Quando o assunto é consumo de combustível, o Kwid tem boas médias com etanol e gasolina. De acordo com o Inmetro, o modelo faz 10,3 km/l na cidade e 10,8 km/l na estrada com etanol.

Com gasolina, as médias vão para 14,9 km/l no trecho rodoviário e 15,6 km/l no trecho rodoviário. O espaço do porta-malas também agrada para a categoria: são 290 litros.

Apesar do bom tamanho e de a tampa ser leve, o acesso é dificultado pelo formato do carro: a abertura não é tão larga quanto poderia ser.

Para ter uma noção de quanto as seguradoras cobram pelo Kwid, fizemos três cotações. A Porto Seguros cobra R$ 2.538, a Azul Seguros R$ 1.855 e a Sul América R$ 1.322. As três primeiras revisões possuem um bom preço: até 60 mil km custam R$ 2.336.

O Renault Kwid de entrada vem de fábrica com Isofix, aquele sistema de fixação de cadeirinha infantil, airbags laterais e pré-disposição para o rádio. Não tem ar, trio elétrico e computador de bordo. A versão Zen é a que tem melhor custo-benefício: acrescenta ar, rádio com USB e bluetooth. A garantia é de 3 anos.

Leia também:  Carros em São Paulo Quilometragem Até 88,000 km com Trio eletrico com final da placa 7,8

Carros usados Manual em São Paulo com Direção hidráulica

3) Fiat Mobi Easy R$ 32.590

Defesa do Consumidor: Procon-SP orienta sobre compra de carro usado | Governo do Estado de São Paulo

Das 4.020 pessoas que procuraram a Fundação Procon-SP, de janeiro a julho de 2002, com problemas relacionados a compra de veículos, 2.938 referiram-se a transações com usados. Por isso, os técnicos da instituição orientam como não ‘derrapar’ em meio à mecânica, acessórios e documentos, dados estes imprescindíveis a serem analisados antes da decisão final.

Pesquisar é um item que não pode ser esquecido antes de qualquer negócio. Existem jornais e revistas especializados que podem auxiliar na busca.

Atenção, ao optar pela compra diretamente com pessoa física, esteja ciente de que essa negociação não se constitui uma relação de consumo portanto, não se aplicam as determinações do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Outro dado importante é que, mesmo tendo algum conhecimento de mecânica e funilaria, é aconselhável levar um profissional de confiança para verificar as condições do veículo escolhido.

A parte externa do automóvel deve ser examinada à luz do dia. Não deixe de checar se todos os comandos estão funcionando tais como faróis, limpadores de pará-brisa, desembaçador, pisca-pisca, pisca alerta etc. Caso o carro possua itens opcionais (ar condicionado, direção hidráulica, vidro elétrico, limpador de pára-brisa traseiro etc.) é recomendável testar o desempenho dos mesmos.

Certifique-se de que todos os equipamentos de segurança obrigatórios estejam em ordem e acompanhando o veículo. São eles: extintor de incêndio, macaco, cinto de segurança, triângulo de sinalização, chave de roda e estepe. Verifique, ainda, se a loja possui o manual de instruções do proprietário do automóvel objeto da compra.

Nunca efetue a compra antes de verificar na Polícia Civil se o veículo em questão não foi furtado e no Detran se a situação do mesmo está em ordem e sem multas pendentes.

Fique atento quanto à documentação que deve ser original e exigida na hora de fechar o contrato: Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA); seguro obrigatório (DPVAT); certificado de registro e licenciamento de veículos e certificado de registro (recibo de venda). No caso de carro importado, exigir a 4ª via de importação.

Não deixe de verificar a autenticidade dos documentos e conferir se os dados neles constantes são compatíveis ao veículo escolhido: número de chassis, cor, ano de fabricação, modelo etc.

O comprador não deve deixar de conferir se eventuais modificações no motor, lataria ou equipamento do carro estão devidamente homologadas pelo Detran. Estas alterações devem constar do documento do veículo.

A garantia legal para vícios aparentes é de 90 dias. Se os problemas não forem de fácil constatação, o consumidor terá também prazo de 90 dias para reclamação, contados a partir da data que eles forem verificados.

Se o fornecedor não solucionar os problemas em 30 dias, o consumidor poderá exigir, à sua livre escolha: a troca do produto, o cancelamento da compra com a devolução da quantia paga, atualizada monetariamente ou o abatimento proporcional.

O estabelecimento poderá conceder uma garantia contratual, não obrigatória, mas desde que fornecida deverá ser por escrito, especificando a extensão da cobertura.

Os técnicos do Procon-SP alertam, ainda, para que o consumidor tenha cuidado ao adquirir carros ‘no estado’ pois, isto significa que ele não se encontram em perfeita ordem.

Ao optar por adquirir veículos nestas condições exija que o fornecedor relacione detalhadamente na nota fiscal ou recibo todos os problemas que ele apresenta.

Assim, se ocorrerem vícios ou defeitos que não os discriminados, fica mais fácil recorrer de seus direitos.

Em caso de dúvidas ou reclamações procure um posto de atendimento do Procon-SP dentro das unidades do Poupatempo Sé, Santo Amaro e Itaquera, ou pelo telefone 1512.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*