Carros usados em Rio Grande Do Sul com final da placa 1,2

  • O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), consiste em um tributo anual a caráter estadual e distrital. 
  • O cálculo deste imposto deve considerar o valor de mercado dos automóveis, desta forma, a taxa a ser paga pelos proprietários deve ser em média de 3% do preço do automóvel.
  • Embora o IPVA seja uma responsabilidade de cada estado, é bastante comum que, no que se trata do veículo usado, a base de cálculo do IPVA seja equivalente ao preço médio praticado no mercado no final do exercício anterior ao da cobrança, ou seja, o IPVA 2021 será baseado no valor de mercado em 2020. 
  • Para definir as taxas a serem pagas, ocorre uma pesquisa em publicações especializadas e, subsidiariamente, na rede revendedora, por fim, a cotação é feita pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). 
  • Vale mencionar que o carro zero tem como referência o valor presente na nota fiscal. 
  • Por outro lado, veículos antigos importados diretamente pelo consumidor, se aplica como a base de cálculo, o preço indicado no documento ou desembaraço aduaneiro, além do acréscimo dos demais tributos e encargos, mesmo que ainda não tenham sido recolhidos pelo importador. 

Destino da arrecadação 

  1. Do montante arrecadado pelo IPVA, 20% são direcionados para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o saldo é distribuído, de maneira que 50% vai para o estado e o restante para o município onde o veículo está registrado.

     

  2. Ressaltando que, a quota-parte estadual integra o orçamento anual, neste sentido, se destina às várias áreas de atuação do estado, tais como, saúde, educação, segurança pública e infraestrutura.

     

  3. Observe como está a situação dos estados que já se posicionaram quanto ao IPVA de 2021; 

Acre

  • O Governo do Acre, através da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), estabeleceu as datas de pagamento do IPVA 2021 para os veículos do estado, permitindo que a quitação em cota única garanta um desconto de 10%. 
  • Conforme o calendário divulgado, o vencimento da cota única e da primeira parcela devem ser no mês dia, a partir do dia 29 de janeiro, de acordo com o número final da placa do automóvel. 
  • A Portaria nº 342, de 9 de dezembro de 2020, prevê a concessão de desconto com as tabelas dos valores venais dos veículos, bem como, os prazos. 
  • O texto publicado no Diário Oficial do Estado, determina que o IPVA seja pago em cota única ou em três parcelas mensais, iguais e sucessivas. 

Para efetuar o pagamento do imposto, o proprietário deveria emitir o Documento de Arrecadação Estadual (DAE) através do site: www.detran.ac.gov.

br, ou retirá-lo no Posto Fiscal do IPVA, situado nas dependências do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), bem como, nas agências da Sefaz de cada município. 

Carros usados em Rio Grande Do Sul com final da placa 1,2

  1. Os contribuintes do Estado, deverão pagar em 2021, aproximadamente, 3,2% a menos no valor do IPVA.
  2. A redução mais significativa se direciona aos automóveis com um percentual de 5%, de acordo com o governador Rui Costa. 
  3. No caso dos utilitários, foi registrada uma queda de 4,7%, o dos ônibus e micro-ônibus será de 2,7%, enquanto os caminhões deverão pagar 1,8% a menos, e as motos 1,7%. 
  4. A tabela oferece descontos para os contribuintes que efetuarem o pagamento do imposto com antecedência, sendo que o prazo final para o pagamento do tributo é de 10% em cota única até o dia 10 de fevereiro. 
  5. No entanto, também há a opção de pagamento com 5% de desconto para aqueles que quitarem a quantia integral do imposto no dia do vencimento da primeira das três cotas de parcelamento padrão do imposto, neste caso, a data de pagamento sofrerá variações com base no número final da placa do veículo.

Carros usados em Rio Grande Do Sul com final da placa 1,2

  • A Assembleia Legislativa do Ceará, aprovou o Projeto de Lei do Governo do Estado que concede a isenção do IPVA 2021 para transportes escolares, além de também promover a redução de 3% para 1% da alíquota do mesmo imposto direcionada para as autoescolas credenciadas no Detran CE. 
  • O PL ainda visa oferecer descontos de até 10% no pagamento da cota única do IPVA, para as pessoas físicas participantes do Sua Nota Tem Valor, programa desenvolvido pela Secretaria da Fazenda no intuito de estimular os consumidores a solicitar o número do CPF na nota fiscal no ato da compra. 
  • Embora tenha apresentado o planejamento referente ao respectivo imposto, o Estado ainda não publicou o calendário de pagamentos. 

Espírito Santo 

  1. O Governo do Estado do Espírito Santo, através da Secretaria de Fazenda publicou o calendário de vencimento do IPVA 2021. 
  2. Nele, é possível perceber que a cota única ou a primeira parcela do tributo de veículos leves, vencerá em abril de 2021, independentemente de qual for o número final da placa.

     

  3. Em contrapartida, o calendário de vencimentos de veículos pesados terá início no mês de março, para as placas com final 1 ou 2.

     

  4. Na oportunidade, os contribuintes que efetuarem o pagamento em cota única até a data do vencimento, terão 5% de desconto, além do que, os proprietários de veículos leves poderão parcelar o IPVA em até quatro vezes, já na situação dos veículos pesados, o parcelamento pode ser feito em até duas vezes.

     

  5. Calendário para automóveis, caminhonetas, utilitários, motocicletas, ciclomotores e motor-casa:

Carros usados em Rio Grande Do Sul com final da placa 1,2

Calendário para caminhões, ônibus e micro-ônibus: 

Carros usados em Rio Grande Do Sul com final da placa 1,2

Minas Gerais

  • O Governo do Estado de Minas Gerais também é um dos que já divulgou informações a respeito do IPVA 2021. 
  • Segundo o subsecretário da Receita Estadual, Osvaldo Lage Scavazza, acompanhado do superintendente de Arrecadação e Informações Fiscais, Leônidas Torres Marques, apresentou as datas de pagamento do IPVA MG 2021, bem como as condições de desconto. 
  • Scavazza informou que a expectativa de arrecadação com o IPVA 2021 é de R$ 6,33 bilhões, enquanto o valor médio do imposto do Estado é de R$ 612,54. 
  • Os pagamentos no Estado se iniciam a partir do dia 18 de janeiro, sendo encerrados em 24 de março.
  • A quantia ainda poderá ser parcelada em até três vezes, desde que a parcela mínima seja de R$ 150,00. 
  • O contribuinte que optar por quitar o IPVA MG 2021 à vista, será contemplado com um desconto de 3%, o qual também será direcionado aos contribuintes que quitaram rigorosamente em dia, todas as obrigações equivalentes ao veículo nos anos de 2019 e 2020. 
  • Este benefício é conhecido como “Bom Pagador”, e é aplicado automaticamente no cálculo do imposto. 

Carros usados em Rio Grande Do Sul com final da placa 1,2

Pará

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará, já disponibilizou a antecipação do IPVA, possibilitando que o pagamento adiantado seja realizado através da emissão de uma guia no site da SEFA, assegurando os seguintes descontos:  

  • 15% se o contribuinte não tiver sofrido multas nos últimos dois exercícios; 
  • 10% se o contribuinte não tiver multas no último exercício; e 

Contudo, o calendário oficial do Estado ainda não foi divulgado. 

Pernambuco

O Decreto nº 49.910, de 11 de dezembro de 2020, prevê no Estado de Pernambuco, os valores e prazos referentes ao IPVA para veículos usados no exercício de 2021. 

Além do mais, os proprietários que quitarem o imposto em cota única, irão receber 7% de desconto.

Carros usados em Rio Grande Do Sul com final da placa 1,2

Rio de Janeiro 

  1. O Estado do Rio de Janeiro também definiu as datas de pagamento do IPVA 2021, permitindo que os contribuintes optem pela quitação da cota única, dentro do prazo previsto, garantindo um desconto de 3% no valor do imposto.

     

  2. Conforme o calendário, o primeiro vencimento da quitação integral e da primeira parcela acontece no dia 21 de janeiro de 2021, para os veículos com placa final 0.

     

  3. Entretanto, se os proprietários optarem pelo parcelamento, será autorizado o pagamento sem desconto em até três vezes, de acordo com o número final da placa do veículo.

Carros usados em Rio Grande Do Sul com final da placa 1,2

Rio Grande do Sul 

  • Os proprietários de veículos do Estado do Rio Grande do Sul já estão autorizados a pagar o IPVA 2021 com desconto, desde a última quarta-feira, 16.
  • O pagamento antecipado até o dia 30 de dezembro, pode assegurar ainda mais economia para o cidadão, tendo em vista que serão contemplados com o desconto de 3% e anda terão o valor da Unidade de Padrão Fiscal (UPF/RS) nos patamares de 2020, enquanto isso, haverá uma atualização no valor logo na virada do ano, estimada em 3,54%.
  • Ou seja, efetuando o pagamento antecipado no mês de dezembro, junto à soma de todos os descontos máximos disponíveis, é possível obter uma redução de 25,05% sobre o valor total do IPVA. 
  • No caso dos contribuintes que optarem pelo parcelamento, estes também serão contemplados com algum desconto, desde que efetuem o pagamento da primeira parcela até o dia 29 de janeiro, garantindo 3% de desconto. 
  • As duas próximas parcelas devem ser pagas até o dia 26 de fevereiro, com 2% de desconto, e 31 de março, com 1% de desconto. 

Carros usados em Rio Grande Do Sul com final da placa 1,2

  1. O calendário de pagamentos do IPVA do Estado de São Paulo ainda não foi divulgado, no entanto, a quitação em cota única deve ser mantida na faixa de 3% de desconto. 
  2. Por Laura Alvarenga 

CRLV e IPVA 2021: veja como estão os prazos para pagamento

Carros usados em Rio Grande Do Sul com final da placa 1,2

Foto: Divulgação.

Carros usados em Rio Grande Do Sul com final da placa 1,2

Os valores das taxas e o calendário de pagamento variam de estado para estado e, geralmente, são definidos de acordo com a placa do veículo.

*Atualizado em 18/03 às 11h00.

Carros usados em Rio Grande Do Sul com final da placa 1,2Foto: Divulgação.

As medidas restritivas e a piora nos índices da Covid-19, em todo país, levaram alguns Departamentos Estaduais de Trânsito (Detrans) a adotar um calendário diferenciado de prazos para pagamentos de taxas, como licenciamento e IPVA de 2021.

Licenciamento 2021

O licenciamento é uma taxa anual, cujo pagamento é necessário para se obter a renovação do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), e que permite trafegar legalmente nas vias públicas, em todo território nacional.

No Distrito Federal e em alguns estados como Mato Grosso e Rio de Janeiro, os vencimentos do pagamento do licenciamento ficaram apenas para o segundo semestre deste ano

Outros estados como São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina ainda não divulgaram alterações no calendário de pagamento.

O Governo de Rondônia prorrogou o vencimento do Licenciamento Anual para o exercício 2021. Agora o calendário fica nos mesmos prazos estabelecidos para o vencimento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

Os proprietários dos veículos com placas finais 1, 2 e 3 têm até o dia 31 de maio de 2021 para pagar o IPVA e as taxas do Licenciamento Anual.

A medida em prol da população de Rondônia faz parte do enfrentamento à pandemia da Covid-19, que o Governo do Estado estabeleceu novas ações.

O calendário de licenciamento é definido de acordo com a placa do veículo e pode ser consultado junto ao Detran do estado onde o veículo está registrado.

IPVA 2021

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) é um imposto estadual. Ele é cobrado anualmente e a alíquota varia de estado para estado, de 1% a 6%, aplicado sobre o valor do veículo.

Na maioria dos estados, o vencimento da cota única do IPVA ou da primeira parcela (para quem optar pelo parcelamento) ocorre no início do ano. Quase sempre no primeiro trimestre.

Diferente disso, na Bahia,  Mato Grosso, Rio Grande do Norte e Sergipe os primeiros prazos de vencimento só iniciam no mês de março

O prazo para o pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) referente ao ano de 2021 foi ampliado no Amapá. Previsto para vencer em 15 de março, o prazo da 1ª das 6 parcelas do imposto foi adiada em 2 meses, podendo ser paga, sem juros, até 17 de maio. As demais parcelas também foram prorrogadas.

No Paraná, a terceira parcela do IPVA 2021 venceria em março, porém, com a prorrogação do pagamento, o vencimento passará para abril

Com isso, as demais parcelas também serão adiadas. Sendo assim, a quarta parcela terá o vencimento marcado para o mês de maio. Já a quinta, e última parcela, terá o seu vencimento no mês de junho.

O Governo do Paraná decidiu adiar em um mês o pagamento das três parcelas restantes do IPVA 2021. A medida faz parte de um pacote que tem objetivo de ajudar os paranaenses a enfrentar a crise causada pela pandemia da Covid-19.

Em Goiás, o calendário de pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) foi prorrogado pela Secretaria de Estado da Economia para os motoristas que têm veículos com placas finais de 1 a 5, devido aos impactos econômicos da pandemia da Covid-19.

 Os novos prazos para quitar o imposto variam de acordo com o número final da placa do veículo. O pagamento da terceira parcela ou parcela única foi transferido para 5 de agosto para os veículos com placas finais 1, 2, 3, 4 e 5.

Os mais beneficiados foram aqueles contribuintes que teriam de pagar a cota única neste mês de março, já que ganharam mais tempo para se organizarem financeiramente.

Os motoristas que optaram pelo parcelamento também terão o benefício. A primeira parcela para as placas finais 4 e 5 foi prorrogada para 7 de junho. Anteriormente o vencimento estava programado para abril e maio. Já a segunda parcela para o grupo de final 3, 4 e 5 foi prorrogada para 6 de julho. No calendário anterior, elas estavam agendadas para abril, maio e junho, respectivamente.

No Espírito Santo e no Rio Grande do Sul, o IPVA 2021 tem seu vencimento em abril. Conforme o número final da placa do veículo.

A sugestão do Portal do Trânsito é que o cidadão que tem dúvidas sobre o pagamento do Licenciamento e IPVA entre em contato com o Detran de seu estado, através do site do órgão e dos canais disponibilizados para atendimento online, e peça orientações

CRLV 2021

Após quitar todos os débitos do veículo, o cidadão tem acesso ao Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Este é um documento de porte obrigatório onde constam, além das características do veículo, informações sobre o pagamento do IPVA, do Seguro Obrigatório (DPVAT) e ano em exercício.

“Lembrando que, desde 2016, o porte obrigatório poderá ser dispensado quando, no momento da fiscalização, for possível ter acesso ao sistema informatizado do órgão responsável. Isso serve para verificar se o veículo está licenciado”, explica Eliane Pietsak, pedagoga e especialista em trânsito.

A versão digital do CRLV 2021 traz todas essas informações e tem a mesma validade jurídica do documento físico que era emitido pelos Departamentos Estaduais de Trânsito (Detrans). Ainda segundo a especialista, a orientação, para não haver surpresa no momento da fiscalização, é baixar a versão digital ou imprimir em casa.

Carros usados em Rio Grande Do Sul com final da placa 1,2

IPVA 2021: saiba como consultar e quando pagar

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) é um tributo anual de competência dos estados e do Distrito Federal. Calculada sobre o valor de mercado dos automóveis, a taxa que deve ser paga pelos proprietários de veículos representa, em média, 3% do preço do bem. Confira o calendário de pagamento do IPVA 2021 de seu estado.

LEIA MAIS

Como é calculado o IPVA?

Como explicado, o IPVA é de responsabilidade de cada estado. Mas, o mais comum é que, para o veículo usado, a base de cálculo do IPVA seja o preço médio praticado no mercado no final do exercício anterior ao da cobrança.

Os valores são pesquisados em publicações especializadas e, subsidiariamente, na rede revendedora. A cotação pode ser realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

O carro zero tem como referência o valor da nota fiscal.

No caso de carro antigo importado diretamente por consumidor, aplica-se, como a base de cálculo, o preço que consta no documento de desembaraço aduaneiro, acrescido dos demais tributos e encargos, ainda que não recolhidos pelo importador.

Qual o destino da arrecadação do IPVA?

Vinte por cento do valor arrecadado pelo IPVA vai para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e o remanescente é repartido 50% (cinquenta por cento) para o estado e a outra metade para o município de registro do veículo.

A quota-parte estadual compõe o orçamento anual e, dessa forma, destina-se às diversas áreas de atuação do estado, como saúde, educação, segurança pública e infraestrutura.

IPCA AC 2021

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), definiu as datas de pagamento do IPVA 2021 para os veículos do estado. Quitação em cota única vai garantir desconto de 10%.

De acordo com o calendário, o vencimento da cota única e da primeira parcela será no mesmo dia, a partir de 29 de janeiro de 2020, conforme o número do final da placa do automóvel.

A Portaria nº 342, de 9 de dezembro de 2020, que concede o desconto com as tabelas dos valores venais dos veículos, bem como os prazos, está publicada no Diário Oficial do Estado.

Conforme o texto, o IPVA deverá ser pago em cota única ou em três parcelas mensais, iguais e sucessivas.

Para o pagamento do imposto, o proprietário deverá emitir o Documento de Arrecadação Estadual (DAE) por meio do site www.detran.ac.gov.

br, ou retirá-lo no Posto Fiscal do IPVA, localizado nas dependências do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), ou nas agências da Sefaz de cada município.

Confira o calendário de vencimento do IPVA AC 2021

Final da placa
Cota única ou primeira parcela
2ª cota
3ª cota
1 e 2 29/01/2021

IPVA 2021: calendário de pagamento e valores por estado

Vale lembrar que todos os veículos de transporte terrestre utilizado por proprietários particulares e empresas estão submetidos ao imposto: desde os automóveis comuns até motocicletas, veículos de carga, utilitários, caminhonetes, caminhões, ônibus e até meios de transporte alternativos como quadriciclos.

Para calcular o valor do IPVA é necessário saber as alíquotas de cada estado: no caso de São Paulo, por exemplo, determina-se o índice de 4% sobre o valor venal do veículo — estimativa de preço do bem, que é calculada pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Dessa maneira, um automóvel que tem seu preço na Fipe tabelado em R$ 50 mil terá de pagar R$ 2 mil de IPVA em São Paulo (50.000 multiplicado por 0,04, a alíquota estadual).

Os governos estaduais podem realizar alterações anuais de eventuais benefícios, descontos e isenções e, por conta disso, é importante checar as informações da Secretaria da Fazenda de cada unidade da federação.

No caso de São Paulo, a legislação ficou mais desfavorável a novos proprietários de veículos movidos a energia limpa: automóveis elétricos ou movidos exclusivamente a álcool e GNV adquiridos a partir de 15/01/21 terão a alíquota de 4%, a mesma dos carros comuns. Aqueles que foram adquiridos antes dessa data serão cobrados com a alíquota de 3%.

Nem todos os governos estaduais anunciaram as datas para o pagamento do IPVA. Isso é definido, entretanto, de acordo com o final da placa de cada veículo.

Também é possível realizar o parcelamento do imposto em até três vezes na maioria dos estados. O número final da placa do veículo também determina a data limite para quitar as demais parcelas.

Veja a seguir as datas já anunciadas em cada estado, com os dias que vencem as parcelas:

Calendário IPVA Acre (pagamento em até três vezes)Finais de placas 1 e 2: 29 de janeiro, 26 de fevereiro, 31 de marçoFinais de placas 3 e 4: 26 de fevereiro, 31 de março e 30 de abrilFinal de placa 5: 31 de março, 30 de abril e 31 de maioFinal de placa 6: 30 de abril, 31 de maio e 30 de junhoFinal de placa 7: 31 de maio, 30 de junho e 31 de julhoFinal de placa 8: 30 de junho, 30 de julho e 31 de agostoFinal de placa 9: 30 de julho, 31 de agosto e 30 de setembroFinal de placa 0: 31 de agosto, 30 de setembro e 29 de outubro

Calendário IPVA Bahia (pagamento em até três vezes)Final de placa 1: 30 de março, 29 de abril e 28 de maioFinal de placa 2: 31 de março, 30 de abril e 31 de maioFinal de placa 3: 29 de abril, 27 de maio e 29 de junhoFinal de placa 4: 30 de abril, 28 de maio e 30 de junhoFinal de placa 5: 27 de maio, 29 de junho e 29 de julhoFinal de placa 6: 28 de maio, 30 de junho e 30 de julhoFinal de placa 7: 29 de junho, 29 de julho e 30 de agostoFinal de placa 8: 30 de junho, 30 de julho e 31 de agostoFinal de placa 9: 29 de julho, 30 de agosto e 29 de setembroFinal de placa 0: 30 de julho, 31 de agosto e 30 de setembro

Calendário IPVA Paraíba (pagamento em até três vezes)Final de placa 1: 29 de janeiro, 26 de fevereiro e 31 de marçoFinal de placa 2: 26 de fevereiro, 31 de março e 30 de abrilFinal de placa 3: 31 de março, 30 de abril e 31 de maioFinal de placa 4: 30 de abril, 31 de maio, 30 de junhoFinal de placa 5: 29 de maio, 30 de junho, 30 de julhoFinal de placa 6: 30 de junho, 30 de julho e 31 de agostoFinal de placa 7: 30 de julho, 31 de agosto e 30 de setembroFinal de placa 8: 30 de agosto, 30 de setembro e 29 de outubroFinal de placa 0: 29 de outubro, 30 de novembro e 29 de dezembro

Calendário IPVA Pernambuco (pagamento em até três vezes)Finais de placas 1 e 2: 9 de fevereiro, 9 de março e 6 de abrilFinais de placas 3 e 4: 12 de fevereiro, 12 de março e 9 de abrilFinais de placas 5 e 6: 19 de fevereiro, 17 de março e 14 de abrilFinais de placas 7 e 8: 23 de fevereiro, 24 de março e 20 de abrilFinais de placas 9 e 0: 26 de fevereiro, 31 de março e 28 de abril

Calendário IPVA Sergipe (pagamento em cota única, mas se pode parcelar em até 10 vezes no cartão)Final de placa 1: 31 de marçoFinal de placa 2: 31 de marçoFinal de placa 3: 30 de abrilFinal de placa 4: 31 de maioFinal de placa 5: 30 de junhoFinal de placa 6: 30 de julhoFinal de placa 7: 31 de agostoFinal de placa 8: 30 de setembroFinal de placa 9: 29 de outubroFinal de placa 0: 30 de novembro

  • Calendário IPVA Mato Grosso (pagamento pode ser realizado em até 6 parcelas)Final de placas 1, 2 e 3: data-limite para o pagamento da 1ª parcela 31 de marçoFinal de placas 4, 5 e 6: data-limite para o pagamento da 1ª parcela 30 de abrilFinal de placas 7, 8 e 9: data-limite para o pagamento da 1ª parcela 31 de maio
  • Final de placa 0: data-limite para o pagamento da 1ª parcela 30 de junho

Calendário IPVA Mato Grosso do Sul (pagamento pode ser realizado em até 5 parcelas)1ª parcela: 29 de janeiro2ª parcela: 26 de fevereiro3ª parcela: 31 de março4ª parcela: 30 de abril5ª parcela: 31 de maio

Calendário IPVA Espírito SantoProprietários de veículos convencionais e motocicletas terão desconto de 5% ao pagar em cota única, com vencimento em abril. Em caso de parcelamento, é possível dividir o valor em 4 vezes, com pagamento final em julho.

Calendário IPVA Minas Gerais (pagamento em até três vezes)Finais de placas 1 e 2: 18 de janeiro, 18 fevereiro e 18 de marçoFinais de placas 3 e 4: 19 de janeiro, 19 de fevereiro e 19 de marçoFinais de placas 5 e 6: 20 de janeiro, 22 de fevereiro e 22 de marçoFinais de placas 7 e 8: 21 de janeiro, 23 de fevereiro e 23 de marçoFinais de placas 9 e 0: 22 de janeiro, 24 de fevereiro e 24 de março

Calendário IPVA Rio de Janeiro (pagamento em até três vezes)Final de placa 0: 21 de janeiro, 22 de fevereiro, 24 de marçoFinal de placa 1: 22 de janeiro, 23 de fevereiro, 25 de marçoFinal de placa 2: 25 de janeiro, 24 de fevereiro, 26 de marçoFinal de placa 3: 26 de janeiro, 25 de fevereiro, 29 de marçoFinal de placa 4: 27 de janeiro, 26 de fevereiro, 30 de marçoFinal de placa 5: 28 de janeiro, 1º de março, 5 de abrilFinal de placa 6: 29 de janeiro, 2 de março, 6 de abrilFinal de placa 7: 1º de fevereiro, 3 de março, 7 de abrilFinal de placa 8: 2 de fevereiro, 4 de março, 8 de abrilFinal de placa 9: 3 de fevereiro, 5 de março, 9 de abril

Calendário IPVA São Paulo (pagamento em até três vezes)Final de placa 1: 7 de janeiro, 9 de fevereiro e 9 de marçoFinal de placa 2: 8 de janeiro, 10 de fevereiro e 10 de marçoFinal de placa 3: 11 de janeiro, 11 de fevereiro e 11 de marçoFinal de placa 4: 12 de janeiro, 12 de fevereiro e 12 de marçoFinal de placa 5: 13 de janeiro, 18 de fevereiro e 15 de marçoFinal de placa 6: 14 de janeiro, 19 de fevereiro e 16 de marçoFinal de placa 7: 15 de janeiro, 22 de fevereiro e 17 de marçoFinal de placa 8: 18 de janeiro, 23 de fevereiro e 18 de marçoFinal de placa 9: 19 de janeiro, 24 de fevereiro e 19 de marçoFinal de placa 0: 20 de janeiro, 25 de fevereiro e 22 de março

Calendário IPVA Rio Grande do Sul (é possível realizar o parcelamento em até três vezes)Final de placa 1: vencimento em 1º de abrilFinal de placa 2: vencimento em 5 de abrilFinal de placa 3: vencimento em 7 de abrilFinal de placa 4: vencimento em 9 de abrilFinal de placa 5: vencimento em 12 de abrilFinal de placa 6: vencimento em 14 de abrilFinal de placa 7: vencimento em 16 de abrilFinal de placa 8: vencimento em 19 de abrilFinal de placa 9: vencimento em 23 de abrilFinal de placa 10: vencimento em 26 de abril

O imposto pode ser pago em qualquer banco credenciado, de acordo com o estado. Para emitir o boleto, é possível acessar os sites do Detran local e da Secretaria da Fazenda estadual.

Instituições financeiras oferecem para clientes de alguns estados o pagamento por meio do serviço de internet banking.

Em Goiás, Roraima e no Rio Grande do Norte, veículos com mais de dez anos de fabricação estão isentos do IPVA. Os seguinte estados oferecem a isenção do imposto para veículos com mais de 15 anos de fabricação: Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rondônia, Sergipe e Tocantins.

Em Mato Grosso, veículos fabricados há 18 anos estão livres do imposto. Já no Acre, Alagoas, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo, o tempo para a isenção é de 20 anos de fabricação.

Em Santa Catarina, somente veículos fabricados antes de 1985 deixam de pagar o IPVA. Em Minas Gerais e Pernambuco, a cobrança é feita a partir de um cálculo progressivo de acordo com o ano de fabricação do veículo.

Por força de lei, certas categorias profissionais que utilizam o veículo como ferramenta profissional (como taxistas) estão isentos do pagamento. Mas é aconselhável verificar as condições em cada estado.

Pessoas com deficiência (PCD) também podem não pagar o imposto. Mas no caso do estado de São Paulo, cerca de de 80% das pessoas que pediram isenção em 2020 perderão esse benefício: agora, apenas motoristas com deficiência severa ou profunda ficarão livres do IPVA. Por conta dessas alterações anuais, é necessário verificar as regras de cada estado.

Os estados também definem descontos para quem realiza o pagamento com antecedência ou em menos parcelas: para isso, é necessário verificar as condições estabelecidas localmente.

2 de 2 (Foto: Oswaldo Corneti / Fotos Públicas ) — Foto: Auto Esporte

(Foto: Oswaldo Corneti / Fotos Públicas ) — Foto: Auto Esporte

Quando o pagamento não é registrado dentro do período determinado, há uma multa diária. Em São Paulo, por exemplo, a multa é de 0,33% por dia, e após o prazo de 60 dias, é fixada em 20% do valor do imposto.

Caso o motorista continue inadimplente após essa data, a multa será de 40% do valor do imposto e seu nome será enviado ao Cadin estadual e isso também pode impossibilitar o licenciamento do veículo.

Para onde vai o dinheiro do IPVA?

O imposto anual é considerado uma das arrecadações mais importantes para a maioria dos estados. Em São Paulo, 20% do total arrecadado vai para o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

Do valor restante, 40% vai para o estado e 40% para o município de registro do veículo, que deve corresponder ao local de domicílio ou residência de seu proprietário. Isso vale para as demais unidades da federação.

Mais do que ser utilizado no orçamento público de mobilidade, o IPVA também é aplicado em outras áreas da administração, como saúde, educação e segurança.

Quer ter acesso aos conteúdos exclusivos da Autoesporte? É só clicar aqui para acessar a revista digital

IPVA 2021: confira calendário de pagamento no RS

Proprietários que tiverem os descontos de Bom Motorista (condutores que não tiveram registro de infrações nos sistemas) e Bom Cidadão (contribuinte que participa do programa da Nota Fiscal Gaúcha e a solicitação de notas com CPF na hora da compra) podem ter uma redução de até 25,05% sobre o valor total do IPVA.

As alíquotas incidentes sobre o valor dos veículos permanecem as mesmas, sendo 3% para automóveis e camionetes, 2% para motocicletas e 1% para caminhões, ônibus, micro-ônibus e automóveis e camionetes para locação.

O valor do tributo estará disponível para consulta antes de 16 de dezembro, data de início do calendário de pagamento.

A consulta de informações sobre o veículo pode ser feita no site.

1 de 2
Calendário de pagamento do IPVA inicia no próximo dia 16 — Foto: Divulgação/Detran-RS

Calendário de pagamento do IPVA inicia no próximo dia 16 — Foto: Divulgação/Detran-RS

Em média, o valor do imposto em 2021 terá redução estimada em 4,6%, correspondente à depreciação da frota, para os cerca de 3,8 milhões de veículos tributáveis.

A expectativa da Secretaria da Fazenda é arrecadar R$ 3,1 bilhões com o IPVA 2021, valor que é repartido automaticamente 50% para o Estado e 50% para o município do licenciamento do veículo. Pelas estimativas da Receita Estadual, o período de pagamento antecipado, até 30 de dezembro, deve representar arrecadação bruta de cerca de R$ 900 milhões.

Dos 7 milhões de veículos no RS, 53,1% são tributáveis e 46,9% isentos. Entre as principais isenções estão veículos com mais de 20 anos (cerca de 2,5 milhões de veículos) e veículos cujo valor do imposto é inferior a 4 UPF (uma UPF vale R$ 20,30).

O calendário final de pagamento do IPVA 2021 se encerra em abril, conforme o final da placa de cada veículo.

2 de 2
Calendário de vencimento do IPVA 2021 no RS — Foto: Governo do RS

Calendário de vencimento do IPVA 2021 no RS — Foto: Governo do RS

Outra possibilidade de pagamento do IPVA 2021 é o parcelamento com desconto. Para isso, o proprietário do veículo precisa pagar a primeira parcela até 29 de janeiro, com 3% de desconto. As próximas duas serão em fevereiro, até o dia 26 com redução de 2%, e março, até o dia 31 com desconto de 1%. Nesses casos, os valores já estarão atualizados pela variação da UPF.

Para fazer o parcelamento é obrigatório o pagamento em três vezes dentro dos prazos estipulados pelo governo. É imprescindível o pagamento da primeira parcela ainda dentro do mês de janeiro.

O IPVA pode ser pago no Banrisul, Bradesco, Santander, Sicredi, Caixa (agências lotéricas) e Banco do Brasil (somente para clientes).

DetranRS divulga o calendário de licenciamento de veículos para 2021

O calendário de Licenciamento 2021, publicado na Portaria Detran/RS nº 366/2020, traz as datas de vencimento do licenciamento anual dos veículos registrados no RS, bem como as datas limite para transitar com o documento de 2020. Assim como nos últimos anos, com a antecipação, as datas do pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores não coincidem com o calendário de licenciamento do DetranRS.

O prazo para pagamento antecipado do IPVA em cota única vai de 16 a 30 de dezembro, de forma parcelada em janeiro, fevereiro e março, ou até abril de 2021, quando vencem todos os prazos.

Já a validade do licenciamento tem prazo mais longo, variando conforme o último dígito da placa: 30 de abril para finais 1, 2 e 3; 31 de maio para finais 4, 5 e 6; 30 de junho para finais 7 e 8; e 31 de julho para finais 9 e 0.

Importante destacar que quem antecipar o IPVA ainda não terá acesso ao documento 2021. Isso porque o licenciamento do veículo é composto também por taxa do DetranRS, eventuais multas vencidas (que poderão ser pagas com o imposto) e o seguro obrigatório (DPVAT).

Somente após a quitação de todos os valores, o veículo estará licenciado para o próximo exercício, quando será liberado o novo documento de licenciamento (CRLV). Isso só deve ocorrer depois da virada de ano, já que ainda não há definição sobre a cobrança do seguro DPVAT pela Seguradora Líder em 2021.

É necessário aguardar essa decisão em âmbito federal.

IPVAO IPVA, imposto estadual recolhido pela Secretaria da Fazenda (Sefaz), estará disponível para pagamento em cota única a partir do dia 16, com possibilidade de desconto máximo de 25,05%. Além dos descontos por antecipação de pagamento, serão consideradas as vantagens do Bom Motorista e do Bom Cidadão.

Esse ano, em razão da pandemia, foram ampliados os prazos para renovação de CNH vencida ao longo de 2020, questão que interfere nos benefícios do Bom Motorista.

Por isso, os órgãos envolvidos no processamento dessas informações (Sefaz, DetranRS, Procergs, bancos conveniados etc) estão revendo os valores, que serão atualizados até o final desta semana, antes do início do pagamento antecipado.

Consultas podem ser feitas no link . Não aparecerá a informação do DPVAT até as definições federais sobre o seguro.

Para saber mais sobre os descontos do IPVA, acesse o site.

CRLV digital ou impresso em folha branca comum

O CRLV será disponibilizado apenas em 2021, após definição federal sobre o DPVAT. O documento será atualizado automaticamente em sistema, confirmada a compensação bancária de todos os encargos legais do licenciamento.

A partir daí, o proprietário do veículo terá total independência para acessar o CRLV digital no celular, via aplicativo Carteira Digital de Trânsito, ou, se quiser, imprimir o documento em papel branco e formato A4, com tinta preta, em página única.

O DetranRS destaca que não haverá envio de CRLV 2021 pelos Correios no Rio Grande do Sul. Desde 31/7/20, o documento de licenciamento do veículo não é mais emitido em papel moeda. A mudança está prevista em regramento federal (Resolução 788/2019, do Contran) e ocorre em todo o Brasil.

Licenciamento do carro 2021: veja prazos, valores e descontos em cada estado

O Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), conhecido popularmente como licenciamento, é um documento de renovação anual obrigatória. Ele é a garantia de que o veículo está regularizado para circular sem problemas. 

Diferente do Imposto sobre Propriedade dos Veículos Automotores (IPVA), que oferece a isenção para alguns veículos devido ao tempo de fabricação, todos os automotores têm de estar licenciados. 

Leia também: IPVA 2021: saiba como pagar com desconto nos principais estados

Vale lembrar ainda que, neste ano, veículos isentos por tempo de uso terão apenas o licenciamento para ser pago, já que o Seguro DPVAT não será cobrado.

No estado de São Paulo, a taxa cobrada para emissão do documento no exercício de 2021 é de R$ 98,91 para todos os veículos até a próxima quinta-feira (14). A partir de sexta (15), o valor será mantido para os usados, mas subirá a R$ 131,80 para a regularização de veículos zero-quilômetro – sem o desconto de 40%.

O pagamento antecipado da taxa poderá ser feito até 31 de maio, de acordo com o Detran-SP. Caso o proprietário não queira realizar a quitação neste primeiro período, poderá aguardar até a abertura do calendário anual, que começa em 1º de abril para veículos leves e 1º de setembro para pesados. Ambos terminam em dezembro. Confira as datas para os leves:

  • Placa com final 1: vencimento em abril
  • Placa com final 2: vencimento em maio
  • Placa com final 3: vencimento em junho
  • Placa com final 4: vencimento em julho
  • Placa com final 5: vencimento em agosto
  • Placa com final 6: vencimento em agosto
  • Placa com final 7: vencimento em setembro
  • Placa com final 8: vencimento em outubro
  • Placa com final 9: vencimento em novembro
  • Placa com final 0: vencimento em dezembro

Leia também: Quais carros mais subiram e quais mais caíram nas vendas em 2020?

O documento pode ser pago via caixa eletrônico, aplicativo ou internet banking dos bancos conveniados, que são: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú, Safra e Santander. Além disso, lotéricas também recebem o pagamento.

Lembrando que neste ano o documento será digital e não mais enviado à residência do proprietário. Após o pagamento da taxa, o documento ficará liberado para download ou impressão.

Quem optar pelo uso digital poderá realizar o download do documento no aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT) e mantê-lo no celular. Já a impressão poderá ser feita em papel sulfite comum.

A consulta poderá ser feita nos portais: poupatempo.sp.gov.br; detran.sp.gov.br; portalservicos.denatran.serpro.gov.br.

Leia também: Estes 10 carros serão os principais lançamentos de 2021 

Entre os principais estados do país, São Paulo foi o único a adotar prazo limite com reajuste para veículos zero-quilômetros. Outras unidades federativas, o valor da cobrança é igual para novos, seminovos e usados.

Outros estados como Rio de Janeiro e Mato Grosso, por exemplo, estipularam valores de R$ 219,37 e R$ 126,06, respectivamente, como padrão para regularização dos veículos. Nem todos os estados divulgaram os valores para quitação. 

No entanto, com o número do Renavam do veículo, o proprietário pode ter acesso à tabela de preços para realizar o pagamento. Para mais informações sobre a quitação do licenciamento em seu estado, clique sobre o link correspondente:

Talvez você também se interesse por:

Carro automático abaixo de R$ 60 mil virou lenda. Veja os mais baratos
Como dirigir um carro automático: aprenda de forma simples
Qual câmbio é melhor para você: manual ou automático?
Qual câmbio é melhor para você: manual ou automático? 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*