Carros em Rio Grande Do Sul cor Prata Quilometragem 33,178 km a 72,000 km com Alarme com final da placa 7,8

Vale lembrar que todos os veículos de transporte terrestre utilizado por proprietários particulares e empresas estão submetidos ao imposto: desde os automóveis comuns até motocicletas, veículos de carga, utilitários, caminhonetes, caminhões, ônibus e até meios de transporte alternativos como quadriciclos.

Para calcular o valor do IPVA é necessário saber as alíquotas de cada estado: no caso de São Paulo, por exemplo, determina-se o índice de 4% sobre o valor venal do veículo — estimativa de preço do bem, que é calculada pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Dessa maneira, um automóvel que tem seu preço na Fipe tabelado em R$ 50 mil terá de pagar R$ 2 mil de IPVA em São Paulo (50.000 multiplicado por 0,04, a alíquota estadual).

Os governos estaduais podem realizar alterações anuais de eventuais benefícios, descontos e isenções e, por conta disso, é importante checar as informações da Secretaria da Fazenda de cada unidade da federação.

No caso de São Paulo, a legislação ficou mais desfavorável a novos proprietários de veículos movidos a energia limpa: automóveis elétricos ou movidos exclusivamente a álcool e GNV adquiridos a partir de 15/01/21 terão a alíquota de 4%, a mesma dos carros comuns. Aqueles que foram adquiridos antes dessa data serão cobrados com a alíquota de 3%.

Nem todos os governos estaduais anunciaram as datas para o pagamento do IPVA. Isso é definido, entretanto, de acordo com o final da placa de cada veículo.

Também é possível realizar o parcelamento do imposto em até três vezes na maioria dos estados. O número final da placa do veículo também determina a data limite para quitar as demais parcelas.

Veja a seguir as datas já anunciadas em cada estado, com os dias que vencem as parcelas:

Calendário IPVA Acre (pagamento em até três vezes)Finais de placas 1 e 2: 29 de janeiro, 26 de fevereiro, 31 de marçoFinais de placas 3 e 4: 26 de fevereiro, 31 de março e 30 de abrilFinal de placa 5: 31 de março, 30 de abril e 31 de maioFinal de placa 6: 30 de abril, 31 de maio e 30 de junhoFinal de placa 7: 31 de maio, 30 de junho e 31 de julhoFinal de placa 8: 30 de junho, 30 de julho e 31 de agostoFinal de placa 9: 30 de julho, 31 de agosto e 30 de setembroFinal de placa 0: 31 de agosto, 30 de setembro e 29 de outubro

Calendário IPVA Bahia (pagamento em até três vezes)Final de placa 1: 30 de março, 29 de abril e 28 de maioFinal de placa 2: 31 de março, 30 de abril e 31 de maioFinal de placa 3: 29 de abril, 27 de maio e 29 de junhoFinal de placa 4: 30 de abril, 28 de maio e 30 de junhoFinal de placa 5: 27 de maio, 29 de junho e 29 de julhoFinal de placa 6: 28 de maio, 30 de junho e 30 de julhoFinal de placa 7: 29 de junho, 29 de julho e 30 de agostoFinal de placa 8: 30 de junho, 30 de julho e 31 de agostoFinal de placa 9: 29 de julho, 30 de agosto e 29 de setembroFinal de placa 0: 30 de julho, 31 de agosto e 30 de setembro

Calendário IPVA Paraíba (pagamento em até três vezes)Final de placa 1: 29 de janeiro, 26 de fevereiro e 31 de marçoFinal de placa 2: 26 de fevereiro, 31 de março e 30 de abrilFinal de placa 3: 31 de março, 30 de abril e 31 de maioFinal de placa 4: 30 de abril, 31 de maio, 30 de junhoFinal de placa 5: 29 de maio, 30 de junho, 30 de julhoFinal de placa 6: 30 de junho, 30 de julho e 31 de agostoFinal de placa 7: 30 de julho, 31 de agosto e 30 de setembroFinal de placa 8: 30 de agosto, 30 de setembro e 29 de outubroFinal de placa 0: 29 de outubro, 30 de novembro e 29 de dezembro

Calendário IPVA Pernambuco (pagamento em até três vezes)Finais de placas 1 e 2: 9 de fevereiro, 9 de março e 6 de abrilFinais de placas 3 e 4: 12 de fevereiro, 12 de março e 9 de abrilFinais de placas 5 e 6: 19 de fevereiro, 17 de março e 14 de abrilFinais de placas 7 e 8: 23 de fevereiro, 24 de março e 20 de abrilFinais de placas 9 e 0: 26 de fevereiro, 31 de março e 28 de abril

Calendário IPVA Sergipe (pagamento em cota única, mas se pode parcelar em até 10 vezes no cartão)Final de placa 1: 31 de marçoFinal de placa 2: 31 de marçoFinal de placa 3: 30 de abrilFinal de placa 4: 31 de maioFinal de placa 5: 30 de junhoFinal de placa 6: 30 de julhoFinal de placa 7: 31 de agostoFinal de placa 8: 30 de setembroFinal de placa 9: 29 de outubroFinal de placa 0: 30 de novembro

  • Calendário IPVA Mato Grosso (pagamento pode ser realizado em até 6 parcelas)Final de placas 1, 2 e 3: data-limite para o pagamento da 1ª parcela 31 de marçoFinal de placas 4, 5 e 6: data-limite para o pagamento da 1ª parcela 30 de abrilFinal de placas 7, 8 e 9: data-limite para o pagamento da 1ª parcela 31 de maio
  • Final de placa 0: data-limite para o pagamento da 1ª parcela 30 de junho

Calendário IPVA Mato Grosso do Sul (pagamento pode ser realizado em até 5 parcelas)1ª parcela: 29 de janeiro2ª parcela: 26 de fevereiro3ª parcela: 31 de março4ª parcela: 30 de abril5ª parcela: 31 de maio

Calendário IPVA Espírito SantoProprietários de veículos convencionais e motocicletas terão desconto de 5% ao pagar em cota única, com vencimento em abril. Em caso de parcelamento, é possível dividir o valor em 4 vezes, com pagamento final em julho.

Calendário IPVA Minas Gerais (pagamento em até três vezes)Finais de placas 1 e 2: 18 de janeiro, 18 fevereiro e 18 de marçoFinais de placas 3 e 4: 19 de janeiro, 19 de fevereiro e 19 de marçoFinais de placas 5 e 6: 20 de janeiro, 22 de fevereiro e 22 de marçoFinais de placas 7 e 8: 21 de janeiro, 23 de fevereiro e 23 de marçoFinais de placas 9 e 0: 22 de janeiro, 24 de fevereiro e 24 de março

Calendário IPVA Rio de Janeiro (pagamento em até três vezes)Final de placa 0: 21 de janeiro, 22 de fevereiro, 24 de marçoFinal de placa 1: 22 de janeiro, 23 de fevereiro, 25 de marçoFinal de placa 2: 25 de janeiro, 24 de fevereiro, 26 de marçoFinal de placa 3: 26 de janeiro, 25 de fevereiro, 29 de marçoFinal de placa 4: 27 de janeiro, 26 de fevereiro, 30 de marçoFinal de placa 5: 28 de janeiro, 1º de março, 5 de abrilFinal de placa 6: 29 de janeiro, 2 de março, 6 de abrilFinal de placa 7: 1º de fevereiro, 3 de março, 7 de abrilFinal de placa 8: 2 de fevereiro, 4 de março, 8 de abrilFinal de placa 9: 3 de fevereiro, 5 de março, 9 de abril

Leia também:  Jak wspierać pracę wątroby?

Calendário IPVA São Paulo (pagamento em até três vezes)Final de placa 1: 7 de janeiro, 9 de fevereiro e 9 de marçoFinal de placa 2: 8 de janeiro, 10 de fevereiro e 10 de marçoFinal de placa 3: 11 de janeiro, 11 de fevereiro e 11 de marçoFinal de placa 4: 12 de janeiro, 12 de fevereiro e 12 de marçoFinal de placa 5: 13 de janeiro, 18 de fevereiro e 15 de marçoFinal de placa 6: 14 de janeiro, 19 de fevereiro e 16 de marçoFinal de placa 7: 15 de janeiro, 22 de fevereiro e 17 de marçoFinal de placa 8: 18 de janeiro, 23 de fevereiro e 18 de marçoFinal de placa 9: 19 de janeiro, 24 de fevereiro e 19 de marçoFinal de placa 0: 20 de janeiro, 25 de fevereiro e 22 de março

Calendário IPVA Rio Grande do Sul (é possível realizar o parcelamento em até três vezes)Final de placa 1: vencimento em 1º de abrilFinal de placa 2: vencimento em 5 de abrilFinal de placa 3: vencimento em 7 de abrilFinal de placa 4: vencimento em 9 de abrilFinal de placa 5: vencimento em 12 de abrilFinal de placa 6: vencimento em 14 de abrilFinal de placa 7: vencimento em 16 de abrilFinal de placa 8: vencimento em 19 de abrilFinal de placa 9: vencimento em 23 de abrilFinal de placa 10: vencimento em 26 de abril

O imposto pode ser pago em qualquer banco credenciado, de acordo com o estado. Para emitir o boleto, é possível acessar os sites do Detran local e da Secretaria da Fazenda estadual.

Instituições financeiras oferecem para clientes de alguns estados o pagamento por meio do serviço de internet banking.

Em Goiás, Roraima e no Rio Grande do Norte, veículos com mais de dez anos de fabricação estão isentos do IPVA. Os seguinte estados oferecem a isenção do imposto para veículos com mais de 15 anos de fabricação: Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rondônia, Sergipe e Tocantins.

Em Mato Grosso, veículos fabricados há 18 anos estão livres do imposto. Já no Acre, Alagoas, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo, o tempo para a isenção é de 20 anos de fabricação.

Em Santa Catarina, somente veículos fabricados antes de 1985 deixam de pagar o IPVA. Em Minas Gerais e Pernambuco, a cobrança é feita a partir de um cálculo progressivo de acordo com o ano de fabricação do veículo.

Por força de lei, certas categorias profissionais que utilizam o veículo como ferramenta profissional (como taxistas) estão isentos do pagamento. Mas é aconselhável verificar as condições em cada estado.

Pessoas com deficiência (PCD) também podem não pagar o imposto. Mas no caso do estado de São Paulo, cerca de de 80% das pessoas que pediram isenção em 2020 perderão esse benefício: agora, apenas motoristas com deficiência severa ou profunda ficarão livres do IPVA. Por conta dessas alterações anuais, é necessário verificar as regras de cada estado.

Os estados também definem descontos para quem realiza o pagamento com antecedência ou em menos parcelas: para isso, é necessário verificar as condições estabelecidas localmente.

2 de 2 (Foto: Oswaldo Corneti / Fotos Públicas ) — Foto: Auto Esporte

(Foto: Oswaldo Corneti / Fotos Públicas ) — Foto: Auto Esporte

Quando o pagamento não é registrado dentro do período determinado, há uma multa diária. Em São Paulo, por exemplo, a multa é de 0,33% por dia, e após o prazo de 60 dias, é fixada em 20% do valor do imposto.

Caso o motorista continue inadimplente após essa data, a multa será de 40% do valor do imposto e seu nome será enviado ao Cadin estadual e isso também pode impossibilitar o licenciamento do veículo.

Para onde vai o dinheiro do IPVA?

O imposto anual é considerado uma das arrecadações mais importantes para a maioria dos estados. Em São Paulo, 20% do total arrecadado vai para o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

Do valor restante, 40% vai para o estado e 40% para o município de registro do veículo, que deve corresponder ao local de domicílio ou residência de seu proprietário. Isso vale para as demais unidades da federação.

Mais do que ser utilizado no orçamento público de mobilidade, o IPVA também é aplicado em outras áreas da administração, como saúde, educação e segurança.

Quer ter acesso aos conteúdos exclusivos da Autoesporte? É só clicar aqui para acessar a revista digital

Licenciamento em outubro: veículos com placa final 8 têm até o final do mês para realizar o procedimento — GARAGEM 360

Quem é proprietário de automóveis e motocicletas com o final da placa 8 precisa realizar o licenciamento em outubro. O procedimento é obrigatório, sendo que em cada mês é necessário regularizar a situação de acordo com o último numeral da identificação. Cada estado cobra um valor diferente, sendo que em São Paulo é de R$ 87,38.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Licenciamento em outubro: caminhões

Os caminhões também precisam realizar o licenciamento em outubro. Porém, nesse caso, são os modelos com placa finalizadas em 3, 4 ou 5. O valor é o mesmo dos demais veículos.

Como realizar

Não é necessário nenhum boleto para pagar em São Paulo. Basta informar o número do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) ao caixa bancário. Também é possível selecionar essa opção nos terminais eletrônicos das agências ou no internet banking. É preciso quitar possíveis débitos de IPVA, seguro obrigatório e multas.

No estado paulista, dá para retirar o documento com o comprovante de pagamento e um documento de identificação em mãos. O condutor deve ir à unidade do Detran.

SP onde o veículo está registrado ou em qualquer posto Poupatempo para solicitar a emissão do documento. Se preferir, pode receber o licenciamento em casa.

Para isso, tem que pagar o custo de envio pelos Correios, de R$ 11, no momento em que pagar a taxa de licenciamento. O prazo de postagem é de até sete dias úteis após a emissão.

LEIA MAIS: SUV elétrico da Jaguar, I-Pace emite som para alertar pedestres

Porta-malas: veja a capacidade dos principais SUVs do Brasil

Agenda de licenciamento 2018 – carros e motos

  • Final de placa 1: até o final de abril
  • Final de placa 2: até o final de maio
  • Final de placa 3: até o final de junho
  • Final de placa 4: até o final de julho
  • Final de placa 5 e 6: até o final de agosto
  • Final de placa 7 – até o final de setembro
  • Final de placa 8 – até o final de outubro
  • Final de placa 9 – até o final de novembro
  • Final de placa 0 – até o final de dezembro
Leia também:  Gorzki posmak w ustach

Na galeria, confira também os modelos que já foram testados pelo Garagem360.

Nissan Sentra SL 2019. O teste completo está aqui: https://bit.ly/2Ont4Qa |Foto: Leo Alves/Garagem360 Nissan Sentra SL 2019. O teste completo está aqui: https://bit.ly/2Ont4Qa |Foto: Leo Alves/Garagem360 Nissan Sentra SL 2019. O teste completo está aqui: https://bit.ly/2Ont4Qa |Foto: Leo Alves/Garagem360 Volkswagen Golf Variant Comfortline 2019. O teste completo está aqui: https://bit.ly/2pesb1r |Foto: Leo Alves/Garagem360 Volkswagen Golf Variant Comfortline 2019. O teste completo está aqui: https://bit.ly/2pesb1r |Foto: Leo Alves/Garagem360 Volkswagen Golf Variant Comfortline 2019. O teste completo está aqui: https://bit.ly/2pesb1r |Foto: Leo Alves/Garagem360 Toyota Corolla Altis 2019. O teste completo está aqui: https://bit.ly/2OjwrY7 |Foto: Leo Alves/Garagem360 Toyota Corolla Altis 2019. O teste completo está aqui: https://bit.ly/2OjwrY7 |Foto: Leo Alves/Garagem360 Toyota Corolla Altis 2019. O teste completo está aqui: https://bit.ly/2OjwrY7 |Foto: Leo Alves/Garagem360 A Chevrolet Spin Activ 7 2019. Confira a avaliação completa aqui: https://bit.ly/2QvLkbf |Foto: Leo Alves/Garagem360 A Chevrolet Spin Activ 7 2019. Confira a avaliação completa aqui: https://bit.ly/2QvLkbf |Foto: Leo Alves/Garagem360 A Chevrolet Spin Activ 7 2019. Confira a avaliação completa aqui: https://bit.ly/2QvLkbf |Foto: Leo Alves/Garagem360 Volvo V40: o teste completo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-hFu |Foto: Paulo Basso Jr./Garagem360 Volvo V40: o teste completo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-hFu |Foto: Paulo Basso Jr./Garagem360 Volvo V40: o teste completo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-hFu |Foto: Paulo Basso Jr./Garagem360 Honda Civic EX 2018: o teste completo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-hIf |Foto: Leo Alves/Garagem360 Honda Civic EX 2018: o teste completo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-hIf |Foto: Leo Alves/Garagem360 Honda Civic EX 2018: o teste completo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-hIf |Foto: Leo Alves/Garagem360 Honda City EXL 2018: o teste completo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-hC7 |Foto: Leo Alves/Garagem360 Honda City EXL 2018: o teste completo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-hC7 |Foto: Leo Alves/Garagem360 Honda City EXL 2018: o teste completo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-hC7 |Foto: Leo Alves/Garagem360 Chevrolet S10 Midnight: o teste completo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-hlh |Foto: Leo Alves/Garagem360 Chevrolet S10 Midnight: o teste completo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-hlh |Foto: Leo Alves/Garagem360 Chevrolet S10 Midnight: o teste completo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-hlh |Foto: Leo Alves/Garagem360 Peugeot 208 Griffe: o teste completo do modelo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-h2x|Foto: Leo Alves/Garagem360 Peugeot 208 Griffe: o teste completo do modelo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-h2x|Foto: Leo Alves/Garagem360 Peugeot 208 Griffe: o teste completo do modelo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-h2x|Foto: Leo Alves/Garagem360 Citroën C3 Exclusive: o teste completo do modelo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-gWD|Foto: Leo Alves/Garagem360 Citroën C3 Exclusive: o teste completo do modelo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-gWD|Foto: Leo Alves/Garagem360 Citroën C3 Exclusive: o teste completo do modelo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-gWD|Foto: Leo Alves/Garagem360 Volkswagen Up Pepper: o teste completo do modelo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-gLN |Foto: Leo Alves/Garagem360 Volkswagen Up Pepper: o teste completo do modelo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-gLN |Foto: Leo Alves/Garagem360 Volkswagen Up Pepper: o teste completo do modelo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-gLN |Foto: Leo Alves/Garagem360 Volkswagen Virtus MSI: o teste completo do modelo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-gBn|Foto: Leo Alves/Garagem360 Volkswagen Virtus MSI: o teste completo do modelo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-gBn|Foto: Leo Alves/Garagem360 Volkswagen Virtus MSI: o teste completo do modelo está aqui: https://wp.me/p8wO5A-gBn|Foto: Leo Alves/Garagem360 Honda HR-V EX. O teste completo está aqui: https://goo.gl/xmNUUd |Foto: Leo Alves/Garagem360 Honda HR-V EX. O teste completo está aqui: https://goo.gl/xmNUUd |Foto: Leo Alves/Garagem360 Honda HR-V EX. O teste completo está aqui: https://goo.gl/xmNUUd |Foto: Leo Alves/Garagem360 Honda HR-V LX. O teste completo está em: https://goo.gl/bHzVn7 |Foto: Maria Beatriz Vaccari/Garagem360 Honda HR-V LX. O teste completo está em: https://goo.gl/bHzVn7 |Foto: Maria Beatriz Vaccari/Garagem360 Chevrolet Equinox Premier. O teste completo está aqui: https://goo.gl/Xwg6FU |Foto: Leo Alves/Garagem360 Chevrolet Equinox Premier. O teste completo está aqui: https://goo.gl/Xwg6FU |Foto: Leo Alves/Garagem360 Chevrolet Equinox Premier. O teste completo está aqui: https://goo.gl/Xwg6FU |Foto: Leo Alves/Garagem360 Audi A4 Ambition. O teste completo está aqui: https://goo.gl/NnCpVj |Foto: Paulo Basso Jr./Garagem360 Audi A4 Ambition. O teste completo está aqui: https://goo.gl/NnCpVj |Foto: Paulo Basso Jr./Garagem360 Audi A4 Ambition. O teste completo está aqui: https://goo.gl/NnCpVj |Foto: Paulo Basso Jr./Garagem360 Honda Fit EXL. O teste completo está aqui: https://goo.gl/x9CCEu |Foto: Leo Alves/Garagem360 Honda Fit EXL. O teste completo está aqui: https://goo.gl/x9CCEu |Foto: Leo Alves/Garagem360 Honda Fit EXL. O teste completo está aqui: https://goo.gl/x9CCEu |Foto: Leo Alves/Garagem360 Peugeot 2008 Griffe 1.6 AT. Confira o teste completo aqui: https://goo.gl/tJVePF |Foto: Leo Alves/Garagem360 Peugeot 2008 Griffe 1.6 AT. Confira o teste completo aqui: https://goo.gl/tJVePF |Foto: Leo Alves/Garagem360 Peugeot 2008 Griffe 1.6 AT. Confira o teste completo aqui: https://goo.gl/tJVePF |Foto: Leo Alves/Garagem360 Toyota Etios sedã X 1.5 AT. Confira o teste completo aqui: https://goo.gl/224eQW |Foto: Leo Alves/Garagem360 Toyota Etios sedã X 1.5 AT. Confira o teste completo aqui: https://goo.gl/224eQW |Foto: Leo Alves/Garagem360 Toyota Etios sedã X 1.5 AT. Confira o teste completo aqui: https://goo.gl/224eQW |Foto: Leo Alves/Garagem360 Volkswagen Polo Highline TSI. Confira o teste completo em https://goo.gl/NnhbMZ |Foto: Leo Alvez/Garagem360 Volkswagen Polo Highline TSI. Confira o teste completo em https://goo.gl/NnhbMZ |Foto: Leo Alvez/Garagem360 Volkswagen Polo Highline TSI. Confira o teste completo em https://goo.gl/NnhbMZ |Foto: Leo Alvez/Garagem360 Chevrolet Cruze LTZ. Confira o teste completo em https://goo.gl/SwXjZ3 | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Chevrolet Cruze LTZ. Confira o teste completo em https://goo.gl/SwXjZ3 | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Chevrolet Cruze LTZ. Confira o teste completo em https://goo.gl/SwXjZ3 | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Honda Civic Touring. Confira o teste completo em https://goo.gl/M4SS8t | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Honda Civic Touring. Confira o teste completo em https://goo.gl/M4SS8t | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Honda Civic Touring. Confira o teste completo em https://goo.gl/M4SS8t | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Honda WR-V. Confira o teste completo em https://goo.gl/SSmGTj | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Honda WR-V. Confira o teste completo em https://goo.gl/SSmGTj | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Honda WR-V. Confira o teste completo em https://goo.gl/SSmGTj | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Hyundai HB20. Confira o teste completo em https://goo.gl/Y4Vby1 | Crédito: Maria Beatriz Vaccari/Garagem360 Hyundai HB20. Confira o teste completo em https://goo.gl/Y4Vby1 | Crédito: Maria Beatriz Vaccari/Garagem360 Hyundai HB20. Confira o teste completo em https://goo.gl/Y4Vby1 | Crédito: Maria Beatriz Vaccari/Garagem360 Nissan March 1.6 SL. Confira o teste completo em https://goo.gl/ZTviFD | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Nissan March 1.6 SL. Confira o teste completo em https://goo.gl/ZTviFD | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Nissan March 1.6 SL. Confira o teste completo em https://goo.gl/ZTviFD | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Honda City EX. Confira o teste completo em https://goo.gl/uuGvA6 | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Honda City EX. Confira o teste completo em https://goo.gl/uuGvA6 | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Honda City EX. Confira o teste completo em https://goo.gl/uuGvA6 | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Honda Fit EXL. Confira o teste completo em https://goo.gl/YeQzHB | Crédito: Paulo Basso Jr/Garagem360 Honda Fit EXL. Confira o teste completo em https://goo.gl/YeQzHB | Crédito: Paulo Basso Jr/Garagem360 Honda Fit EXL. Confira o teste completo em https://goo.gl/YeQzHB | Crédito: Paulo Basso Jr/Garagem360 Honda HR-V. Confira o teste completo em https://goo.gl/fP9fRS | Crédito: Paulo Basso Jr/Garagem360 Honda Civic Sport. Confira o teste completo em https://goo.gl/TzMTr1 | Crédito: Paulo Basso Jr/Garagem360 Citroën C4 Picasso. Confira o teste completo em https://goo.gl/RasCRH | Crédito: Divulgação Chevrolet S10 LTZ flex. Confira o teste completo em https://goo.gl/8NRuLL | Crédito: Leo Alves/Garagem360 Chevrolet Tracker LTZ. Confira o texto completo em https://goo.gl/ywckW3 |Foto: Leo Alves/Garagem360 Chevrolet Tracker LTZ. Confira o texto completo em https://goo.gl/ywckW3 |Foto: Leo Alves/Garagem360 Chevrolet Tracker LTZ. Confira o texto completo em https://goo.gl/ywckW3 |Foto: Leo Alves/Garagem360

Leia também:  Marihuana jako lek – marihuana lecznicza

Placa Mercosul será obrigatória a partir de 31 de janeiro

No dia 31 de janeiro o uso da placa Mercosul passa a ser obrigatório em todo o País, mas não para todos os veículos (leia mais abaixo). O prazo foi definido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), no dia 28 de julho do ano passado. O sistema, que deveria ter entrado em operação em janeiro de 2016, teve seis adiamentos.

O novo prazo foi determinado para que os órgãos estaduais de trânsito pudessem credenciar as fabricantes das novas placas. Também foram alteradas algumas regras para a colocação das placas Mercosul.

Leia também:

Entenda do que Harry e Meghan abrem mão ao deixarem a família real

Dos 26 Estados brasileiros, apenas 10 já haviam aderido à nova Placa de Identificação Veicular (PIV). São eles: Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Rondônia.

São Paulo, por exemplo, ainda não havia aderido. O Detran-SP informa que passará a utilizar o novo sistema a partir do dia 1º de fevereiro.

Em SP, preço não foi definido

As atuais placas no padrão cinza custam R$ 138,24. O órgão de trânsito não informou qual será o preço das placas de padrão Mercosul.

Em nota enviada à redação, o órgão de trânsito informa que “a estampagem, comercialização e instalação das placas serão serviços prestados pelas empresas credenciadas pelo Detran.SP e cabe a elas determinar os valores das placas.”

Informa ainda que “isso está em conformidade com a Resolução, que não abre a possibilidade de licitação das empresas ou qualquer tipo de iniciativa que iniba a livre concorrência, como o tabelamento de preços, pelo Detran.SP.”

Obrigatoriedade da placa Mercosul

A placa Mercosul passa a ser obrigatória para veículos novos, no primeiro emplacamento. E também para os que forem transferidos de município ou Estado. Ou ainda em caso de furto ou dano muito extenso à placa, que dificulte a leitura. Segundo o Detran-SP, pessoas que desejam trocar voluntariamente também podem aderir o novo modelo.

+ 10 perguntas e respostas sobre as placas novas
+ Vídeo: tudo sobre as placas Mercosul
+ Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

A implantação da placa Mercosul no País teve seis adiamentos.  O novo sistema deveria ter entrado em vigor em janeiro de 2016. Mas foi adiado para 2017 e depois, para dezembro de 2018.

Depois, cada Estado passou a ter um calendário próprio. Isso até uma liminar suspender a implantação do sistema por tempo indeterminado.

Uma nova mudança alterou a entrada em vigor da placa Mercosul para 30 de junho de 2019. Antes, porém, no dia 28, o Contran fez novo adiamento, para 31 de janeiro de 2020.

Uma das justificativas para os atrasos foi que o extinto Ministério das Cidades havia decidido mudar o padrão adotado no País. A placa receberia também a bandeira do Estado o brasão da cidade onde o veículo está registrado. Mas o Ministério voltou atrás.

Cor da letra identifica categoria

A placa Mercosul é parecida com o sistema adotado na Europa. O padrão já está em vigor no Uruguai e Argentina. Em breve também será implantado no Paraguai e na Venezuela.

A nova placa tem fundo branco, quatro letras e três números, dispostos de maneira aleatória. A cor da combinação alfanumérica indica a categoria do veículo.

A cor preta é para carros particulares. A vermelha é para táxis, veículos comerciais e de aprendizagem (autoescola). Azul é para carros oficiais e verde para os de teste. O tom dourado identifica carros diplomáticos e o prateado, modelos de coleção.

Em uma tarja azul fica o nome e a bandeira do país, além do emblema do Mercosul. Um futuro sistema integrado de consulta compilará dados sobre o veículo e seu proprietário. Essa banco de dados trará também eventuais registros de roubo e furto.

A nova placa tem o mesmo tamanho da cinza. Apenas carros de passeio precisam ter placas na dianteira e na traseira. Para motocicletas, quadriciclos, reboques, tratores e guindastes apenas a placa traseira é obrigatória.

Bolsonaro foi contra placa Mercosul

O vai-e-vem de datas teve vários motivos. Até o presidente Jair Bolsonaro era contra a implantação do novo sistema.

DetranRS divulga o calendário de licenciamento de veículos para 2020

O DetranRS publicou nesta segunda-feira (16), no Diário Oficial do Estado, o calendário de licenciamento de veículos 2020. A Portaria 563/2019 estabelece as datas limite para transitar com o documento de 2019. Assim como nos últimos anos, com a antecipação, as datas do pagamento do IPVA não coincidem com o calendário de licenciamento do DetranRS.

Os prazos para pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores vão de 17 a 30 de dezembro, com possibilidade de desconto máximo de 24,92%, ou até abril de 2020, quando vencem todos os prazos.

Já a validade do licenciamento tem prazo mais longo, variando conforme o último dígito da placa: 30 de abril para finais 1, 2 e 3; 31 de maio para finais 4, 5 e 6; 30 de junho para finais 7 e 8; e 31 de julho para finais 9 e 0.

Essa diferença nos calendários permite prever o tempo de espera para receber o novo documento.

O licenciamento do veículo é composto por IPVA, eventuais multas vencidas e taxa de expedição, recolhida pelo DetranRS para cobrir os custos de armazenamento e processamento de dados, além da entrega  do documento.

Somente após a quitação desses valores o veículo estará licenciado para o exercício 2020 e será emitido o novo documento de licenciamento (CRLV).

 Não haverá cobrança do seguro DPVAT pela Seguradora Líder em 2020, devido à decisão do governo federal que extinguiu a sua exigência.

IPVA

O IPVA, imposto estadual recolhido pela Secretaria da Fazenda, estará disponível para pagamento a partir do dia 17, conforme informado pela Secretaria da Fazenda. Além dos descontos por antecipação de pagamento, também serão consideradas as vantagens do Bom Motorista e do Bom Cidadão. Para saber mais sobre os descontos do IPVA, acesse o site ipva.rs.gov.br.

“Por isso, é importante estar atento. Quem pagou somente o IPVA ainda não está licenciado. Somente após o pagamento de todos os encargos será emitido o novo documento”, explica o diretor-geral do DetranRS, Enio Bacci.

  • Os valores que compõem o licenciamento podem ser consultados no site do DetranRS, no link Consulta a  veículo.
  • Entrega do documento
  • Após o pagamento da taxa e demais encargos legais que compõem o licenciamento anual, o que inclui as eventuais multas vencidas, o certificado de licenciamento anual (CRLV) é enviado para o endereço que consta nos registros do DetranRS, por isso é importante manter o cadastro atualizado.

Neste ano, haverá uma mudança na forma de entrega do documento do veículo.

Não haverá mais a necessidade de que alguém receba e assine o comprovante, então, o documento poderá ser entregue diretamente na caixa de correspondências, mesmo quando não houver ninguém no endereço.

O proprietário pode consultar o prazo de entrega na Central de Serviços do DetranRS. Caso o documento não chegue dentro do prazo previsto, é possível notificar problemas na entrega, direto na Central, para receber um novo documento.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*