Carros 2020 em São Paulo a Diesel com final da placa 9,0

Os proprietários de veículos registrados no estado de São Paulo já podem conferir o valor do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) de 2021 e fazer o pagamento na rede bancária.

O IPVA 2021 São Paulo é o imposto cobrado sobre a propriedade de veículos automotores – carros, motos, vans, caminhões, ônibus e similares – sendo essa arrecadação utilizada para reparos básicos do estado, estando ou não relacionados com as vias ou o trânsito.

O valor do IPVA corresponde diretamente ao valor do carro. Logo, quanto mais caro for o carro, mais caro será o valor do IPVA. Confira tudo o que você precisa sobre o IPVA logo abaixo:

O IPVA 2021 SP é obrigatório

O IPVA é de caráter obrigatório e deve ser pago anualmente, para que assim o condutor possa receber o licenciamento de seu veículo. É recolhido pelo DETRAN SP.

As alíquotas de pagamento do IPVA alteram conforme o seu veículo, podendo atingir 4% para veículos de passeio. O valor recebido se divide entre os governos municipal e do estado. Confira o valor do IPVA 2021 no Sudeste:

Aqueles que realizarem o pagamento do imposto em apenas uma parcela recebem 5% de desconto sobre o valor total, o que facilita o pagamento para veículos mais caros. Esse valor arrecadado é utilizado para diversas melhorias do estado, entre elas:

  • melhor sinalização nas vias;
  • manter programas de educação no trânsito.

Para onde vai o dinheiro do IPVA 2021?

Carros 2020 em São Paulo a Diesel com final da placa 9,0

O dinheiro arrecadado é dividido entre o estado e o município onde o automóvel foi registrado, ou seja, não é destinado ao Governo Federal. Com o valor recebido, o poder público deve realizar investimentos na educação e em outros sistemas.

Para entender essa partilha, a divisão é feita assim: 40% do valor recolhido é encaminhado para governo estadual e mais 40% é destino à prefeitura onde é responsável pela cidade onde houve o emplacamento.

Os outros 20% vão para a Fundeb, que é o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação.

O que acontece se eu não pagar o IPVA 2021?

Carros 2020 em São Paulo a Diesel com final da placa 9,0

Não pagar o IPVA 2021 gerá graves consequências ao proprietário do veículo, como o ficar impedido de realizar o licenciamento.

Quem for pego com o licenciamento irregular em uma blitz, por exemplo, poderá ter o carro apreendido.

Carro com IPVA 2021 atrasado pode ser apreendido?

O IPVA atrasado em si não ocasiona apreensão em situações como a da blitz. É possível recorrer e solicitar indenização. Muitos especialistas, geralmente advogados, defendem que o estado não tem o direito de retirar bens de cidadãos, e o correto é analisar outra forma de fazer a cobrança.

Com isso, a boa notícia é que o proprietário do veículo não fica refém de uma dívida por muito tempo. É viável pagar IPVA atrasado de outros anos. Por meio do site do Detran do seu estado, é possível fazer uma consulta referente às pendências do seu veículo. Basta informar a placa e o Renavam.

Valor do IPVA 2021 em SP: Um dos mais altos do país

Carros 2020 em São Paulo a Diesel com final da placa 9,0

  • Quem reside no estado de São Paulo e possui um veículo registrado, sabe que o valor do IPVA por aqui é um dos mais altos de todo o país.
  • O valor do IPVA 2021 SP varia de acordo com a categoria do veículo e com o preço de venda de cada automóvel, calculado pela Tabela Fipe e divulgado pelo diário oficial do Estado de São Paulo (DOSP).
  • Por conta da desvalorização média da frota, o IPVA 2021 em São Paulo será 3,54% “mais barato” com base em estimativas da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Os dias de pagamento são definidos de acordo com a região e o final da placa de cada veículo. O imposto pode ser dividido em até três vezes, com parcelas distribuídas entre os meses de janeiro e março. O contribuinte pode optar por pagar em uma única parcela com desconto.

Como consultar o IPVA 2021 SP

Para quem deseja se planejar, saber de quanto é o valor do IPVA 2021 SP e dessa forma realizar o pagamento de forma a vista, obtendo desta forma um desconto em cima desse tributo, é necessário acessar o site da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, e seguir os passos a seguir:

  1. Acesse o portal SEFAZ SP;
  2. Clique em “IPVA”, à direita;
  3. Clique em “Consulta de débitos Vinculados ao Veículo”;
  4. Digite o número do RENAVAM;
  5. Digite a PLACA do veículo;
  6. Digite o CÓDIGO da imagem;
  7. Clique em “Consultar”;
  8. Confira o valor do Imposto e se necessário, imprima a guia de pagamento. 

Por meio desse portal, você só terá acesso à guia de pagamento se tiver em mãos o número do Renavam e da Placa do automóvel. Assim, o sistema do próprio site consegue localizar qual o seu veículo e indicar qual o seu custo.

Outra vantagem é que você fica sabendo se existe algum débito em atraso e assim pode regularizar a sua situação.

Tabela IPVA 2021 SP

O valor do IPVA é baseado em uma alíquota diferente em cada estado. As taxas variam de 0,5% a 4% sobre o valor venal do veículo, que é determinado pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Para organizar melhor o pagamento do IPVA 2021 SP, é necessário que seja realizado um escalonamento melhor dessa quitação. O Governo de SP criou uma tabela de pagamento, na qual, segue-se o número final da placa de cada veículo.

Desse modo, os proprietários de veículo com placa final 1 deve realizar o pagamento até o dia 9/03. Já que possui veículo com final 2, deve pagar até o dia 10/03 e assim sucessivamente, até os proprietários de veículos com final de placa zero, que realizam o pagamento no dia 22/03.

Tabela IPVA 2020 SP para Carros, Motos, Caminhões, Ônibus e similares
Mês Janeiro Fevereiro Março
Parcela 1ª parcela ou cota única com desconto 2ª parcela ou cota única sem desconto 3ª parcela
Placa Dia do vencimento Dia do vencimento Dia do vencimento
Final 1 09/01/2021

Motorista pode andar com documento 2019 até o final do mês

Carros 2020 em São Paulo a Diesel com final da placa 9,0

  • Veículos com final de placa 1 e 2 têm até 30 de setembro para circular com CRLV 2019.
  • O CRLV 2020 só será emitido mediante agendamento.
  • O prazo limite para circular com o Certificado de Registro e Licenciamento Veicular – CRLV 2019, dos veículos com placa terminada em 1 e 2 é até o final do mês de setembro.
  • O proprietário precisa ficar atento, pois o CRLV 2020 só é emitido após a quitação de todas as taxas que compõem o Licenciamento.
  • São elas: Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), taxas (bombeiros, licenciamento), possíveis multas de trânsito vencidas e seguro obrigatório (DPVAT).

O Diretor de Atendimento do DETRAN-PE, Cel. Felipe Nascimento, informa que a entrega do CRLV será feita de forma agendada.

O documento só será emitido mediante a quitação das taxas que compõem o Licenciamento, é preciso agendar atendimento para emissão do CRLV 2020 no site www.detran.pe.gov.

br, acessando a aba “Emissão de CRLV” e selecionar uma das opções: Agendamento Prioritário (terminações de placa em 1 ou 2) ou Agendamento Padrão (terminações de placa em 3,4,5,6,7,8,9 ou 0); onde é possível escolher o ponto de atendimento do DETRAN para receber documento.

Quem deixar para quitar o licenciamento 2020 dos veículos com terminação 1 e 2, no último dia, ou seja, 30 de setembro, deverá agendar para receber o CRLV.

O usuário também vai poder contar com o Detran Itinerante, caminhão que está estacionado nos principais centros de compras, onde será entregue, por meio de biometria, no sistema drive-thru, o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículos – CRLV.

Esse serviço também é feito por meio de agendamento. A emissão do CRLV só será realizada após serem quitadas todas as multas vencidas do veículo.

MULTAS

As multas não constam no carnê de licenciamento, ou seja, no demonstrativo de débitos.

Portanto, para pagar, o usuário deverá acessar o site do DETRAN-PE www.detran.pe.gov.br, onde irá gerar o boleto com as multas vencidas já com juros e correção.

É que, desde janeiro de 2017, em cumprimento da Lei Federal 13.281 sancionada em 2016, normatizada pelo Contran.

Esta Lei alterou o Código de Trânsito Brasileiro – CTB, que calcula de forma automática através do site www.detran.pe.gov.br, os valores de multas vencidas com os devidos acréscimos de juros de mora, atualizado para pagamento no dia selecionado.

  1. Os acréscimos se basearão na taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic) para títulos federais acumulada mensalmente.
  2. Calculados a partir do mês subsequente ao da consolidação até o mês anterior ao do pagamento, e de 1% (um por cento) relativamente ao mês em que o pagamento estiver sendo efetuado.
  3. As mudanças estão contidas na referida Lei, no artigo 284, inciso 4º.
  4. Prazo final para portar o CRLV do exercício anterior (2019)

Terminações

Prazo final para portar o CRLV do exercício anterior (2019) 1 e 2 Até setembro 3, 4 e 5 Até outubro 6, 7 e 8 Até novembro 9 e 0

Até dezembro

IPVA 2021: saiba como pagar com desconto nos principais estados

O Imposto sobre Propriedade dos Veículos Automotores, famoso IPVA, já está sendo cobrado na maioria dos estados brasileiros para o calendário 2021. No caso de São Paulo, por exemplo, os veículos com placa final 1 têm data limite para pagamento da primeira parcela, ou cota única, nesta quinta-feira (7).

Leia também:  Picape Toyota usados com final da placa 9,0

Em Mato Grosso, o imposto teve o vencimento adiado para março, devido à pandemia de Covid-19. Ainda não sabe quando deve pagar o do seu veículo? A reportagem da Mobiauto reuniu as datas de vencimento do IPVA nos estados mais populosos do Brasil.

  • Vale lembrar que o imposto é obrigatório em todo o país, exceto para veículos que atingiram isenção por tempo de fabricação – deles é cobrada apenas a taxa de licenciamento, já que o seguro DPVAT não será pago em 2021. 
  • O pagamento do IPVA garante que os veículos possam ser licenciados. Confira as datas e as alíquotas cobradas:
  • Confira o valor do seu carro na Tabela Fipe 

São Paulo

No estado de São Paulo, os proprietários de veículos com placa final 1 deverão pagar a primeira parcela ou a cota toda do IPVA até esta quinta-feira (7) – como dito no início deste texto. 

A alíquota para carros a gasolina e flex e picapes cabine dupla é de 4% em relação ao valor do veículo, com base na Tabela Fipe. Para os veículos movidos somente a álcool, gás ou eletricidade, o percentual é de 3% – a partir de 15 de janeiro serão cobrados 4% desses veículos também.

Quem pagar a cota única até o prazo de vencimento da primeira parcela, garante desconto de 3%.

  • Final 1: primeira parcela – 07/01; segunda parcela – 09/02; terceira parcela – 09/03.
  • Final 2: primeira parcela – 08/01; segunda parcela – 10/02; terceira parcela – 10/03.
  • Final 3: primeira parcela – 11/01; segunda parcela – 11/02; terceira parcela – 11/03.
  • Final 4: primeira parcela – 12/01; segunda parcela – 12/02; terceira parcela – 12/03.
  • Final 5: primeira parcela – 13/01; segunda parcela – 18/02; terceira parcela – 15/03. 
  • Final 6: primeira parcela – 14/01; segunda parcela – 19/02; terceira parcela – 16/03.
  • Final 7: primeira parcela – 15/01; segunda parcela – 22/02; terceira parcela – 17/03.
  • Final 8: primeira parcela – 18/01; segunda parcela – 23/02; terceira parcela – 18/03.
  • Final 9: primeira parcela – 19/01; segunda parcela – 24/02; terceira parcela – 19/03.
  • Final 0: primeira parcela – 20/01; segunda parcela – 23/02; terceira parcela – 22/03.

Leia também: Estes 10 carros serão os principais lançamentos de 2021 

Minas Gerais

Minas Gerais também aplica a alíquota de 4% para automóveis, utilitários e picapes cabine estendida e dupla, independentemente de qual seja o combustível utilizado. Quem quitar em apenas uma parcela terá desconto de 3%.

  • Final 1: primeira parcela – 18/01; segunda parcela – 18/02; terceira parcela – 18/03.
  • Final 2: primeira parcela – 18/01; segunda parcela – 18/02; terceira parcela – 18/03.
  • Final 3: primeira parcela – 19/01; segunda parcela – 19/02; terceira parcela – 19/03.
  • Final 4: primeira parcela – 19/01; segunda parcela – 19/02; terceira parcela – 19/03.
  • Final 5: primeira parcela – 20/01; segunda parcela – 22/02; terceira parcela – 22/03.
  • Final 6: primeira parcela – 20/01; segunda parcela – 22/02; terceira parcela – 22/03. 
  • Final 7: primeira parcela – 21/01; segunda parcela – 23/02; terceira parcela – 23/03.
  • Final 8: primeira parcela – 21/01; segunda parcela – 23/02; terceira parcela – 23/03.
  • Final 9: primeira parcela – 22/01; segunda parcela – 24/02; terceira parcela – 24/03.
  • Final 0: primeira parcela – 22/01; segunda parcela – 24/02; terceira parcela – 24/03.

Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, assim como em São Paulo, há um desconto de 3% sobre o IPVA de quem realizar o pagamento até a data limite para vencimento da primeira parcela. O estado também adotou a taxa de 4% sobre o valor dos veículos para calcular o imposto.

  • Final 0: primeira parcela – 21/01; segunda parcela – 22/02; terceira parcela – 24/03.
  • Final 1: primeira parcela – 22/01; segunda parcela – 23/02; terceira parcela – 25/03.
  • Final 2: primeira parcela – 25/01; segunda parcela – 24/02; terceira parcela – 26/03.
  • Final 3: primeira parcela – 26/01; segunda parcela – 25/02; terceira parcela – 29/03.
  • Final 4: primeira parcela – 27/01; segunda parcela – 26/02; terceira parcela – 30/03.
  • Final 5: primeira parcela – 28/01; segunda parcela – 01/03; terceira parcela – 05/04.
  • Final 6: primeira parcela – 29/01; segunda parcela – 02/03; terceira parcela – 06/04. 
  • Final 7: primeira parcela – 01/02; segunda parcela – 03/03; terceira parcela – 07/04.
  • Final 8: primeira parcela – 02/02; segunda parcela – 04/03; terceira parcela – 08/04.
  • Final 9: primeira parcela – 03/02; segunda parcela – 05/03; terceira parcela – 09/04.

Leia também: 10 carros que estão ameaçados de morte em 2021 

Bahia

Na Bahia, o pagamento à vista do IPVA de forma antecipada até dia 8 de fevereiro terá um desconto de 10%. A alíquota para veículos movidos a gasolina e flex é de 2,5%, já para veículos diesel sobe para 3%

Os pagamentos feitos em cota única até o vencimento da primeira parcela terão desconto de 5%.

  • Final 1: primeira parcela – 30/03; segunda parcela – 29/04; terceira parcela – 28/05.
  • Final 2: primeira parcela – 31/03; segunda parcela – 30/04; terceira parcela – 31/05.
  • Final 3: primeira parcela – 29/04; segunda parcela – 27/05; terceira parcela – 29/06.
  • Final 4: primeira parcela – 30/04; segunda parcela – 28/05; terceira parcela – 30/06.
  • Final 5: primeira parcela – 27/05; segunda parcela – 29/06; terceira parcela – 29/07.
  • Final 6: primeira parcela – 28/05; segunda parcela – 30/06; terceira parcela – 30/07. 
  • Final 7: primeira parcela – 29/06; segunda parcela – 29/07; terceira parcela – 30/08.
  • Final 8: primeira parcela – 30/06; segunda parcela – 30/07; terceira parcela – 31/08.
  • Final 9: primeira parcela – 29/07; segunda parcela – 30/08; terceira parcela – 29/09.
  • Final 0: primeira parcela – 30/07; segunda parcela – 31/08; terceira parcela – 30/09.

Paraná

No Paraná, a alíquota é de 3,5% do valor venal do veículo. A taxa pode ser parcelada em até cinco vezes, mas caso seja pago à vista – e antecipado – há um desconto de 3%.

Placas com finais 1 e 2 têm vencimento em 18 de janeiro; 3 e 4, no dia 19; 5 e 6, dia 20; 7 e 8, dia 21; 9 e 0, dia 22.

  • Final 1: primeira parcela – 18/01; segunda parcela – 18/02; terceira parcela – 18/03; quarta parcela – 19/04; quinta parcela – 18/05.
  • Final 2: primeira parcela – 18/01; segunda parcela – 18/02; terceira parcela – 18/03; quarta parcela – 19/04; quinta parcela – 18/05.
  • Final 3: primeira parcela – 19/01; segunda parcela – 19/02; terceira parcela – 19/03; quarta parcela – 20/04; quinta parcela – 19/05.
  • Final 4: primeira parcela – 19/01; segunda parcela – 19/02; terceira parcela – 19/03; quarta parcela – 20/04; quinta parcela – 19/05.
  • Final 5: primeira parcela – 20/01; segunda parcela – 22/02; terceira parcela – 22/03; quarta parcela – 22/04; quinta parcela – 20/05. 
  • Final 6: primeira parcela – 20/01; segunda parcela – 22/02; terceira parcela – 22/03; quarta parcela – 22/04; quinta parcela – 20/05.
  • Final 7: primeira parcela – 20/01; segunda parcela – 23/02; terceira parcela – 23/03; quarta parcela – 23/04; quinta parcela – 21/05.
  • Final 8: primeira parcela – 21/01; segunda parcela – 23/02; terceira parcela – 23/03; quarta parcela – 23/04; quinta parcela – 21/05.
  • Final 9: primeira parcela – 22/01; segunda parcela – 24/02; terceira parcela – 24/03; quarta parcela – 26/04; quinta parcela – 24/05.
  • Final 0: primeira parcela – 22/01; segunda parcela – 24/02; terceira parcela – 24/03; quarta parcela – 26/04; quinta parcela – 24/05.

Leia também: Avaliação: nova S10 é marrenta, mas tem valentia? 

Rio Grande do Sul

O Rio Grande do Sul manteve sua alíquota de 3% para carros e picapes, independentemente de qual seja o combustível usado. Mas o desconto por pagamento antecipado foi válido apenas para quem pagou até 30 de dezembro.

Os proprietários dos veículos poderão aplicar o desconto Bom Motorista e Bom Cidadão no momento do pagamento, que pode reduzir o valor do IPVA em até 25,05%. 

Ainda há a possibilidade de pagar parcelado e com desconto, sendo: 3% para quem pagar a primeira parcela até 29 de janeiro; 2% para pagamento da segunda até 26 de fevereiro; 1% para quem pagar a terceira até 31 de março.

A tabela abaixo mostra a data limite para pagamento da cota única. Em caso de parcelamento, deve ser considerado o último dia útil de cada mês.

  • Final 1: vencimento cota única – 01/04
  • Final 2: vencimento cota única – 05/04
  • Final 3: vencimento cota única – 07/04
  • Final 4: vencimento cota única – 09/04
  • Final 5: vencimento cota única – 12/04
  • Final 6: vencimento cota única – 14/04
  • Final 7: vencimento cota única – 16/04
  • Final 8: vencimento cota única – 19/04
  • Final 9: vencimento cota única – 23/04
  • Final 0: vencimento cota única – 26/04
Leia também:  Carros Renault Logan usados em Pernambuco

Pernambuco

O pagamento à vista do IPVA no estado de Pernambuco vai gerar um desconto de 7% ao proprietário, caso seja pago em fevereiro. Também pode ser feito o parcelamento em três vezes, sendo que a primeira delas é cobrada no segundo mês do ano.

Os carnês para pagamento chegam aos proprietários neste mês e a alíquota varia entre 3% e 4%, de acordo com a potência do veículo.

  • Final 1: primeira parcela – 09/02; segunda parcela – 09/03; terceira parcela – 06/04.
  • Final 2: primeira parcela – 09/02; segunda parcela – 09/03; terceira parcela – 06/04
  • Final 3: primeira parcela – 12/02; segunda parcela – 12/03; terceira parcela – 09/04.
  • Final 4: primeira parcela – 12/02; segunda parcela – 12/03; terceira parcela – 09/04.
  • Final 5: primeira parcela – 19/02; segunda parcela – 17/03; terceira parcela – 14/04.
  • Final 6: primeira parcela – 19/02; segunda parcela – 17/03; terceira parcela – 14/04. 
  • Final 7: primeira parcela – 23/02; segunda parcela – 24/03; terceira parcela – 20/04.
  • Final 8: primeira parcela – 23/02; segunda parcela – 24/03; terceira parcela – 20/04.
  • Final 9: primeira parcela – 26/02; segunda parcela – 31/03; terceira parcela – 28/04.
  • Final 0: primeira parcela – 26/02; segunda parcela – 31/03; terceira parcela – 28/04.

Leia também: Quais carros mais subiram e quais mais caíram em 2020? 

Ceará

Para conseguir o desconto de 5% no IPVA, os donos de veículos no Ceará terão de pagar o valor cheio do imposto até 29 de janeiro. O pagamento pode ser feito também de forma parcelada, em até cinco vezes – as datas limites de cada parcela estão na tabela abaixo.

A taxa para cobrança do imposto varia entre 0,5% e 3,5%, sendo a maioria dos veículos com alíquota aplicada em 3,5%.

  • 1ª parcela: 10/02
  • 2ª parcela: 10/03
  • 3ª parcela: 12/04
  • 4ª parcela: 10/05
  • 5ª parcela: 10/06

Pará

Assim como na Bahia, o estado do Pará vai cobrar 2,5% de taxa do valor venal do veículo como IPVA. Vale lembrar que os veículos com mais de 15 anos de fabricação já possuem isenção no estado.

Quem antecipar o pagamento e não tiver multas de trânsito nos últimos dois anos terá um desconto de 15% no imposto. Caso o pagamento seja feito integralmente até a data limite da primeira parcela e não tenha multas, o abatimento é de 10%.

Caso haja infração registrada em 2020, mas o pagamento integral seja antecipado, o desconto é de 5%. Além do formato à vista, o proprietário poderá realizar o pagamento em três parcelas, mensais e sucessivas, sem desconto. As datas ainda não foram liberadas pelo governo estadual.

Leia também: Chevrolet fará mais dois SUVs e picapes com R$ 10 bilhões 

Goiás

Em Goiás, os carros 1.0 têm alíquota de 2,5%. Acima disso, a taxa é de 3,75%. Já picapes e utilitários têm percentual de 3,45% sobre o preço do veículo na Tabela Fipe.

Os proprietários de veículos 1.0 com IPVA dos anos anteriores em dia e sem infrações de trânsito podem atingir até 50% de desconto. Também são aplicados abatimentos de 5% e 10% para os inscritos na Nota Fiscal Goiana.

  • Final 1: primeira parcela – 28/01; segunda parcela – 25/02; terceira parcela – 25/03.
  • Final 2: primeira parcela – 04/02; segunda parcela – 04/03; terceira parcela – 06/04
  • Final 3: primeira parcela – 04/03; segunda parcela – 06/04; terceira parcela – 06/05.
  • Final 4: primeira parcela – 06/04; segunda parcela – 06/05; terceira parcela – 07/06.
  • Final 5: primeira parcela – 06/05; segunda parcela – 07/06; terceira parcela – 06/07.
  • Final 6: primeira parcela – 07/06; segunda parcela – 06/07; terceira parcela – 05/08. 
  • Final 7: primeira parcela – 06/07; segunda parcela – 05/08; terceira parcela – 09/09.
  • Final 8: primeira parcela – 05/08; segunda parcela – 09/09; terceira parcela – 07/10.
  • Final 9: primeira parcela – 09/09; segunda parcela – 07/10; terceira parcela – 04/11.
  • Final 0: primeira parcela – 30/09; segunda parcela – 28/10; terceira parcela – 30/11.

Você também pode se interessar por:

22 SUVs que serão lançados no Brasil em 2021
13 sedans e hatches que serão lançados no Brasil em 2021
Quais carros mais subiram e quais mais caíram nas vendas em 2020?
Avaliação: Chevrolet S10 2021 é mais marrenta, mas tem valentia?

IPVA 2021 MG: preços, calendário e como obter desconto

A Secretaria de Fazenda de Minas Gerais divulgou o calendário de pagamento do IPVA 2021, que tem início no dia 18 de janeiro e vai até 24 de março. De acordo com o órgão, no ano que vem o imposto terá redução média de 4,12% na base de cálculo na comparação com 2020.

  • Como em anos anteriores, o pagamento do tributo é atrelado à quitação do licenciamento de veículos e o vencimento é organizado de acordo com o final da placa.
  • Em 2021, fica mantido em Minas Gerais o programa “Bom Pagador”,que concede automaticamente 3% de desconto para os contribuintes que tiverem quitado em dia todas as obrigações relacionadas ao veículo em 2019 e 2020.
  • Além disso, quem escolher pagar o IPVA em cota única tem direito a outros 3% de abatimento.
  • Porém, o contribuinte que preferir parcelar o tributo em três vezes perde o desconto de 3%.

O valor mínimo do imposto para parcelamento é de R$ 150. Abaixo desse valor, só em cota única.

O pagamento pode ser feito desde ontem (1º/12) diretamente nos terminais de autoatendimento ou nos guichês dos bancos Bradesco, Mercantil do Brasil, Caixa Econômica Federal, Casas Lotéricas, Mais BB, Banco Postal, Santander e SICOOB. Para tal, basta informar o número do Renavam do veículo.

  1. A emissão da guia de arrecadação do IPVA 2020 também pode ser feita pelo site da Secetaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais.
  2. Os valores do IPVA 2020 podem ser consultados no site da Secetaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais, pelo telefone 155 (opção 5) do LigMinas ou no Diário Eletrônico da Secretaria de Estado da Fazenda.
  3. A Secretaria de Fazenda alerta que não envia boletos de IPVA para o endereço dos contribuintes nem mensagens eletrônicas para e-mail ou celular contendo links para acesso à tabela ou emissão de guias de arrecadação.

Como é feito o cálculo do IPVA 2021

  • De acordo com a secretaria, as alíquotas do IPVA ficam mantidas em 4% para automóveis, veículos de uso misto, utilitários, caminhonetes de cabine dupla, caminhonetes de cabine estendida e motor homes; 3% para caminhonetes de carga (picapes) cabine simples e furgões; 2% para automóveis, veículos de uso misto e utilitários com autorização para transporte público comprovada pelo registro no órgão de trânsito na categoria aluguel; 2% para motocicletas/similares; 1% para veículos de locadora; e 1% para ônibus, micro-ônibus, caminhões e caminhões-tratores.
  • Os percentuais incidem sobre a estimativa de valor venal do veículo, calculada por técnicos da Secretaria de Fazenda com base em levantamento de preços médios realizado pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).
  • A Secretaria da Fazenda do governo mineiro informa, ainda, que o valor médio do IPVA 2021 no Estado é de R$ 612,54.

A expectativa de arrecadação com o IPVA 2020 no Estado é de R$ 6,33 bilhões. O incremento previsto, em relação a 2019, é de 6,74% ou R$ 399,8 milhões. A frota tributável em Minas Gerais teve aumento de 241.444 mil veículos (2,39%) em relação ao ano anterior, totalizando 10.343.686.

Calendário IPVA 2021 MG

  1. + Placas com finais 1 e 21ª parcela ou cota única com desconto
  2. Vencimento em 18/1
  3. 2ª parcelaVencimento em 18/2
  4. 3ª parcelaVencimento em 18/3
  5. + Placas com finais 3 e 41ª parcela ou cota única com desconto
  6. Vencimento em 19/1
  7. 2ª parcelaVencimento em 19/2
  8. 3ª parcelaVencimento em 19/3
  9. + Placas com finais 5 e 61ª parcela ou cota única com desconto
  10. Vencimento em 20/1
  11. 2ª parcelaVencimento em 22/2
  12. 3ª parcelaVencimento em 22/3
  13. + Placas com finais 7 e 81ª parcela ou cota única com desconto
  14. Vencimento em 21/1
  15. 2ª parcelaVencimento em 23/2
  16. 3ª parcelaVencimento em 23/3
  17. + Placas com finais 9 e 01ª parcela ou cota única com desconto
  18. Vencimento em 22/1
  19. 2ª parcelaVencimento em 24/2
  20. 3ª parcelaVencimento em 24/3
Leia também:  Carros Volkswagen em Mato Grosso Do Sul com Sensor de estacionamento com final da placa 1,2

O que acontece se eu atrasar pagamento do IPVA?

O não-pagamento do IPVA nos prazos estabelecidos gera multa de 0,3% ao dia (até o 30º dia), e de 20% após 30 dias. Os juros são calculados pela taxa Selic e incidem sobre o valor do imposto ou das parcelas, acrescidos de multa. Vale destacar que, sem o pagamento do imposto, não é possível licenciar o veículo.

Para onde vai o dinheiro do IPVA?

Do total arrecadado com o IPVA, 20% são repassados ao Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação); 40% são destinados ao caixa único do Estado; e 40% vão para o município de licenciamento do veículo.

Taxa de licenciamento

O valor da taxa de licenciamento para 2021 ainda não foi definido porque a Secretaria de Fazenda aguarda a tramitação do projeto de lei enviado pelo governo à Assembleia Legislativa que propõe mudança no atual critério usado para a correção anual do valor da UFEMG (Unidade Fiscal do Estado de Minas Gerais).

Consulte o calendário de pagamento do IPVA 2020 em São Paulo

São Paulo – Os proprietários de veículos registrados no Estado de São Paulo já podem conferir o calendário de pagamentos do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2020.

De acordo com a Secretaria da Fazenda do estado, o valor a ser pago do IPVA deve ficar, em média, 3,54% mais barato, taxa referente à queda no valor venal dos preços praticados no varejo para os diferentes veículos. O cálculo é feito pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). A tabela completa de valores venais será disponibilizada na próxima semana.

As alíquotas do imposto permanecem inalteradas. Os proprietários de veículos movidos a gasolina e os bicombustíveis recolherão 4% sobre o valor venal.

Veículos que utilizam exclusivamente álcool, eletricidade ou gás, ainda que combinados entre si, têm alíquota de 3%. As picapes cabine dupla pagam 4%.

Os utilitários (cabine simples), ônibus, micro-ônibus, motocicletas, motonetas, quadriciclos e similares recolhem 2% sobre o valor venal. Os caminhões pagam 1,5%.

Calendário de pagamento

O proprietário tem até a data de vencimento da placa (veja tabelas abaixo) para quitar o imposto em cota única em janeiro, com desconto de 3%, ou pagar a primeira parcela do tributo de um total de três. Também é possível quitar o imposto no mês de fevereiro de maneira integral, sem desconto.

Os caminhões têm prazos diferenciados para o pagamento integral sem desconto, o vencimento é no dia 17/4 (independente do final de placa), e para os proprietários que optarem pelo parcelamento em três vezes, os vencimentos são em março, junho e setembro

Confira abaixo o calendário de pagamento do IPVA para automóveis, caminhonetes, ônibus, micro-ônibus, motos e similares:

Multa por atraso

Quem deixar de recolher o imposto fica sujeito a multa de 0,33% por dia de atraso e juros de mora com base na taxa Selic. Passados 60 dias, o percentual da multa será de 20% do valor do imposto.

Caso o proprietário do automóvel continue inadimplente, a multa passará a 40% do valor do imposto, e o nome do proprietário pode ser inscrito no Cadin Estadual, o que o impede de utilizar eventuais crédito que tenha acumulado no programa Nota Fiscal Paulista. A partir do momento em que o débito de IPVA estiver inscrito no Cadin, a Procuradoria Geral do Estado poderá cobrá-lo mediante protesto.

A inadimplência do IPVA também impede o proprietário de realizar o licenciamento do carro. Como consequência, o veículo poderá ser apreendido, receber multa e o proprietário ser penalizado com sete pontos na CNH.

IPVA 2020 será 3,54% mais barato em média para proprietários paulistas | Governo do Estado de São Paulo

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) ficará mais barato em São Paulo em 2020 e as datas de vencimento já estão disponíveis para consulta.

A tabela de valores venais registra queda nominal de 3,54%, em média, nos preços de venda praticados no varejo, segundo levantamento apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

As datas de vencimento estão disponíveis para consulta no site da Secretaria da Fazenda e Planejamento e disponíveis no final deste texto.

O levantamento da Fipe é referente a 11.868 diferentes marcas, modelos e versões de veículos.

A pesquisa, baseada nos valores de mercado de setembro de 2019, comparada ao mesmo período de 2018, identificou maior queda de preços de venda para camionetas e utilitários, que apresentaram recuo de 4,17%.

Os automóveis tiveram redução de 3,97%, seguidos de ônibus e microônibus, com redução de 3,81%. Os preços de venda de caminhões tiveram queda de 2,39% e motos fecharam 2,27% abaixo do valor apurado no ano anterior.

As alíquotas do imposto permanecem inalteradas. Os proprietários de veículos movidos à gasolina e os bicombustíveis recolherão 4% sobre o valor venal.

Veículos que utilizam exclusivamente álcool, eletricidade ou gás, ainda que combinados entre si, têm alíquota de 3%. As picapes cabine dupla pagam 4%.

Os utilitários (cabine simples), ônibus, micro-ônibus, motocicletas, motonetas, quadriciclos e similares recolhem 2% sobre o valor venal. Os caminhões pagam 1,5%.

Frota paulista

A frota total de veículos no Estado de São Paulo é de aproximadamente 25,8 milhões.

Destes, 17,5 milhões estão sujeitos ao recolhimento do IPVA, 7,9 milhões estão isentos por terem mais de 20 anos de fabricação e cerca de 314 mil veículos são considerados isentos, imunes ou dispensados do pagamento (como taxistas, pessoas com deficiência, igrejas, entidades sem fins lucrativos, veículos oficiais e ônibus/micro-ônibus urbanos).

A Fazenda prevê arrecadar R$ 16,9 bilhões com o IPVA em 2020.

Deste total, descontadas as destinações constitucionais, o valor é repartido 50% para os municípios de registro dos veículos, que devem corresponder ao local de domicílio ou residência dos respectivos proprietários, e os outros 50% para o Estado. Os recursos do imposto são investidos pelo governo estadual em obras de infraestrutura e melhoria na prestação de serviços públicos como os de saúde e educação.

Calendário de pagamento

Os contribuintes podem pagar o IPVA 2020 em cota única no mês de janeiro, com desconto de 3%, ou parcelar o tributo em três vezes, de acordo com o final da placa do veículo (iniciando o primeiro pagamento em janeiro e as outras duas parcelas nos meses de fevereiro e março). Também é possível quitar o imposto no mês de fevereiro de maneira integral, sem desconto. Caminhões podem parcelar em três vezes com vencimento em março, junho e setembro.

Os proprietários deverão observar o calendário de vencimento por final de placa do veículo.

Para efetuar o pagamento do IPVA 2020, basta o contribuinte se dirigir a uma agência bancária credenciada, com o número do Renavam (Registro Nacional de Veículo Automotor) e efetuar o recolhimento no guichê de caixa, nos terminais de autoatendimento, pela internet ou débito agendado ou outros canais oferecidos pela instituição bancária. Também é possível realizar o pagamento em casas lotéricas e com cartão de crédito, nas empresas credenciadas à Secretaria da Fazenda e Planejamento.

Atraso de pagamento

O contribuinte que deixar de recolher o imposto fica sujeito a multa de 0,33% por dia de atraso e juros de mora com base na taxa Selic. Passados 60 dias, o percentual da multa fixa-se em 20% do valor do imposto.

Permanecendo a inadimplência do IPVA, o débito será inscrito e, como consequência, a multa passará a 40% do valor do imposto, além da inclusão do nome do proprietário no Cadin Estadual, impedindo-o de aproveitar eventual crédito que possua por solicitar a Nota Fiscal Paulista. A partir do momento em que o débito de IPVA estiver inscrito, a Procuradoria Geral do Estado poderá vir a cobrá-lo mediante protesto.

Após o prazo para licenciamento, conforme calendário do Detran, a inadimplência do IPVA impedirá de fazê-lo. Como consequência, o veículo poderá vir a ser apreendido, com multa aplicada pela autoridade de trânsito e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Calendário de vencimento do IPVA 2020

Automóveis, Caminhonetes, Ônibus, Micro-ônibus, Motos e similares
Mês Janeiro Fevereiro Março
Parcela 1ª Parcela ou Cota Única COM Desconto 2ª Parcela ou Cota Única SEM Desconto 3ª Parcela
Placa Dia do Vencimento Dia do Vencimento Dia do Vencimento
Final 1 9/1 11/2 11/3
Final 2 10/1 12/2 12/3
Final 3 13/1 13/2 13/3
Final 4 14/1 14/2 16/3
Final 5 15/1 17/2 17/3
Final 6 16/1 18/2 18/3
Final 7 17/1 19/2 19/3
Final 8 20/1 20/2 20/3
Final 9 21/1 21/2 23/3
Final 0 22/1 24/2 24/3
Caminhões
Mês Janeiro Março Abril Junho Setembro
Parcela Cota Única COM Desconto 1ª Parcela Cota Única SEM Desconto 2ª Parcela 3ª Parcela
Placa Dia do Vencimento Dia do Vencimento Abril Junho Setembro
Final 1 9/1 11/3 17/4 17/6 17/9
Final 2 10/1 12/3
Final 3 13/1 13/3
Final 4 14/1 16/3
Final 5 15/1 17/3
Final 6 16/1 18/3
Final 7 17/1 19/3
Final 8 20/1 20/3
Final 9 21/1 23/3
Final 0 22/1 24/3

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*