Carros 2020 com Volante com regulagem de altura com final da placa 9,0 Não blindado

Todos nós desejamos ter uma vida tranquila e segura. Com o aumento da violência nas ruas, a sensação de que falta segurança aumentou e com isso, o medo. Diante da realidade, certamente há aqueles que já pensaram em comprar um carro blindado ou blindar seu próprio carro.

Mas, você tem ideia de quanto custa um carro blindado? Ou então, o valor para blindar um carro? Encontrar carros blindados parece ser difícil e, até pouco tempo atrás, muita gente acreditava que se tratava de um item o qual poucos têm acesso. Isso não é verdade.

Atualmente uma boa parte da população já pode ter acesso a um carro blindado.

Ficou interessado em saber quanto custa um carro blindado? Então leia o artigo e confira!

Por que comprar um carro blindado?

Como dito, a falta de segurança nas cidades, principalmente nos grandes municípios faz muitos procurarem maneiras que aumentem sua segurança, como alarmes em casa, cachorros de guarda, guardas noturnos, seguranças particulares e, obviamente, carros blindados.

O Brasil é um dos países que mais vendem carros blindados. Esse medo da violência faz com que a procura continue grande. Quem mora em lugares considerados violentos sabe muito bem que em brigas que envolvem armas de fogo, as chances de uma pessoa de fora sair machucado ou algo pior são grandes.

Por isso, dirigir nesses locais com carros blindados traz essa sensação de mais segurança, pois o medo de levar um tiro de arma de fogo é um dos maiores que existem na sociedade atual.

Quanto custa um carro blindado?

O valor de um carro normal, mesmo aqueles populares, já são considerados altos, principalmente se forem comprados zero km na concessionária. Se nem os automóveis normais fogem do alto valor, os carros blindados muito menos.

Dependendo do modelo, um carro blindado pode custar mais que o dobro daquele que não apresenta blindagem. Para parâmetros de comparação, confira o valor de alguns modelos com e sem a blindagem (valores de 2016):

  • Volkswagen Gol: o preço original era por volta de R$38,3 mil, e o valor do carro blindado chegava a R$ 80 mil;
  • Volkswagen Voyage: valor sem blindagem era em torno de  R$ 41 mil, enquanto que o valor do blindado era R$ 86 mil;
  • Citroen C3: o carro podia ser encontrado por volta de R$ 45 mil e o blindado podia passar de R$ 90 mil;
  • Fiat Siena: R$ 41 mil o valor de um novo sem blindagem, o valor passava para R$ 91 mil reais caso tivesse esse atributo.

Como dito e mostrado, a maioria dos carros com a blindagem podem custar mais que o dobro do valor original.

Quanto custa para blindar um carro?

Você não precisa comprar um carro blindado pronto, pois existe o serviço de blindagem de carros caso você queira blinda-lo em um momento futuro.  O serviço de blindagem de carro não é muito acessível, principalmente pelo alto valor que costuma ter. No Brasil, a média desse serviço fica em torno de 50 a 55 mil reais para as blindagens III-A.

Carros blindados exigem manutenção e o processo de venda pode ser trabalhoso. Por causa disso, é possível encontrar carros blindados usados a preços acessíveis e até mais baratos que um veículo normal do mesmo modelo e ano.

Vale reforçar que a blindagem de um carro não tem prazo de validade. A única parte que pode sofrer delaminação ou perder a transparência são os vidros, dependendo do tipo.

Falando nisso, muitos desejam apenas saber o preço da blindagem de vidros para carros. Blindar somente os vidros pode custar em torno de R$2.500,00 o metro quadrado para uma blindagem do nível III-A, se tiver o tamanho de uma janela padrão.

Quais são os tipos de blindagem para carros?

Falar em “carro blindado” pode ser muito vago para quem entende do assunto, pois há mais de um tipo de blindagem. Os tipos de blindagem de carro existentes são: I, II-A, III-A, III, IV e V. Cada um representa um nível maior de proteção.

Ou seja, o nível I é para calibres menos agressivos, como o 22 e 38 e para ataques com ferros e pedras.

O V, que é o mais completo e seguro, protege contra absolutamente todos os tipos de armas, ataques de ferros, pedras, fuzis e ataques aéreos de mísseis.

A blindagem nivel V está disponível apenas para as Forças Armadas. Ou seja, civis não têm acesso a esse tipo de blindagem.

Então, pessoas civis podem blindar seus carros até o nível IV, sendo a mais segura dentre as disponíveis no mercado. Esse nível protege contra diversos tipos de armas, ataques de ferros e pedras, fuzis, submetralhadoras, munições perfurantes e até granadas.

Contudo, ter um carro blindado no nível IV exige muita burocracia. A pessoa deve formalizar pedido na justiça que justifique isso e o processo tramita no Exército e Ministério da Defesa, dentre outros.

A blindagem de carros nivel III é uma das mais procuradas. Um blindado nivel 3 protege contra diversos tipos de armas de fogo, ferro, pedras, submetralhadoras e alguns modelos de fuzis. O preço dessa blindagem deve ser consultado com quem fará o serviço.

O nível III-A protege contra diversas armas de fogo, mas é um pouco inferior ao nível III e não protege contra alguns modelos de fuzis, como é o caso do nível III.

O que levar em consideração na hora de blindar o carro?

Um carro blindado ficará, no mínimo, 100 quilos mais pesado. A maioria dos carros podem ser blindados, mas esse peso pode prejudicar os veículos de 1.0. Lembre-se de procurar uma blindadora que tenha permissão para prestar esse tipo de serviço. Pergunte sobre todo o processo e documentação necessária.

Um carro blindado tem custo de manutenção maior que um carro normal. Portanto, em caso de acidentes, o custo do conserto pode ficar em torno de 20% mais caro. O ideal é se informar e tirar todas suas duvidas com um profissional do local da blindagem.

Artigos relacionados ao tema:

Concluindo…

Quanto custa um carro blindado? Isso é muito relativo e não há resposta exata para essa pergunta, pois depende do tipo de blindagem, do local e tipo de veículo. Contudo, é importante lembrar que esse procedimento é caro, tem burocracias e pode envolver custos maiores no futuro com manutenção, por exemplo.

Porém, quem pretende ter segurança na hora de dirigir, o procedimento pode valer muito a pena. Cabe você analisar o assunto com calma e decidir o melhor para você e sua família!

Leia também:  Carros Volkswagen em Mato Grosso Do Sul com Sensor de estacionamento com final da placa 1,2

E você, já assinou nossa newsletter? Então assine já e receba diversos conteúdos interessantes para melhorar sua vida e principalmente, sua condição financeira!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Detran: Vence neste mês licenciamento para automóveis e motos com placa final 9 | Governo do Estado de São Paulo

Cidadão SP

/governosp

  • Cidadão SP
  • /governosp

Página Inicial / Eventos / Detran: Vence neste mês licenciamento para automóveis e motos com placa final 9

Vence neste mês de novembro o prazo para licenciamento de automóveis e motocicletas com placa final 9, registrados no Estado de São Paulo.

O pagamento das taxas necessárias pode ser feito na Nossa Caixa e nos demais bancos autorizados (Banespa, Banco do Brasil, BCN, Bilbao Viscaya, Bradesco, Cidade, Itaú, Mercantil Finasa e Sudameris).

Os bancos ABN Amro Rea, Mercantil do Brasil e Unibanco atendem somente aos seus clientes.

A taxa de licenciamento é de R$ 42,47 e deve ser quitada, independentemente do valor do carro. Ela pode ser paga pela internet, nos sites dos bancos credenciados. Quem quiser receber o documento em casa deve desembolsar mais R$ 6,67.

Além disso, é necessário efetuar o pagamento do seguro obrigatório, caso não tenha sido quitado junto com o IPVA (R$ 51,62 para veículo de passeio, R$ 55,43 para utilitário, R$ 93,38 para moto).

Também é obrigatório quitar multas ou IPVA pendentes para requerer o licenciamento.

O Banco Nossa Caixa oferece uma linha de financiamento para pagamento dos encargos como IPVA, multas e taxas.

Para fazer o licenciamento na Nossa Caixa o cliente pode utilizar-se dos seguintes meios:
· Internet: pelo site www.nossacaixa.com.

br
· Nossa Caixa NetBanking
· Nossa Caixa Home Banking
· Nossa Caixa Fone – (11) 3856-7770
· Terminais de auto-atendimento, inclusive lojas 24 horas, nas Agências Nossa Caixa

· Nos caixas de qualquer agência Nossa Caixa

Fatores que podem impedir o licenciamento

A operação de licenciamento não ocorrerá nos seguintes casos:
1. Quando o IPVA tiver um volume de pendências maior que o permitido como limite;
2.

Quando o número total de multas municipais, estaduais ou federais exceder a 15;
3. Quando o cliente não possuir saldo suficiente em conta (incluindo limite de cheque especial);
4.

Se o Renavam não constar no cadastro;
5. Se o veículo possuir placa com duas letras e quatro algarismos;

6. Se o veículo possuir multas emitidas por municípios não integrantes do convênio com o Detran. Neste caso, o cliente pode pagar os débitos apresentados na tela, obtendo o comprovante e se dirigir ao departamento de trânsito do município para regularizar a multa pendente. Após a regularização, deve comparecer ao Detran ou Ciretran de sua cidade para emissão do CRLV.

Alertas importantes sobre o serviço

1. Mantenha o endereço atualizado junto ao Detran/Ciretran, pois o certificado (CRLV) será enviado ao endereço cadastrado no próprio Detran/Ciretran no prazo máximo de cinco dias úteis para os que optarem por receber o certificado em casa, via correio.
2. A transação via NetBanking só está disponível das 9 às 21 horas.

Postos do Detran na Capital:
(todos funcionam das 10h às 17h, com exceção da sede do órgão, que abre às 8 horas)

  • Sede (das 8 às 17 horas)
    Av. Pedro Álvares Cabral, 1.301 – Parque do Ibirapuera
  • Centro
    Poupatempo Sé – Praça do Carmo, s/n
  • Zona Norte
    Shopping Center Norte – Travessa Casal Buono, 120 – Vila Guilherme
  • Zona Oeste
    Shopping Center Lapa – Rua Catão, 72 – Lapa
  • Zona Sul
    Poupatempo Santo Amaro – Rua Amador Bueno, 176 – Santo Amaro
  • Zona Leste
    Poupatempo Itaquera – Av. do Contorno, 60 – Itaquera

    Auto Shopping Leste Aricanduva – Av. Aricanduva, 5.555 – Aricanduva

    (LRK)

  • Avaliação do Ix35: manutenção, revenda e consumo | Chaves na Mão

    O ix35 é um modelo da marca Hyundai, categoria SUV. Flex desde a sua nacionalização, em 2013, possui motor 2.0 que rende de 169 cv de potência e 20,4 kgfm de torque com gasolina ou 178 cv e 21,8 kgfm com etanol.

    O câmbio é automático de seis velocidades, com tração dianteira. Leva cinco pessoas e seu porta-malas tem capacidade para 591 litros.

    • Tanto a aceleração inicial, quanto as retomadas, são excelentes, fato que proporciona uma ultrapassagem tranquila e segura ao condutor e passageiros.
    • Sua suspensão firme e silenciosa proporciona um perfeito desempenho em qualquer terreno.
    • Possui assentos confortáveis e de excepcional acabamento: sólido e com materiais de primeira qualidade, que o colocam na frente da concorrência.
    • O IX35 é um utilitário esportivo médio da Hyundai lançado em 2009, na Coreia do Sul, para substituir o Tucson.
    • Em alguns países ele ainda é conhecido como “New Tucson”, mas no Brasil, como o Tucson continua sendo produzido, o modelo ganhou o nome de iX35 que é o mesmo utilizado na Europa.

    No Brasil, o utilitário esportivo só chegou no segundo semestre de 2010, na versão com o motor NU 2.0 e com uma faixa de preço mais elevada.

    Inicialmente ele era importado da Coreia, mas desde o final de 2013, o SUV é produzido na fábrica do Grupo CAOArepresentante oficial da Hyundai no País – em Anápolis (GO). Sua primeira reestilização aconteceu em 2015.

    Hyundai Ix35 2016

    1. O ix35 versão 2016 traz mudanças estéticas para se adequar à nova identidade visual da marca, conforme seus modelos disponíveis em outros países.
    2. Por fora, são novos os faróis, a grade dianteira, os faróis de neblina e as lanternas traseiras.

    3. Oferecido em três versões de acabamento, o SUV vem equipado de série na versão de entrada com: ar-condicionado com saída para o banco traseiro, chave canivete, computador de bordo, rádio com Bluetooth, entrada USB e comandos no volante, sensor de estacionamento traseiro, rodas de liga leve aro 18, acendimento automático dos faróis e retrovisores com rebatimento elétrico.
    4. A versão intermediária equivale à versão já oferecida anteriormente no mercado brasileiro, com: central multimídia com tela de 7″ com GPS integrado, controlador de velocidade, câmera de ré, rack de teto, partida por botão e airbags laterais e de cortina.
    5. Já a versão top de linha, inclui: ar-condicionado com duas zonas de temperatura, travamento automático das portas a 20 km/h, volante e bancos revestidos de couro, banco do motorista com ajuste lombar e regulagem elétrica, lanterna traseira com luzes de LED, teto solar elétrico duplo, controle de tração e de estabilidade e assistente de partida em rampa.

    Outra grande novidade de 2016 para marcar de vez a chegada da reestilização, o modelo agora contará com uma série especial que foi batizada de Launching Edition. Serão 300 unidades das versões intermediária e completa que virão na cor laranja.

    Valor do Hyundai Ix35 para cada versão

    • Versão de entrada – R$ 99.990
    • Segunda versão – R$ 109.990
    • Versão top de linha – R$ 122.900

    No entanto, se por um lado houveram diversas mudanças na estética do modelo, o motor não passou por alterações, pelo menos não aqui no Brasil.

    O motor continua sendo 2 litros flex, que desenvolve até 167 cavalos quando é abastecido com etanol, e a transmissão automática de 6 marchas. 

    Ficha técnica doHyundai Ix35

    •  Motor 2.0 16V flex de 157 cv com gasolina e 168 com etanol. Torque 21,8 / 20,4 (álcool / gasolina). Sempre associado ao câmbio automático de seis marchas e tração dianteira.• Comprimento (mm) – 4410• Largura (mm) – 1820• Altura (mm) – 1655• Entre-eixos (mm) – 2640• Peso (kg) – 1492• Capacidade do tanque – 58 litros

    • Capacidade do porta-malas – 591 litros

    Foto Autoesporte

    Itens de série do Hyundai Ix35

    • Garantia Motor e Câmbio – OEM 60, ilimitada e ilimitada.• Garantia total do veículo – OEM 60, ilimitada e ilimitada.• Airbags 2.• Luzes tipo LED brake light e luzes laterais.• Tela com multi-funções 7,0 e sensível ao toque.• Botão de partida do veículo.

    • Conexão externa para entretenimento inclui tomada com entrada auxiliar e conexão USB.• Porta traseira com abertura vertical.• Bluetooth inclui telefone e transmissão de música.• Portas motorista, atrás do motorista, passageiro, atrás do passageiro e abertura à frente.

    • Chave ou cartão inteligente automático, inclui entrada sem chave e partida sem chave.• Consumo de combustível secundário: 8,8 e 10,5.• Rede de segurança para carga.• Freios assistidos (BAS).• Distribuição eletrônica de frenagem EBD.• Console parcial do suspenso.

    • Sistema de navegação com mapa completo e voz.• Estepe em ferro e de tamanho reduzido.

    • Rodas dianteiras e traseiras em liga leve 18 com 6,5pol de largura.

    • Vidros elétricos na dianteira com acionamento em um só toque e vidros elétricos na traseira.
    • Limpador do para-brisa com intermitência variável.
    • Vidros verdes.
    • Vidro traseiro fixo com anti-embaçante e limpadores do para-brisa de ciclo intermitente.
    • Retrovisores dobráveis com acionamento elétrico.

    • Retrovisores das portas do motorista e passageiro com ajuste elétrico na pintado e luzes indicadoras.
    • Retrovisor interno.
    • Ar condicionado.
    • Transmissão automática com seis velocidades e modo manual no assoalho, i348 e automática com modo manual.

    • Suspensão tipo McPherson e dianteira com barra estabilizadora, roda tipo independente e molas helicoidais, suspensão tipo multibraço e traseira com barra estabilizadora.
    • Direção Assistida proporcional à velocidade e tipo.
    • Volante de direção com ajuste de altura e ajuste na distância multifuncional.

    • Banco traseiro com capacidade para três lugares, encosto assimétrico, com assento inteiriço e voltado para frente.

    • Bancos dianteiros individuais, sem ajustes para motorista e passageiro, modo manual.

    • Descansa braço traseiro central e dianteiro central.
    • Revestimento dos bancos em couro.
    • Cintos de segurança traseiros, no assento do motorista, no assento do passageiro e traseiros tipo abdominal no assento central estático.
    • Cintos de segurança no assento do motorista e do passageiro com pré-tensionador e ajuste na altura.

    • Com ajuste na altura ativo nos bancos dianteiros, três apoios de cabeça com ajuste na altura nos bancos traseiros.
    • Airbag dianteiro para motorista e passageiro.
    • Bagageiro.
    • Pintura normal.
    • Alarme.
    • Travamento central por chave tipo cartão e sensível à velocidade.
    • Cobertura do porta-malas flexível.

    • Pneus: dianteiros, traseiros, 225 x 55 H e 98.
    • Faróis de neblina dianteiros.
    • Controle dos faróis com sensor de luminosidade.
    • Faróis de superfície complexa e lâmpada halógena.
    • Acabamento de luxo com imitação de alumínio no console central, couro nas portas e imitação de alumínio no painel.

    • Computador de bordo com velocidade média, consumo médio de combustível, consumo instantâneo e autonomia.
    • Indicador de temperatura externa.
    • Conta-giros.
    • Dois hodômetros parciais.
    • Painel de instrumentos.
    • Vidro degradê.
    • Tração dianteira.

    • Capacidade de carga: banco traseiro normal até altura dos vidros (591 litros), banco traseiro rebatido até o teto (1.436 litros).
    • Sensor de estacionamento traseiro e tipo radar e câmera.
    • Espelho de cortesia iluminado para motorista e passageiro.
    • Luz no porta malas e de leitura dianteira.
    • Cinzeiro na dianteira.

    • Especificações de SUV: ângulo de entrada 28,1 ° e ângulo de saída 26,9°.
    • Piloto automático.
    • Imobilizador.
    • Para-choques na pintado, dianteiros e traseiros.
    • ABS.
    • Quatro freios à disco com dois discos ventilados.
    • Aerofólio na cor do veículo e no teto.
    • Tomada com saída 12v na área de carga e dianteira.

    • Controle de áudio montado no volante.
    • Equipamento de som AM / FM com CD no painel CD Player com leitor de MP3, inclui DVD no painel, tela sensível ao toque e tela colorida.
    • Seis alto-falantes.
    • 5 assentos com configuração 2+3.

    • • Carroceria com cinco portas tipo SUV entre eixos curto e Hyundai XD.
    • O Inmetro testou o consumo de combustível do Hyundai ix35 e, segundo a avaliação, foi considerado o utilitário esportivo mais econômico do Brasil.
    • Rodando na cidade e na estrada obteve os seguintes dados de consumo:

    • Consumo na cidade – 6.1 Km/l com álcool e 8.8 Km/l com gasolina.

    • Consumo na estrada – 7.3 Km/l com álcool e 10.5 Km/l com gasolina.

    A manutenção do ix35 acompanha o porte do SUV. A cesta de peças fica em torno de R$ 9.387.

    A vantagem fica para o seguro do usado, que, embora não seja barato (R$ 3.792), fica mais em conta do que na versão zero-km, que acompanha a etiqueta elevada pela tabela Fipe.

    Para veículos faturados a partir de 15 de Setembro de 2014, é preciso verificar as condições de revisões gratuitas no certificado de garantia que acompanha o veículo.

    Qualquer dúvida sobre os preços da tabela, o consumidor deverá entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor da Hyundai pelo telefone 0800-7703355. 

    Com base em pesquisas de mercado, tendo como principais fontes lojistas independentes, revendedores e classificados, tem-se uma média mínima de valor de revenda de R$ 53.700,00 para modelos de 2010, R$ 75.600,00 para modelos flex com fabricação em 2013, R$ 81.800,00 para flex fabricados em 2015 e R$ 88.900,00 para os modelos mais recentes, produzidos em 2016.

    Continue com a gente e encontre em todo o Brasil as melhores oportunidades do carro Hyundai Ix35.

    Bloodhound SSC: o veículo terrestre que quer chegar a 1.600 km/h

    Ampliar (Fonte da imagem: Divulgação/Bloodhound SSC)

    Você provavelmente já viu, ao menos pela televisão, um carro de corrida em ação. E, se alguns modelos já impressionam por alcançar mais de 400 km/h, o veículo Bloodhound SSC é capaz de deixar qualquer um de queixo caído — em especial os amantes da velocidade.

    Isso porque este projeto de automóvel supersônico pretende alcançar a marca de 1.600 km/h, ultrapassando a barreira do som e batendo o recorde mundial que perdura desde a década de 90.

    E, como você deve imaginar, para atingir tal feito de maneira eficiente e segura muita tecnologia está envolvida. Aperte os cintos e prepare-se para conhecer um pouco mais sobre os objetivos desta iniciativa, a constituição física do carro e vários fatos curiosos que o cercam.

    O projeto

    O Bloodhound é um projeto surgido em 2008 e que está sendo conduzido por um conglomerado de empresas, instituições de ensino e o governo inglês, incluindo o exército do país e a respeitada Força Aérea Real (RAF).

    Embora a ideia central desse programa seja quebrar o recorde mundial de velocidade atingida por um veículo terrestre, ele visa também promover o desenvolvimento de novas tecnologias e o interesse de jovens estudantes pela física, matemática e engenharia.

    O planejamento da equipe responsável pelo Bloodhound SSC, como foi batizado o carro, é finalizar a construção dele até o final de 2014, iniciando os primeiros testes já no ano que vem ainda na Inglaterra. Depois de aferições e possíveis ajustes, o veículo será levado para o Deserto de Hakskeenpan, na África do Sul.

    O local foi escolhido a dedo com base em análises de imagens capturadas por satélites levando em consideração sua extensão e formação sedimentar. Contudo, a quebra do recorde está, a princípio, planejada para ocorrer oficialmente apenas em 2016.

    A aposta de que o projeto tem grandes chances de ser concluído com sucesso é a presença de profissionais experientes no assunto.

    Richard Noble, diretor geral do Bloodhound, Ron Ayres, engenheiro aeroespacial, e Andy Green, piloto e oficial da RAF, trabalharam no ThrustSSC, primeiro supersônico terrestre a quebrar a barreira do som no ano de 1997.

    Os 1.228 km/h alcançados por ele garantem o título de carro mais veloz do mundo até hoje.

    Ampliar (Fonte da imagem: Divulgação/Bloodhound SSC)

    As especificações

    Para uma proposta tão ambiciosa, o Bloodhound SSC não poderia contar com uma configuração nada menos do que surpreendente.

    A sua propulsão é garantida por um sistema híbrido constituído de uma turbina de jatos Rolls-Royce EJ200, um foguete Falcon Hybrid — que possui 4 metros de comprimento e uma saída com 18 polegadas de diâmetro — e um motor Cosworth CA2010 (18 mil rpm) usado por carros da F1 responsável por bombear o combustível para o foguete.

    A combinação de tudo isso atuando em conjunto resulta em 135 mil cavalos de potência, os quais, em teoria, seriam capazes de levar esse automóvel de 7.786 kg à velocidade máxima de 1.680 km/h.

    Para alimentar tanto poderio de propulsão, o Bloodhound SSC possui um tanque que armazena 800 litros de High Test Peroxide (HTP), uma solução concentrada de peróxido de hidrogênio — componente básico da popular água oxigenada.

    Apesar de parecer uma quantia enorme de combustível, ela consegue manter o foguete acionado por somente 20 segundos, isso devido ao consumo de 40 litros por segundo apresentado por esse componente.

    Após chegar a uma velocidade tão alta, a hora de parar pode ser um problema.

    Para evitar isso, a frenagem do carro será realizada por um sistema aerodinâmico combinado com paraquedas e freios a disco de carbono.

    A segurança do piloto é garantida por uma célula de sobrevivência pensada especialmente para o Bloodhound SSC. Enquanto sua parte frontal é fabricada de fibra de carbono, a parte traseira dessa estrutura é constituída de um conjunto de ligas metálicas. Assim, essa espécie de cockpit chega a ser mais resistente que os usados na F1 e bastante similar com a de um avião de combate militar.

    O veículo que pretende ultrapassar a barreira do som possui 13,47 metros de comprimento, 2,28 metros de largura e 3 metros de altura. Outra peculiaridade dele é o uso de rodas forjadas com um metal extremamente resistente e que pesam 95 kg cada.

    Ampliar (Fonte da imagem: Divulgação/Bloodhound SSC)

    Fatos curiosos

    Não é preciso ser um engenheiro ou físico para saber que ultrapassar os 1.600 km/h traz uma série de consequências, ainda mais quando o veículo responsável pelo feito atinge tal velocidade em apenas 55 segundos. Se levarmos em conta a sua aceleração, o Bloodhound SSC chega a ser mais rápido que um projétil disparado por uma Magnum .367.

    Alcançar essa velocidade também implica em uma pressão aerodinâmica de 20 toneladas e um ruído de 185 decibéis — o mesmo valor causado pela decolagem de um Boeing 747. Nesse momento, as rodas do supersônico chegam a dar 10.200 voltas por minuto e gera cerca de 50.000 de força g. Com isso, se você colocasse um cubo de açúcar dentro de uma delas, ele pesaria o equivalente a 160 kg.

    Aguentar a pressão criada dentro do Bloodhound SSC também não é fácil. O piloto estará submetido a uma variação que vai de 2 g e -3 g durante a aceleração e a desaceleração, respectivamente. E, logo atrás dele, o foguete propulsor estará expelindo fogo a uma temperatura interna de 3.000 °C.

    Ao quebrar a barreira do som, o Bloodhound SSC não deixa somente os carros comerciais mais rápidos do planeta comendo poeira, como o Bugatti SuperVeyron que pode chegar aos 460 km/h. Este supersônico é mais veloz que diversos jatos executivos, incluindo o Gulfstream G650 — que beira os 1.000 km/h.

    Seja o primeiro a comentar

    Faça um comentário

    Seu e-mail não será publicado.


    *