Browsing articles tagged with "Arquivo de Literatura - Jean Mello"

Rimando entre becos e vielas

Fev 7, 2017   //   by Jean Mello   //   Artigos, Blog, Contos, Crônicas, Músicas  //  2 Comments

Por Jean Mello

Rimando entre becos e vielas.

Rimando entre becos e vielas.

Resgatar os principais símbolos de resistência da periferia é demonstrar por quais razões é necessário valorizar e enfatizar a cultura periférica.

Nas primeiras linhas explico, assim não me complico, para apresentar o webclipe de Real Tegê, “Licença pra chegar”. Leia mais >>

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

A arte da crônica e do conto

Set 15, 2016   //   by Jean Mello   //   Artigos, Blog, Contos, Crônicas  //  No Comments

iebnovo_1466612504

Finalizei recentemente o curso ministrado pelo professor Fernando Paixão, “A arte da crônica e do conto”. Foi realizado no Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo (USP).

Escrever não é só colocar sentimentos no papel, tem toda uma questão técnica e o escritor se desenvolve gradualmente, pouco a pouco, enquanto busca profissionalização em formações, leituras e mais leituras, escrita orientada por editores experientes e o academicismo, mais que necessário.

O forte do curso “A arte da crônica e do conto”, em meu parecer ou como contribuição para minha trajetória, foi encontrar nas aulas interlocuções profundas com escritores brasileiros, ou que nasceram fora do Brasil, que alcançaram os rincões do mundo, traduzidos para inúmeros idiomas e fazendo com que suas histórias, criadas ou reais, ganhassem outros formatos artísticos: cinema, quadros, fotografias e músicas. Ajudou-me a enxergar os fenômenos literários com outros olhares.

Recomendo.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Feira de Publicações Independentes Casa das Rosas

Set 10, 2015   //   by Jean Mello   //   Artigos, Blog, Crônicas, Dicas de Livros, Publicações  //  1 Comment

casa_das_rosas

Fui convidado para participar da Feira de Publicações Independentes na Casa das Rosas.

Com mesa de debates, esta feira busca promover a circulação e comercialização de títulos e projetos publicados de maneira independente, entre quadrinhos, livros e fanzines.

O evento será nesse domingo, 13 de setembro de 2015, das 12h às 17h. Vou expor meu novo livro Exalando Esperança, contar um pouco a sua história e concepção.

Conto com a sua presença!

Endereço: Av. Paulista, 37 – Bela Vista – São Paulo, SP.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Literatura e música: paixões que não abandono!

Mai 16, 2014   //   by Jean Mello   //   Artigos, Blog, Crônicas  //  No Comments

musica-literatura-bellotto

Literatura e música! Lindo viver isso em momentos inusitados… No busão lotado a inspiração chega, andando por alguma avenida que, por mais acessível que pareça, apresenta nuances periféricas de inacessibilidade visível aos olhos de quem enxerga as realidades sociais.

Hoje, alguém que leu Crônicas Perdidas, me disse que, ao ler os textos, teve a sensação de ter pisado em alguns lugares que cito ao longo do livro. Honra para um cronista…

É, agora toda luta, muitas coisas que passei e que eu não conseguia explicar de modo palpável, têm explicação.

Que cheguem as ideias próximas ou as próximas ideias. Peço para eu tenha sensibilidade o suficiente para acessá-las, percebê-las, vivenciá-las quase em sua completude. Quase de modo holístico.

Penso que não errei em citar o quase no parágrafo acima. Ninguém, por mais competente que seja, por mais profundo que seja o pensamento, consegue alcançar a totalidade das coisas.

A totalidade de um pensamento não se alcança nem na coletividade, quanto mais nas particularidades ou singularidades de um exercício intelectual. O máximo que fazemos, mesmo na densidade acadêmica, é produzir um simples recorte da realidade.

Sim, os métodos são diferentes, as formas de publicizações são diversas, mas todas elas, mesmo as que se dizem neutras, são apenas leituras de mundo, como nos alertou o mestre Freire.

Não temo ser reducionista. Quem concentrar um pouco de esforço em compreender essas palavras, verá que, sem sombra de dúvidas, os pensamentos acusados de informais são muito semelhantes aos que são cercados de pesquisas apoiadas em livros e mais livros, validados por mestres e doutores.

Os métodos de investigação de artistas, cronistas, poetas, teólogos do cotidiano (Rubem Alves escreveu um livro inteiro sobre isso), devem ser valorizados.

O amanhã é simples, mas nem sempre ele é resultado daquilo que é plantado hoje. Tudo é vaidade e se corrói com o tempo.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

O Lugar do Escritor

Ago 6, 2012   //   by Jean Mello   //   Artigos, Blog, Dicas de Livros  //  2 Comments

Qual o lugar do escritor? Vemos aqui registros de espaços físicos e psicológicos, que certamente os ultrapassam. Qual é o lugar do escritor? Em todos os lugares. Assim como o lugar da fotografia. Ela está em toda parte, em eterna busca; ela cerca e acompanha o seu objeto de desejo, e de perpetuação.

Apresentação do livro O lugar do escritor

O lugar do escritor se confunde facilmente com o lugar de qualquer outro tipo de artista. A obra é de Eder Chiodetto, que carrega o título de O lugar do escritor, se diversifica. Fotos carregadas de simbolismo, demonstrando os mistérios literários de maneira direta, alternando com textos curtos, jornalísticos. Trazendo apenas o básico, mas não deixa em nada a desejar. Consiste em um material para quem aprecia o novo. Alguns trechos dele em muito se parece com as definições que dei quando escrevi uma crônica para cronistas.

João Ubaldo Ribeiro

O material relata parte da vivência de escritores brasileiros que moram por aqui ou em qualquer outra parte do mundo. Demonstra o quanto diferentes linguagens artísticas se cruzam. Às vezes até revezam, como é o exemplo de Ferreira Gullar, que quando não encontra inspiração para grafar as palavras, desenha com desenvoltura, colocando o que está transbordando na alma em alguma tela ou, no caso dos poemas, em papel.

Ao longo de cinco anos, o fotógrafo Eder Chiodetto visitou 36 escritores brasileiros; de Adélia Prado a João Cabral de Melo Neto, de Haroldo de Campos a Lygia Fagundes Telles, de Ariano Suassuna a Paulo Lins. Além de colher seus depoimentos, captou detalhes dos ambientes de trabalho, penetrou no território de suas bibliotecas e compôs um retrato sensível de cada um deles. O lugar do escritor é um painel fascinante que junta imagem e palavra, confissão e memória, diálogo e reportagem. (Editora Cosac Naify)

Grande parte das entrevistas está recheada de incômodos – o boato de que quem escreve gosta apenas de se revelar através das letras, ou de qualquer outra forma de manifestação artística, traduziu-se como verdadeiro, pelo menos no contexto dessa publicação. No entanto, quem entrar em contato com o livro irá se surpreender com grande parte das revelações. Lamento ser esse projeto uma divulgação dos mais conhecidos, consagrados. Como em muitas iniciativas editoriais, o conteúdo mostra-se como um complemento do já conhecido, mas não revelado. Leia mais >>

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Colabore

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 2.5 Brasil.