Browsing articles in "Blog"

A voz do Paradoxo

Mar 28, 2011   //   by Jean Mello   //   Blog, Poesias  //  1 Comment

O paradoxo entre a fé e razão
Entre a dúvida e a certeza
Entre o amor e a ilusão
Que destoa minha tristeza
Não é mais do que a busca
Intrinseca em entender o que é o amor
Em entender o que é a entrega
Abrir mão do seu querer
Em meio aos meus sonhos surge a voz
Que interrompe o meu sono
Me desperta para o dia
Mais um dia surreal
Voz de alguém que se levantou
Enquanto muitos  se deitavam
Voz de alguém que trabalhou
Quando outros descansaram
Voz de alguém que abraçou
Mesmo a quem a desprezasse
Bastará meu despertar?
Tirar os meus pés da cama, terá algum proveito?
Se não for pra entender
O que é esse entregar
Eu prefiro me ajeitar
De novo em meu travesseiro

Autor: Dennis Portell

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Poema Circense

Mar 27, 2011   //   by Jean Mello   //   Blog, Poesias  //  1 Comment

Atirei meu coração às areias do circo como se atira ao mar uma âncora aflita. Ninguém bateu palmas. O trapezista sorriu, o leão farejou-me desdenhosamente, o palhaço zombou de minha sombra fatídica.

Só a pequena bailarina compreendeu. Em suas mãos de opala, meu coração
refletia as nuvens de outono, os jogos de infância, as vozes populares

Depois de muitas quedas, aprendi. Sei agora vestir, com razoável destreza, os risos da hiena, a frágil polidez dos elefantes, a elegância marinha dos corcéis.

Todavia, quando as luzes se apagam, readquiri antigos poderes e voô. Voô para um mundo sem espelhos falsos, onde o sol devolve a cada coisa a sombra natural e onde não há aplausos, porque tudo é justo, porque tudo é bom.

Autor: José Paulo Paes

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

O que direi aos meus filhos?

Mar 27, 2011   //   by Jean Mello   //   Blog, Crônicas  //  3 Comments

Como direi para meus filhos, que ainda nem nasceram, mas com certeza serão negros, porque sou descendente de africanos, que eles serão discriminados por conta da sua cor de pele e origem étnica, marcada historicamente como inferior e inculta – a história chamada oficial diz suas mentiras, apesar de outras interpretações históricas existirem, mas não são divulgadas por pessoas que teriam formas de fazer isso de um modo que a maioria da população mundial tivesse acesso.

Quais palavras usarei para explicar a existência de tamanha calamidade? Desde já reflito sobre isso e tenho vontade de chorar e gritar.

Em minha modesta avaliação, isso não é sofrer por antecipação, é apenas tratar a realidade como ela deve ser tratada. Pessimismo? Creio que não, porque, por mais que eu queira ver uma realidade de um modo mais justo, e outras muitas pessoas espalhadas pelo Brasil e pelo mundo também queiram, o racismo ainda vai demorar muito tempo para ser superado, sinto na pele e é bem provável que as futuras gerações também o sintam. A diferença é que terão mais mecanismos para se defenderem deste câncer.

Leia mais >>

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Cabelos Grisalhos

Mar 27, 2011   //   by Jean Mello   //   Blog, Crônicas  //  4 Comments

Estarei de cabelos grisalhos, num dia distante, e não vou parar de discursar a favor da liberdade. Ainda que muitos achem que falo apenas tendo como base o radicalismo, não penso em mudar minhas práticas, apenas no que diz respeito ao amadurecimento que o tempo vai trazer. Como negar o que vejo de modo tão evidente?

O essencial é sempre estar com a consciência tranquila e saber que trabalhar para o fim da discriminação racial é atuar em prol de um país que não sufoque a riqueza da diversidade.

Utopia? Prefiro acreditar em uma das afirmações do escritor José Saramago: utopia é apenas o amanhã. Para ele esta palavra não sinaliza algo que nunca vai existir. Ela é apenas o discurso do não existente hoje. Ao passar dos dias algo de agradável pode acontecer. Isso tudo pude ver no Fórum Social Mundial de 2005, em Porto alegre.

Leia mais >>

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Racismo ao Contrário: Pura Hipocrisia

Mar 27, 2011   //   by Jean Mello   //   Blog, Crônicas  //  5 Comments

Racismo ao contrário? Acordei pensando nessa expressão tão falada em muitos lugares que circulo. Será que procede tão acusação?

Às vezes desconfio que muitas pessoas que usam esta frase não sabem a diferença entre racismo, discriminação e preconceito. Tratam tudo como se fosse uma coisa só. Existe grande diferença entre todos esses conceitos, vamos ver?

Preconceito: ideia que se forma pela falta de conhecimento. São conceitos formados no individual e não no coletivo. Não é a ação. Neste momento é algo que se constitui apenas no campo das ideias. Uma boa dose de educação de qualidade, investimento intelectual, poderia evitar muitos desses perigosos conceitos ainda não tão bem formados. Não consigo ficar tranquilo ao saber que muitas pessoas são tratadas de maneira diferente, apenas por existir outras que respondem perguntas extremamente complexas sem o mínimo conhecimento. Ou melhor, um saber pautado nas concepções do senso comum.

Leia mais >>

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

NKOSI SIKELEL IAFRIKA (DEUS ABENÇOE A ÁFRICA)

Mar 27, 2011   //   by Jean Mello   //   Blog, Crônicas  //  1 Comment

Neste ano de 2010 os olhos de muitas pessoas no mundo inteiro estavam voltados para a Copa do Mundo da África do Sul. Apesar da breve campanha da seleção brasileira, de certa forma, fiquei feliz com alguns acontecimentos. Adorei ter visto Nelson Mandela. Com seus noventa anos, sem dúvida nenhuma, ele á uma das figuras mais representativas na luta contra o racismo.

Vinte e sete anos de prisão do corpo, mas não da alma. Não tenho a ilusão de que acabou. Porém, não dá para desconsiderar tudo que o mundo pode ver através do trabalho realizado contra o regime apartheid. Daqui pude sentir, mesmo tendo vivido em outra época e muito longe, geograficamente, da África. Isso não faz diferença… Meus antepassados viveram lá e de alguma forma pude ver o que se configurou no continente que foi roubado, depois da colonização.

Que tempo injusto para Nelson Mandela. O melhor foi saber que a semente plantada por ele foi linda. Vivo em uma geração que pode colher coisas importantes, de uma árvore plantada junto aos ribeiros de águas, na luta contra a discriminação racial travada na África do Sul. A coragem que moveu o coração de grandes articuladores, liderados por Nelson Mandela, num país tomado por leis e práticas contra a população negra, é de arrepiar.

Leia mais >>

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Se tudo fosse igual ao teu sorriso…

Mar 26, 2011   //   by Jean Mello   //   Blog, Crônicas  //  3 Comments

Cercado de olhares furtivos que desejam ver meu fim…

A cada dia vou trilhando um caminho – que não criei – para tentar vencer as dificuldades da vida. Na verdade, ainda as coisas estão fazendo sentido para mim.

Sonho para se transformar em realidade, não pode ser apenas sonhado. É preciso garra e força além do comum, para realizar o que antes passou apenas pela imaginação. Isso não é nada fácil. Para algumas pessoas se torna impossível. A fé acaba sendo o termômetro das realizações humanas, em sintonia com a mão de Deus que nos alcança quando queremos, nos momentos em que buscamos.

Leia mais >>

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
Páginas:«1...4142434445464748

Blog Categories


Colabore

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 2.5 Brasil.