Filosofia atemporal (extraído do livro “Intocado”)

Ago 16, 2017   //   by Jean Mello   //   Artigos, Blog, Intocado, Poesias  //  No Comments

njuguna_filosofia

A poesia atravessa o mundo, ou seria a alma do poeta em versos e estrofes, prosas sem fim?

Sempre que penso nas técnicas avançadas de escrita, deduzo que elas só se aplicam aos poemas se antes o poeta se preocupar em colocar a alma no papel. Se assim não for, as técnicas servirão apenas para a forma ou norma culta da escrita, para o escritor se contentar com o fato de sua escrita caber em uma forma (como as de bolo), em prol do simples formato aceito por grupos que determinam o que é ou não culto.

As reflexões não estão apenas centradas em métodos. Principalmente as que se dizem poéticas.

É por estas e outras razões que em meu recente livro, “Intocado”, estou preocupado em voar nas asas da filosofia, respeitando os grandes mestres das inovações do pensar. Não sei se alcanço este distante horizonte, mas concentro grandes esforços nesta busca. Conhecimentos, diversos deles, são atemporais. Em cima deste alicerce é que construo meus poemas. Assim, enquanto poeta, consigo percorrer o mundo junto com as poesias. Ou seria o contrário?

Filosofia atemporal

se no mundo ainda existir filosofia
que me chamem de filósofo

por aqui ainda existe utopia?
gritem, meu nome é utópico!

se ainda se lembrarem dos gregos e dos egípcios
deem-me os documentos, tenho dupla cidadania

conquistei meu passe livre para correr pelo mundo
só a mágica das palavras podem proporcionar esse feito

o mergulho na alma de Khronos
ensina a verdade sobre o tempo

Related Post

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Comentários Facebook

Leave a comment

CommentLuv badge


Colabore

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 2.5 Brasil.
Email
Print
Read previous post:
Caminho seguro (extraído do livro “Intocado”)

Enigmas vitais dos sonhos nunca perdidos, preservados. A poesia coloca luz no caminho. Não falo daquilo que está obscuro, tomo...

Close